O lançamento de Honoráveis Bandidos

Alcinéa e Palmério
Alcinéa e Palmério

Acabo de chegar do lançamento do livro “Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney”, do jornalista Palmério Dória, promovido pela Livraria Amapaense no badalado Bar da Celina.

Foi uma noite de alto astral, música e alegria,  com centenas de pessoas celebrando a liberdade de expressão.
Passava pouco das 20h quando Palmério Dória chegou ao bar, já lotado, e foi recebido com demorados aplausos. Crianças, jovens, adultos e idosos estavam ali para conhecer de perto, abraçar, ganhar um autógrafo e fazer uma foto com o jornalista que teve a coragem de levantar os tapetes e mostrar toda a sujeira  da família Sarney e seus aliados mais famosos.

O bar – apesar de grande – ficou lotado. Muita gente ficou em pé na calçada, no meio-fio e até na rua, mas não arredou  pé enquanto não ganhou um autógrafo. Uma lua bochechuda, amarelo-ouro, parecia aprovar toda a manifestação de carinho daquele povo para com o jornalista.
Não sei quantas pessoas estiveram ali, quantos livros foram vendidos. Mas para que vocês tenham uma idéia, Palmério Dória levou cerca de três horas dando autógrafos, enquanto Chico Terra e Zé Miguel tocavam e cantavam músicas que falam de liberdade, de coragem, de esperança e de justiça.

Eis algumas fotos feitas por esta blogueira e pelo Alípio Junior

honoraveis_bandidos_macapa_thumb

a1a12

  • “Farinha do mesmo Saco”,acho que você deve ser comcerteza ou até pior.Você sabe quem anda com Habeas Corpus no bolso da camisa.Não é nenhum desses que foram para o lançamento do livro e sim o Fernando Sarney.Voltando para Sucupira,todos os que estão aí nenhum foi algemado pela policia federal por roubo do dinheiro público.No Governo Waldez Góes,já foram mais de 100 e não dá para misturar a farinha,ela tem que ficar em sacos diferentes.

    • Meu Caro,
      Não sou igual nem pior que eles; porque eu não sou político.
      Agora, eu desejo te fazer uma pergunta?
      Porque o Amapá é considerado na Amazônia legal o menos desenvolvido?
      Ao meu ver, é por causa da insensatez dos nossos governantes.
      Essas figurinhas carimbadas que estão ai,procuram levar o desenvolvimento e o progesso dessa terra, ao passo da tartaruga.
      Na verdade eles não querem desenvolver essa terra, como deveria.
      Um estado que possui o Porto mais estratégico do país, e os políticos fazem questão de mante-lo natimorto; como é que querem desenvolvimento?
      O Amapá, nasceu pelo porto;
      Irá crescer pelo porto;
      E irá morrer pelo porto.
      Mas, essa questão começou lá atraz. começou na era Barcellos, passou para a era Capiberibe e atualmente vive a era Waldez.
      E até agora ninguém tomou alguma providência.Todos só falam dessa merda chamada ponte binacional, que não vai dar em nada.Antes era a Br-156 e agora quem está no topo é o Aeroporto Internacional.Tudo bem, não tenho nada contra isso.Todos são importantes para uma infra-estrutura em Transportes. Mas, o âmago de todo o desenvolvimento da Amazônia Oriental, é o “Porto Organizado de Macapá em Santana.
      A exação e a ascenção de navios(98% de toda a navegação, segundo a Capitânia dos Portos, em Santana) colocam Santana como HUB PORT (porto de transbordo), no curso natural e nos grandes destinos da Amazônia.
      Conclusão:
      O Amapá corre o risco de protagonizar um vexame na navegação de cabotagem e de longo curso,no vácuo de um vacilo ante o excesso de tráfego fluvio-maritímo.
      Atenciosamente,
      Modigliani.

  • Que hipocrisia dessa turma. Ficam ai metendo o porrete na turma dos “Honoráveis Bandidos”, e as figurinhas que aparecem nas fotos,quem são?
    Capiroto,Capiroto filho, Cristina Capiroto,Randolph Capiroto, Chico Terra Capiroto, Zé Miguel Capiroto e “Honoráveis Capirotos”.
    E eu continuo sendo só uma coisa, uma única coisa-eu continuo sendo um palhaço. E isso me coloca em um nível muito superior ao de qualquer político.
    Os políticos de caráter firme são as colunas mestras da sociedade a quem pertecem.
    Dentre todas as sociedades, nenhuma há, mais nobre e mais estavel, que aquela em que os homens estejam unidos pelo amor…
    Não é o que eu vejo.
    Para mim: “O fim de tudo e a escência de tudo num estado, é o poder. E quem não for homem bastante para encarar esta verdade; renuncie à política. O mais sublime dever moral de um estado, não é guardar a justiça nem sustentar a moral. É aumentar o seu próprio poder”…
    Final da história!
    “São todos farinha do mesmo saco”.
    Te aguenta Amapá.Fui e já vou tarde…
    Modigliani.

    • Modigliani Amedeo. Vc disse tudo. Os que ladeiam o ilustre escritor realmente honram a essência do livro: Honoráveis Bandidos. E não tem nem vergonha na cara. O jornalista e os os capirotos. É o Brasil. É o Amapá.

  • Uma fetsa de arraso! Fenomenal! Sucesso total! Estamos de almas lavadas. Demos exemplo e lições de consciência, discernimento e cidadania. Estamos todos nós de Parabéns!
    Felicidades Palmério Dória!…

  • Elson eles se acostumaram.Sabe como eles vão fazer isso ?Só se pagarem muito dinheiro e ainda assim eles vão simular assaltos e pedir para o governo pagar outra vez.Em sucupira é assim.

  • Esse Osmar Junior é o mesmo que recebeu R$ 400.000,00 desse governo (…),agora pelo que me informaram ele também está pegando dinheiro da PMM.Quero vê como ele vai prestar conta desse dinheiro.Merenda nas escolas esse governo (…) e incompetente não sabe colocar,financiar coisa manjadas e festeira é com ele mesmo.

  • Só as viuvas do PDSA,figurinhas carimbadas!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Um salve da Harmônia p/ vcs.. bjs viuvas..

  • Li na coluna From do luis melo, que um grupo de artistas amapaenses, vão fazer um manifesto em desagravo ao bigode, pelo lançamento do livro HONORÁVEIS BANDIDOS, e que esse grupo seria liderado pelo osmar junior. É .. realmente, esse grupo deve ser dos que recebem as benesses da harmonia ou tem rabo preso com o grupo político liderado pelo honorável mor….

  • Foi bom demais.Encontrar pessoas limpas participando do lançamento de um livro que é um alerta a sociedade amapaense,embora,tardiamente,já se somam 19 anos de mandato que o povo do Amapá deu para esse enganor,ementiroso que tem medo de ser investigado.

  • É muito bom poder fazer o que se quer. Falo na primeira pessoa do singular, porque gosto de fazer da vida um contínuo exercício de liberdade. Sou amapaense, amo meus irmãos de todo o país e do planeta, inclusive os do Maranhão que vieram para cá obrigados pela necessidade de subsistência, mas esse honorável paraquedista chamado José Sarney, eu não amo. Ontem eu falava de quanto ele poderia ser bem quisto por todos nós se usasse todo poderio que Deus confiou a ele para fazer o bem. Em vinte e quatro anos de mandato, se bem que o último ele teve que rebolar para levar, contando com a ajuda dos que nos roubam, Sarney teve o final que mereceu da vida sempre à sombra da ditadura e do poder. Viva quem tem coragem de dizer o que pensa! Viva Palmério Dória, esse nortista que escreveu essa importante página da história do Brasil. Esse honorável título senador José Sarney, é merecido!

  • TOMA VERGONHA NA CARA TUCUJU DE ARAQUE

    Uma coisa que me revira o estômago aqui no Amapá é ver e ouvir pessoas daqui (que se dizem Tucuju) defender JOSÉ DE RIBAMAR SARNEY, “SIR NEY”, para os íntimos.

    E essas figuras não gostam de ouvir críticas a respito do que está acontecendo na realidade amapaense. Dizem que se não estamos nos sentindo bem aqui, que agente vá embora…

    Porra, aí é sacanagem…Alô, tucuju, manda embora daqui quem armou a maior ARAPUCA pra pegar otários, como tu que defendes um dos homens mais perversos da política brasileira. Leia-se tambem: JADER BARBALHO (no Pará), ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES (na Bahia), o “Toninho Malvadeza”, (…).

    Enfim, toma vergonha na cara, Tucuju de araque.

    Égua, aí é porralouquisse. Só me faltava essa. Se continuar assim, o Amapá será defenestrado do mapá. Não basta a DISCRIMINAÇÃO que o norte do Basil sofre pelo sudes/sul…

    Te manca, tucuju de araque!

    (Tico Bauhaus).

  • Parabéns pelo evento.Daqui ( ES) só espiamos, torcendo para que o povo amapaense fique livre dessa doença quase incurável e deixe de acoitar político que passou dos limites há muito tempo.Vou encomendar o livro. Já estou me preparando psicologicamente para não destilar muita adrenalina ao ler os feitos da família.

  • Pessoas que defendem o Sarney,são aquelas que estão envolvidas com Processos(independente da natureza) na Justiça e você deve ser um deles.Sergio,um senhor que envergonhou o Brasil(imprensa internacional),Congresso Nacional e o Amapá(imprensa nacional),ainda tem defensores por aqui.Qual a contribuição que Sarney deu ao Amapá ( mandato de 24 anos)?Nenhuma,ainda por cima se juntou com Waldez e acabou com que tinhamos,exemplo,Aeroporto,Estrada de Ferro,Os municípios de Pedra Branca e Serra do Navio,Zerão,BR 156.Todos esses defensores do Sarney dependem dele de alguma maneira.Até o Waldez tem esssas pendencias,acho que você também tem.

  • Foi um grande evento.O grito de liberdade de 2009, em 2010, teremos outro dia 03.10.Só assim poderemos nos livrar de bando,dessa corja desses corruptos que estão no comando e que levaram o estado a estas deprimentes situações:Sem energio,sem agua,sem merenda eswcolar,sem aeroporto,sem salário,sem plano de saúde,sem segurança,sem obra,sem dignidade,sem coragem,sem invesimento,sem esperança.

  • NÃO ESTIVE LÁ .PORQUE ESTOU EM SP AONDE MORO.
    MAS SEI QUE PELO SEUS ATRIBUTOS
    SARNEY MERECE UMA BIBLIOTECA.
    LUIZ JORGE.

  • Fui lá. Comprei. Acho que o sarney não merece isso, ou melhor, só isso. O que o autor escreveu é fichinha perto da quantidade de sacanagens que o cara e sua famiglia já aprontou no Brasil. Acho que o sarney ficou foi alegre. Faltou muita coisa. Do Amapá, por exemplo nada. Quem deu o porto da ICOMI por Eike? Quem alugou a Estrada de Ferro do povo do Amapá pro Eike, a preço de locação de fusquinha? Quem desembarcou, na eleição de 2006, com R$ 6.000.000,00 de reais, que garantiu a compra de volos e o maior derrame de notas de 50 e 100 da história do Amapá?quem?quem?Quem orientou o Waldez a quebrar a CEA, pra depois dar a empresa de mão beijada pro Eike? Nessa só se cumpriu a metade da trama. A CEA quebrou mesmo, mas o Eike, depois de levar facada de tudo quanto é tipo de gente no Estado, resolveu abrir no trecho. Perdeu o intere$$$$$$e pelo Estado e pela CEA. Resolveu curtir as delícias de sua terra natal. No fundo, tá barato pro sarney. Apenas 199 páginas, não cobrem nem as peripécia do primeiro mandato do sarney como Governador do Maranhão.
    Manoel

  • É,parece que o Amapá ainda é mais civilizado.Parabéns.Aqui só o sindicato dos bancários disponibilizou seu espaço e o evento teve direito a quebra quebra,agressões etc.A propósito,nem sei se as poucas livrarias de São Luis vão disponibilizar o livro.

  • Pingback: Tweets that mention Alcinéa Cavalcante » O lançamento de Honoráveis Bandidos -- Topsy.com

  • Parabéns aos que já adquiriram o livro Honoráveis Bandidos, leia e tenha esperanças de que as coisas podem mudar, enquanto isso estamos fazendo o que podemos através da ONG instituto reviver, pois nosso estado é extremamente miseravel falta quase tudo, somente não falta politicos desprovidos de VERGONHA.

  • Precisamos de mais momentos como esse…vamos nos encontrar e discutir politica e o futuro da nossaterra…vamos vence-los!!

  • FALTOU AI NESSE MEIO O JORGE DESAFIO PORQUE SERÁ QUE ELE NÃO FOI NESSA NOITE DE AUTOGRAFOS NA VERDADE JAMAIS IRIA POIS ELE ESTAVA COM O SARNA QUE ESTA EM MACAPÁ NUNCA VAI CONTRARIA O CORONÉ EO CAPI É SABEDOR DISSO SERÁ QUE O JORGE GRILEIRO VAI MESMO CONSEGUIR ENGANAR CAPI EO PSB JÁ PENSOU NESSA ALINÇA PSB E HARMONIA NO MESMO PALANQUE EA TREVA

  • Gostaria de ter participado do evento, gosto muito do Palmério. Também não sei lá quantos estiveram, mas pela quantidade de horas que ele esteve autografando e considerando o tempo médio para tal, posso lhe garantir que perto de 360 livros foram assinados pelo nobre colega.
    Abs.

  • O Palmerio deveria doar alguns exemplares para a para biblioteca da unifap, ueap, biblioteca publica, pois tem pessoas que n’ao tem dinheiro para comprar o livro com n’os.

    O Governo do Estado (Waldez) deveria comprar uns exemplares tb para deixar a disposicao na biblioteca publica.

    No mais, estou gostando de ler o livro. Muito informativo.

  • Primeiro o registro da tranquilidade do evento, sem brigas, como deve ser, nossas discordância em relação ao coronél tem que ficar no campo do debate.
    Esse exemplo nós demos, o Maranhão ficou devendo.
    Depois, o sentimento de volta ao tempo quando politica era uma maneira de mudar a vida e destino de um povo, e não para encher o seu bolso de dinheiro.
    Nestes tempos aprendemos que Sarney era um cancêr para a sociedade, ontem algumas das pessoas que me ensinaram esses valores estavam lá, Capiberibe por exemplo… outros já venderam seus ideais faz tempo, como o atual governador e o presidente da assembléia, que quando foi meu professor metia o pau no coronél.
    Ontem foi o momento de ver o que sobrou daquelas pessoas corajosas, que não se preocupam somente com suas vidas, mas com a coletividade, pois caso contrário era só beijar a mão do coronel e ter um carguinho para ganhar um dinheiro a mais.
    Enfim, a noite de ontem parecia ser impossivel, mas ainda existem guerreiros poetas nessa cidade, que lutam em minoria, mas muita garra. como no poema da alcinéa, nossos sonhos, nossas luta.

  • Show a noite viu!!e olha que fui preparado até pra levar uns catiripapos na cucuruta por conta do apoio. Sai de alma lavada e enxaguada…rsrsrsrsrsss!!!

  • Sabe aquele arrepio que voce sente quando descobre que ainda existe luz no fim do tunel!!!
    Sucesso total, cheios de pessoas importantérrimas para este Estado, lideranças dos mais diversos segmentos e papos do mais alto nível. Em numa noite cheia de magia Sócio-Político-Cultural, tive o prazer de apertar e tirar uma foto com duas pessoas que incomodam o setor político do Maranhão e Amapá, Palmério Dória e João Capiberibe. E que com as idéias que este Cidadão tem, agora entendo porque ele incomoda a turma da harmonia e o curral!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *