Paralisação dos médicos

É amanhã,7, o Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde. Os profissionais irão protestar contra os baixos honorários médicos e os abusos praticados pelos planos e seguros-saúde.
Os médicos amapaenses já avisaraam que vão aderir à paralisação.

  • A briga dos médicos é contra os planos de saúde que pagam cerca de 30 a 40 reais a consulta, desconte-se ainda imposto de renda e custos de luz/água/recepcionista etc… e o paciente ainda tem direito a retorno!!!É por isto que a maioria dos bons médicos suspende o atendimento a planos de saúde e os maus médicos atendem a população da pior forma possível!!!Desculpem mas é revoltante ver essa situação ser tratada com piadinhas de quem não conhece a verdadeira caminhada de um médico e a rotina estressante de lutar pela vida e saúde de um ser humano.. Tenho orgulho de ser médica e tratar meu paciente do sistema público com o mesmo carinho e respeito…e tenho orgulho de lutar por melhores condiçoes de trabalho na saúde privada para garantir um bom atendimento a todos os pacientes!!!

  • Conclusão: no final das contas vai sobrar pra nós q vamos ter que engolir os aumentos dos planos de saúde. Ohh vidaaaaa!!! Nós tb deveriamos reivindicar, hospitais lotados, semanas pra conseguir uma consulta, e quando conseguimos perdemos horas pq os medicos estão sempre atrasados. Affff

  • A Deusa falou bem, acho que um protesto cuidado das pessoas em hospitais públicos seria visto pela população como uma boa causa. Cumprir horário e respeitar os pacientes deveria ser também a meta de qualquer médico. Mas como profissionais que ajudam a salvar vidas, merecem um salário digno também.

  • Isso é verdade, o Brasil é uma verdadeira faixada. E haja publicidade para mentir e mentir. Os lugares que mais recebem investimentos, como o Sul e Sudeste, são sempre os mais privilegiados. Na região Norte é a pura decadência, o Amapá foi esquecido. Temos os piores IDhs do país. E contamos com a pior classe política que este estado já viu. Um sujeito que morava na av. Fab faleceu por negligência, pelo menos foi a historia que ouvi, estava na motocicleta, na garupa, trafegando no Infraero. Repentinamente um imenso buraco na frente, desviaram e deram num baita barranco, a moto perdeu a estabilidade, o capacete do pobre sujeito escapoliu, bateu a cabeça. Levaram-no para o PS, lá ficou agonizando horas sem ser atendido, quando já estava piorando, decidiram enviá-lo para o São Camilo onde foi rejeitado, voltou para o PS. Entrou em coma, alguns dias depois, não resitiu. Faleceu aos 31 anos de idade. Para os familiares ficaram a tristeza e a revolta. O rombo do dinheiro público é mais embaixo.

  • A gente vê muitos médicos por aí morando mal, andando em furrecas velhas, nossa! uma classe muito pobre… vamos doar cestas básicas tadinhos…

    • Eu tenho um amigo médico cirurgião torácico que ganha em torno de 25 mil. O cara tem 5 ou 6 empregos e só falta pirar de tanto trabalhar. Acho muito justo!

      • Tudo bem não estudei como um médico, mas gostaria de como eles poder pelo menos exercer outra atividade pra complementar meu salário, pois como eles meu trabalho também é salvando vidas, com a diferença de que pra isso arrisco a minha, e apesar disso não somos devidamente remunerados e o que é pior não podemos se quer paralizar para reivindicar melhorias. Mas tudo bem vamos nos sensibilizar com a nobre causa dos pobres médicos do Estado do Amapá, afinal o que é 25 mil mensal?

        • Não precisa estudar muito, basta escolher uma boa área para atuar nas horas de folga. Recentemente concluí Gestão Ambiental e, apesar de não ser ambicioso, ainda vai me render um bom dinheiro. A área proporciona a você a oportunidade de exercer função de perito judiciário, educador ambiental, ou elaborador de projetos ambientais. A demanda no mercado por este profissional é grande, e o melhor de tudo e que você poder atuar de forma paralela à sua profissão de militar. Taí a dica. E se você souber atuar no mercado de carbono com empresas estrangeiras, é capaz de ficar milionário. Depois cobro meus royalties.

          • O problema não é este, sou formado em ciências biológicas pela unifap, mas pro militar serviço na folga é bico, o que é proibido por regulamento, ja tive que abrir mão da minha matrícula de professor no municipio, pq minha função exige dedicação exclusiva!

          • Eu acho que você fala de mais. Precisa melhorar seu discusso. A Saúde pública brasileira é um desastre. Não há políticas públicas voltadas para os mais carentes, eles que se reinvente na medicina tradicional e lotem os hospistais públicos. Para quem tem dinheiro, compre os planos de saúde capenga. Na verdade, a crise na saúde é proposital, porque asssim os mercenários ganham mais dinheiro. Os lobistas dos médicos fazem plantão no congresso nacional para mudarem as leis de medicamento, restringem outros profissionais quanto a atuação médica como enfermeiros etc etc…O brasil é desigual. E você segue o receituário dos burocratas.

      • Cara, seu amigo consegue manter um vida social normal, tem família, os filhos o reconhecem? Um médico trabalha 20h/sem, 5×20=100h/sem, tá certo? Ele deve ser que nem o Dr. Manhanttan, se divide em vários para conseguir ocupar lugares diferentes no espaço simultaneamente. E o Estado paga 3 contos para um médico (salário base), a Prefeitura menos, ou as 05 clínicas dele bombam ou ele é o Dr. Manhattan.

  • Alcinéa. Tivemos a notícia de que o ex-servidor público federal Benedito da Silva Picanço, que chegou a ocupar cargo comissionado no TJAP, foi preso em decorrência de sentença condenatória.

  • Alcinéa, somos quatro jovens acadêmicos do curso de jornalismo que respeitam e admiram seu trabalho, assim como, de outros profissionais da área que lutam pelo direito a informação e aproveitamos a oportunidade para solicitar que você dê uma conferida no blog que criamos para darmos início a nossa trajetória jornalística.

    Atenciosamente,Jovens Jornalistas.

  • Podem esperar, amanhã as unidades de saúde estaduais e municipais vão estar “bombando de doentes”. Eta classisinha mercenária, não basta os milhões que a maioria ganha do estado e municipios amapaenses. Quase com 100% DE CERTEZA ESTÃO ENTRE OS MAIS BEM PAGOS DO BRASIL.Quer ver se eles são solidários aos que estão necessitados de atendimento, é só marcar um grande mutirão de atendimento, todos vão topar.KKKKKKKKKKKKKK

    • Analisando seu comentário vejo que o senhor não faz a menor idéia do motivo desta paralisação! E creio eu que não gosta de receber aumento de salário e acha justo permanecer ano pós ano com salário reajustado abaixo da inflação!
      Sugiro ao senhor e aos outros que continuam tecendo comentários ridículos e sem fundamentos, que acessem http://www.fenam.org.br e leiam a carta ao público para entenderem sobre o movimento!

  • Mesmo com todo o carinho que eu tenho pelos médicos, penso que essa paralização vai punir mais uma vez aquele que precisar ser atendido nesse dia e não aos planos de saúde.
    Mas, seria muito lindo que nesse dia de protesto todos os médicos se voltassem para a rede pública e cuidassem das vidas quase sem Vida que perambulam pelas filas dos hospitais e postos de saúde. Os céus agradeceriam e quem padessem a dor da doença e do abandono, também!

    • Minha senhora,
      O problema das grandes filas e demora no atendimento a pacientes seja no SUS ou na rede privada é de competência dos gestores destas instituições!

  • Como forma de protesto, bem que poderiam cumprir na integra as escalas de serviço na rede pública!

    • A pior coisa é a ignorância e o generalismo sobre um assunto. Péssimo comentário. Você deveria opinar sobre a segurança pública do estado.

      • Achiles vc deve ser médico, e como tal deve achar que não está ganhando o que merecia, mas convenhamos da mesma forma que vc, como cidadão, tem o direito de criticar a situação em que se encontra a segurança pública e com certeza já deve ter o feito por diversas vezes, eu como cidadão me reservo o direito de me indignar com o descaso ocorrido no estado no que diz respeito a saúde pública! E se meu comentário foi generalista, talvez seja reflexo do tratamento que a sociedade dispensa a minha classe, pois quando erramos o erro é da polícia militar como um todo e não do individuo, mas no seu caso como é comum na sua classe tão acostumada ao endeusamento e ao tratamento diferenciado não me espanta sua reação a meu comentário. Mas o fato é queo médico no Amapá ganha muito bem na rede pública, pra tratar a população da forma que trata, ai vc quer que seja solidario a sua causa, vcs são tratados pelos planos de saúde da mesma forma que tratam a população que necessita de um atendimento na rede pública! opinião de um cidadão pq como policial eu não entendo nada de medicina!

        • Caro Kleber! Pra você ter uma idéia sou fã da polícia militar. Acho que vocês deveriam ser uma das classes mais bem remuneradas, visto a exposição a situações de morte e para evitar algum tipo de corrupção. Lógico que existem maus policiais. Mas como falei antes não gosto de generalismo. Essa paralisação é para os planos de saude. Realmente os médicos mais antigos do estado já ganharam multo bem. Hoje em dia perdemos em valores de plantão até para Belém. É muito dificil se manter atualizado pois estamos até sem uma boa internet. Os cursos, passagens e hoteis são caros. Além disso não ganhamos quando páramos de trabalhar. Enfim tem inúmeras razões que poderia te informar. Respondi pra você porque gostaria de acabar com alguns estigmas que existem. Há muitas coisas erradas que não são faceis de mudar não só na saúde. O importante é você fazer a sua parte. Tudo de bom pra você e sua família.

      • Por que a censura senhor Achiles? A Alcinéa oportuniza democraticamente espaço a qualquer cidadão para comentar sobre qualquer assunto postado. Ou o Sr. quer mudar esta política

  • E quem vai protestar contra a falta de qualidade dos serviços prestados pelos médicos, do péssimo atendimento, tem oftalmologista, entre outra especialidades, que só marca consulta para dois meses depois.

  • Saúde não é mercadoria, 🙂 Lutemos pelo fortalecimento do SUS para que esse sistema tenha realmente integralidade, universalidade e equidade…

    • Como disse o Zanzo, esse fortalecimento só ocorrerá quando for promulgada uma lei que obrigue os ocupantes de cargos políticos a ser atendidos pelo SUS, em hospitais públicos. Leda esperança! Basta sentir uma dor de barriga, todos correm (ou melhor, voam porque político não anda de ônibus) pro Sírio Libanês em São Paulo.
      Não condeno a postura dos médicos. Alguns chegam ao ponto de quase se clonar, para atender a demanda de vários empregos, visando à garantia um salário melhor, condizente com a categoria.

      • É a velha estória, pagamos duas vezes pelo mesmo serviço, e para alguns o SUS é mais caro que o serviço privado, e somos mal atendidos em ambos. Tudo bem que o médico merece uma remuneração digna e proporcional ao grande esforço acadêmico, são seis anos de graduação, 3 de residência e talvez 4 ou mais em pós, assim como os demais profissionais de saúde, que normalmente são ignorados, mas estão presentes no atendimento, mas paciência, o que acontece são vícios de gestão, tanto nos sistemas privados como no público, a ganância dos fundos privados é imoral mesmo, e o custo atual do SUS daria para suster um serviço semelhante ao Italiano, Portugues ou Francês. E onde anda a representação dos usuários nos Conselhos de Saúde? Enquanto apenas meia dúzia de cidadãos se dispor a se manifestar todos tomaremos na tarraqueta.

  • É disso que eu to falando, chega de abusos. Cobram planos super caros e é o maior discaso, mandando doentes para casa, quando deveriam ficar internados.

  • É recomendável, inclusive como forma de aperfeiçoamento profissional, que nesse dia os médicos façam algumas reflexões sobre a forma de atendimento ao público, principalmente quando o serviço é realizado na rede de saúde pública. Eles não prestam esmolas nem favor ao povo. São pagos para prestar bom serviço profissional e assim devem fazer, até mesmo pelo dever ético que possuem e pelo qual fizeram juramento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *