Poesia na boca da noite

“Onde não há poesia a vida pesa como chumbo”
(Manoel Bispo)

Poetas e amantes da poesia estarão reunidos hoje, das 17h às 19h na Praça da Bandeira, para falar, dizer e declamar poesias.
Se você gosta de poesia você está convidado para participar destes momentos que são especiais, alegres, descontraídos e fazem tão bem à alma.
Se você é poeta leve sua poesia, declame para o grupo ou coloque-a no varal. Sim. Vamos montar um varal de poesias hoje.
Qual seu poeta preferido? Leve uma poesia dele para compartilhar com o grupo.
Então está combinado. Às 17h nos encontraremos na Praça da Bandeira para fazer “poesia na boca da noite”.
Esta é a sexta edição do “Poesia na Boca da Noite”. Cada semana fazemos num lugar. Já fizemos na calçada da minha casa, Orla do Santa Inês, calçada da casa do César Bernardo, Largo dos Inocentes e Praça Zagury. Na semana passada teve até bolo confeitado, ofertado pela Solange Brandão, para comemorar o aniversário do professor Munhoz.
Eis algumas fotos das edições anteriores:

  • Na foto do meio, a direita, vê-se que o Osvaldo Boto pode até esquecer a caneta para rabiscar alguns versos, mais do isopor da latinha ele jamais esquece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *