O que eu acho

Fala-se muito que Wellington Raad da Costa é um psicopata. Não sei. Se é doente tem que ser internado para tratamento. O certo é que doente ou não este rapaz não pode ficar solto por aí colocando em risco a vida de outras pessoas.
Acho também que é injusto culpar a família dele pelo que aconteceu. Já li na caixa de comentários deste e de outros blogs que a família não soube criá-lo. Discordo disso. O ex-jogador Aldo do Espírito Santo e sua mulher, pais adotivos de Wellington, são pessoas íntegras, gente de bom caráter, boa formação  e bom coração. Não há nada que manche suas histórias de vida. Deram a Welligton amor, carinho, boa educação, orientação e bons exemplos. Criaram Welligton da mesma forma que criaram seus filhos biológicos sempre vigilantes e orientando para que seguissem o caminho do bem. Portanto, é injusto querer jogar uma parcela de culpa nos pais adotivos.
Acho também que devemos orar para que Carol, Marcelo e Vitória descansem na luz de Deus e que Deus dê forças aos parentes das vítimas para superarem a imensa dor da perda tão brusca de pessoas tão maravilhosas. E devemos orar ainda pelo Aldo e sua mulher, que também estão sofrendo tanto.

  • welligton nao e filho biologico do aldo mas e filho do coraçao e sobrinho da esposa do aldo.e tem mas o welligton nao tem fator biologico de psicopata porque na familia da tãnia esposa do aldo nao tem ninguem com esse perfio e nem comprovado com laudo medico por isso ninguem pode julgar o mesmo ele nao foi avaliado por um medico psiquiatra, nao jugue sem ser jugado.A familia do welligton vai provar que ele e inocente.

  • A pessoa nasce marginal, nasce psicopata, isso está explicado em criminologia, os Pais adotivos nada tem de culpa, eu vi a mãe adotiva desse rapaz quase infartar de tanto sofrimento, ele é o unico culpado pelo crime cometido, e se não fossem aquela familia, poderia ser a sua, a nossa.

  • Para o amigo Barata: realmente, você, com a inteligência que lhe é peculiar, atentou logo para esses importantes detalhes. No Brasil, não existe ressocialização de preso, mas, sim aperfeiçoamento ou encaminhamento em outros ilícitos do criminoso. Recentemente a PF desbaratou comando criminoso na cidade proveniente de dentro dos muros da prisão, pode? Enquanto isso, meu amigo, vamos orando e pedindo a proteção Divina.

  • Em Medicina Legal, aprendemos que existem três tipos de criminosos O biocriminoso, o mesocriminoso e o biomesocriminoso. O meso se transforma em bandido em razão do meio em que vive. O bio traz geneticamente o desejo de delinquir e o biomesocriminoso, abrange as duas situações, isto além de trazer o genes, ainda tem meio apropriado para desenvolvê-lo. Como conheço da família do Aldo desde criança.Pessoas pacatas e religiosas. Seu pai, o Herundino, trabalhou comigo na Polícia. Acredito que esse rapaz, nada obstante a boa criação que recebeu, se foi ele realmente que praticou a atrocidade contra aquelas tres infelizes pessoas, acredito que estamos diante de um biocriminoso.

    • Caro amigo Adelmo, a “bio” é a tese que defendo até o momento, pelas características e relato do evento. Como o Estado não tem estrutura para proporcionar um tratamento adequado ao criminoso, ele vai ter que ser recolhido ao IAPEN e ai é que está o perigo. O ambiente vai transformá-lo de “bio” para “biomeso”, momento em que outros episódios semelhantes poderão ocorrer la dentro, ou até aqui fora, se derem oportunidade ao mesmo.

  • Concordo com vc. Não vamos saber da verdade a não ser se o próprio Welligton falar, só ele tem o que abrir a boca enquanto isso não devemos julgar e nem culpar pessoas, como o jornalista quer saber o que o professor Pero Rocha acha ele se quer estar em estado de choque ele está tentando achar uma maneira de se encontrar de entrar na realidade pra saber que essa tragédia foi real, então é fácil querer julgar uma pessoa por ela não ter dado sua explicação

  • O importante é que ele está preso pelo menos por enquanto, e se for comprovado o fato dele ser considerado psicopata deixa claro a fragilidade da justiça e a possibilidade desse monstro voltar a sociedade e colocar novamente as pessoas que venham o cercar em perigo!!!! Quanto ao comentário do Ricardo Martins sobre o Marido dela!!! este momento concerteza é de profunda tristeza, conheço o Pedro e sei como está sendo dificil superar este momento!!! eu até este momento não conseguir falar com ele!!! e Imagino o que é perder toda a sua familia praticamente de forma tão trágica!!!! não queira se colocar no lugar dele pois a revolta, a angustia, o sofrimento deve ser enlouquecedor!!!

  • Sobre o motivo do crime existem mts especulações sobre as possiveis situações que envolvem as pessoas da familia e o assassino e que vão desde um relacionamento, muito próximo, de amizade, passando por um possível amor platõnico e envolvimento passional com várias vertentes possíveis, além da situação de adoção. Td isso pode ter influenciado a mente de um jovem psicopata, ciumes, rejeição, imaturidade, insegurança, auto-afirmação, enfim, como Wellington, o autor do crime, se mantem em silêncio qto ao motivo fica dificil estabeler conclusões. O que me chamou a atenção,acompanhando os acontecimentos a distância, é o fato de que pouco se falou no marido de Caroline, o que ele disse ou pensa a respeito, suas declarações ou conclusões, enfim, achei estranho. Portanto, este crime cruel, esta esclarecido pela Policia, mas ainda prevejo novidades ao longo do processo, Wellingtom pode resolver falar ou outras informações virem a tona.
    Ricardo Martins
    Jornalista
    Tijucas SC (Onde resido e trabalho há 06 anos)
    Obs: parabéns por vosso trabalho, visite meu Blog, será um prazer recebê-la.

  • Bom, acho que não devemos confundir as coisas e generalizar um ato de amor que é a adoção, falando em herança genética, é comprovado que 4% da população tem psicopatia, e isso não é caracteristica apenas de pessoas adotadas, e acho que o que veio ã tona foi a ponta do iceberg, deve ter além de problemas comportamentais muito mais coisas que vieram somar a problemática.

  • Néa, vc disse tudo em relação ao nosso amigo Aldo. Acontece que tem o fator genético e, quando adotamos uma criança, não sabemos, infelizmente, a composição do sangue do beneficiário. Talvez a herança genética do assassino já indicasse a predisposição do mesmo a praticar esta monstruosidade. Portanto, os pais adotivos, não obstante todo o amor, carinho e educação dispensados ao adotado, não estão livres de situações desta natureza. É a recompensa pelo gesto nobre em adotar uma criança.

  • Pode ser também que o AMOR, CARINHO e UNIÃO dessa família incomodasse esse rapaz, pois ninguém sabe se este rapaz concebeu psicologicamente sua adoção. Por isso concordo em não deixá-lo solto por aí colocando em risco a vida de outras pessoas. Devemos tirar lições desta tragédia, sendo filhos biológicos ou não, não devemos perdê-lo de vista, pois o amor, carinho, diálogo, respeito mútuo são extremamente indispensáveis nesta relação.

  • Um dia algum cientista irá provar que este tipo de distúrbio tem origem na formação uterina. Os pais que criaram esse rapaz não devem se sentir culpados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *