PF desbarata quadrilha do Pramil no AP

A Polícia Federal, em conjunto com a Anvisa e a Vigilância do Município, deflagrou no final da tarde de ontem em Macapá uma operação para desbaratar uma quadrilha de contrabandistas de remédios. Cerca de 15 pessoas foram presas, duas delas por volta das 4h desta madrugada no Aeroporto Internacional de Macapá.

Uma grande quantidade de remédio – só no bairro Perpétuo Socorro um caminhão baú ficou praticamente cheio – foi aprendida. A maior parte é o medicamento Pramil – um similar do Viagra – que não é fabricado no Brasil. Tal remédio provavelmente é contrabandeado do Paraguai. Foram apreendidos também centenas de “kit aborto”. Embalado em papel jornal, o kit é composto de citotec, cemi e raiz de verônica. Há suspeita de que o citotec e o cemi sejam falsificados. Remédios controlados que estavam sendo vendidos sem receita médica foram apreendidos, além de armas de grosso calibre e munição.

A maior apreensão foi feita num depósito nos altos da Farmácia Belém, no bairro Perpétuo Socorro. Mas também foram feitas buscas e  apreensões em outras farmácias.

Entre os presos estão donos de farmácias e farmacêuticos. Até às 3h cinco presos já haviam sido recambiados para o presídio.

A Polícia Federal informou que só na manhã de hoje dará qualquer informação à imprensa. Portanto todas as informações deste blog são extra-oficiais.

003O material apreendido nos altos da Farmácia Belém praticamente encheu este caminhão baú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *