O aniversário do Amapá no Senado

“Tu sabes que onde eu for
Amapá
irá o amor
Amor que tua paisagem de sonho acenderá
no mais profundo e lírico sial
de que sou feito e contrafeito”
(Álvaro da Cunha)

O Senado da República realiza amanhã, 13, uma sessão especial em comemoração aos 68 de criação do Território Federal do Amapá. A iniciativa é do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) que teve aprovado requerimento nesse sentido pelo plenário do Senado.
A sessão – que começa às 14h – terá na tribuna de honra, como convidados especiais,  personagens ilustres do Amapá, autoridades, artistas e familiares do primeiro governador.
O Hino do Amapá será cantado durante a sessão pela cantora amapaense Patrícia Bastos com acompanhamento de caixas de Marabaixo – a maior expressão da cultura amapaense.
Os festejos do aniversário do Amapá não ficam restritos ao Plenário, eles se espalham por todo o Senado mostrando um pouco do que é o Amapá, sua cultura e sua gente, com apresentação de marabaixo, exposição de fotos e show musical de Patrícia Bastos, Enrico de Miccelli e Joãozinho Gomes.
A iniciativa do senador Randolfe Rodrigues de comemorar o aniversário do Amapá no Senado traduz o orgulho que ele tem do Amapá. E essa não é a primeira vez – e em tão pouco tempo – que Randolfe leva a cultura do Amapá para o Senado. Em junho, em sessão especial da Comissão de Direitos Humanos, o poeta Alcy Araújo foi homenageado. Naquele dia a poesia amapaense quebrou a sisudez daquela Casa com lirismo e ternura encantando senadores e poetas e escritores de vários cantos do Brasil que participaram da sessão. Na ocasião, o senador Pedro Simon disse que estava conhecendo “um Amapá melhor e mais bonito” e o senador Paulo Paim – que homenageou o poeta amazonense Thiago de Mello – disse que estava emocionado com a poesia amapaense, parabenizou Randolfe e agradeceu a ele pela oportunidade que teve de conhecer a poesia de alto nível produzida no Amapá.

Tido com um dos dez melhores senadores do país, em recente eleição do Congresso em Foco, Randolfe Rodrigues é, sem dúvida, motivo de orgulho para o Amapá.

Não é segredo para ninguém que votei nele para o Senado.
Costumo dizer que nunca me orgulhei tanto de um voto como desse que dei para Randolfe e me orgulho cada vez mais.

  • A poesia que eu espero desse senhor de bigode esfarelado deve conter essas palavras: (…) estarei deixando vocês em paz, sairei da vida pública para o bem do meu país, e nunca mais voltarei.
    Seria muito bom ouvir isso.

  • Não quero tratar de ideologia, não gosto politicamente do senador Sarney, mas, esse cidadão fez uma homenagem ao meu Amapá… Eu viajei na sua poesia.
    Alcinéa, não leve a mal, e nem seja má, divulgue o pronunciamento desse senador em seu blog. É uma prosa só.

    • Não era exatamente isso que os amapaenses esperavam quando o elegeram senador por 2 mandatos.
      Esperavam projetos sólidos de desenvolvimento do estado e não pronunciamentos emotivos.
      As palavras voam, mas os feitos permanecem.

  • Muitos falam na divulgação do nome do Amapá, mas poucos amapaenses dão o devido valor ao estado.
    A propósito, quantos aqui sabem cantar o hino do Amapá?
    “Eia povo destemido deste rincão brasileiro…”
    Eu sei.

  • Parabéns Amapá
    Assistindo a Cerimônia agora a pouco, sinto-me bem de ter votado no Senador Randolfe, tem iniciativa e inteligência para trabalhar, mas sinceramente esse tal de Mario Gutieve chamar o Moisés Souza de Moisés GÓES?
    Mas a cara dos dois senadores do PMDB tendo que encarar o Camilo foi demais, KKKKKKK.

  • E olha que ele ainda nem completou 1 ano no Senado, imagine o orgulho que ele irá nos proporcionar nos próximos anos. Votei nele e não me arrependo, precisamos de pessoas que realmente divulguem a cultura do Estado, fazendo com que mais e mais pessoas queiram nos visitar, chega de notícias sobre corrupção e outras mazelas, precisamos de notícias assim. APesar de não ser filho da terra, moro aqui há mais de vinte anos, e fico orgulhoso quando posso mostrar o que existe de bom no Estado que me acolheu. #prontofalei

  • Também votei neste Senador e me orgulho. Que os outros sigam exemplo e não usem o Estado somente como pátio eleitoral. Ah por favor: sem corrupção e visando o bem de seus familiares e os próprios bolsos. Essas manifestações enaltecendo o Amapá trazem benefícios de toda sorte, a começar pela projeção e visibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *