O descaso na saúde

Ronivaldo dos Santos Rodrigues, 36 anos, fraturou a perna e  está há 18 dias no Hospital Geral sofrendo fortes dores à espera de uma simples cirurgia, que não é realizada porque o único hospital público de Macapá não tem platina.
A perna fraturada está cada dia mais inchada e dolorida. “Já marcaram e desmarcaram a cirurgia quatro vezes. Toda vez que a cirurgia que é marcada ele tem que ficar em jejum desde a véspera, aí no dia seguinte o médico avisa que a platina ainda não chegou e desmarca tudo”, conta uma das amigas dele que o viista todos os dias.

  • Felizes são aqueles que não estão precisando do serviço de saúde. Infelizmente doença não espera. Agora, vem o atual governador e vem dizer que a saúde está uma beleza, é brincadeira. É uma vergonha!
    Com todo o respeito ao nobre amigo que postou, mas não tem como deixar de mostrar isso meu caro. Na maior parte das vezes só remediamos, pois é mais fácil pra mostrar em qualquer veiculo de comunicação que “estamos cuidadando da saude”. Prevenir é, sem duvida, melhor e mais barato, mas não mostra “trabalho e empenho”. Sabemos que muitas dificuldades são herdadas de outras gestões, mas não dá pra justificar falta de açao. Cade aquele programa de desenvolvimento humano? Já pensou se fosse voce na pele daquele cidadão? Vamos refletir…

  • Brincar com o sofrimento alheio eh deprimente. E parece que nessas eleicoes essa vai ser a tonica. Lucas, Camilo e Jorge tem batido nessa tecla para atingir o candidato Pedro Paulo. Acho que tem que mudar o disco.

  • Afamília deste senhor deve procurar o Superfácil e pedir ao juiz que obrigue o ESTADO a realizar a cirurgia e ainda pedir uma indenização pelos danos a que está submetido. E não se preocupem que eu e vcs pagaremos pela incompetencia deste governo ( elito em 2002). A ação deve ser feita no SUPERFÁCIL, é rapida e sem custas e não precisa de advogado, somente levar todos os documentos que comprovem esta situação. Tomara que de certo.

  • A sáude esta no fundo do posso, é verdade. Mas gente, tá bom de bater nessa mesma tecla desde que a propaganda eleitoral começou. Se temos que derrotar o homem vamos explorar outro tema. Esse já ta manjado e demasiado apelativo.

    • Mesmo assim, apesar da apelação, a realidade da saúde pública não se altera. Já houve quem dissesse que não é o sistema de saúde que é precário – O povo que é hipocondríaco.

    • Sei que o assunto é sério, mas poço com dois “SS”, é demais.rsrsrsrs
      Não é A.Souto Santos???!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *