Por onde anda?

1988 Biroba Escoteiro e DesportistaBiroba, uma das figuras mais queridas de Macapá

Chefe escoteiro, desportista, carnavalesco, animador de quadrilha junina. Durante décadas Biroba foi chefe do Grupo de Escoteiros do Mar Marcílio Dias. No esporte foi um abenegado e grande incentivador da pelada  Casados x Solteiros do bairro do Trem e organizador da Copa do Mundo Marcílio Dias. Numa cabine, com microfones e auto-falantes Biroba narrava todos os jogos realizados na Praça da Conceição. E como era divertido! Há causos e causos desta época e quem lembrar pode ir contando aí na caixinha de comentários.

No carnaval foi uma das figuras mais importantes de Piratas da Batucada e a gratidão da escola por ele foi traduzida no enredo “Biroba, o maquinista do Trem da alegria (não lembro o ano). Funcionário público e amante do belo fez um dos mais lindos jardins que Macapá teve na década de 70. Foi o jardim da Secretaria de Obras, ali na Avenida Fab esquina com a Leopoldo. Ele trabalhava na Sosp e quando o moderno prédio (naquela época era realmente super moderno) foi inaugurado, Biroba entendeu que um prédio tão bonito (sim! para os padrões da época era lindo)  como aquele merecia um belo jardim e o fez.

  • Fui lobinho no marcilio dias ! chefe biroba figura marcante na cidade de macapá ! ele ainda é vivo??? deixei a cidade de macapá em .1987 atualmente moro em belém-pa

  • recordar é viver, e nesta hora estou recordando os inumeros momentos maravilhosos que tive ao lado do chefe Biroba no Grupo de escoteiros do Mar Marcílio Dias, foram acampamentos inesquecíves, muita bola e muitos conselhos dados por ele, agradeço a DEUS por ter ele como amigo e chefe.

  • Que legal recordar coisas boas de Macapá. Quanta saudade!!!! Por incrível que pareça fui Miss Copa do Mundo Marcílio Dias 1988….rs narração de Biroba, é claro. Hj estou com 42 anos. moro em Belém e visito Macapá todos os anos. Que saudadessss daquele tempo…

  • Muito legal todas essas pessoas lembrar do nosso eterno Biroba, conheci ele na década de 80 quando morei em Macapá, hoje moro em Fortaleza, morava próximo a Praça Nossa Senhora da Conceição. Na minha infância gostava de assistir Solteiros X Casados somente para ouvi-lo narrando o jogo, era um barato, sinto muitas saudades, não só dele, mais de todos aqueles meus amigos de infância, saudades com é triste senti-la.

  • Parabéns Alcinéa pela lembrança do Folclórico BIROBA. Vou recordar duas dessa figura impoluta narrando jogos da Copa do Mundo Marcílio Dias, aliás, a Maior Copa do Mundo do Mundo rsrsrsrs. Certa vez o Biroba dando a classificação, falou: Chave “A”: Thecoslováquia: 8 ponto, Suiça: 6 ponto, Inglaterra: 5 ponto, Itália: 3 ponto, França: 2 ponto e Brasil: 1 pontos. Outra também grandiosa: Passavam pela Praça Nossa Senhora da Conceição duas mulheres, uma trajando calça comprida e a outra usava vestido. Então, o Biroba em sua narrativa exclamou! E nesse momento passam pela Praça duas Senhoritas: uma com calça e outra sem calça. Coisas do BIROBA. São por essas e outras que virou enredo da Escola de Samba mais querida do Amapá (o eterno campeão Piratão).

  • Sinto saudades do Biroba narrando a Copa do Mundo Marcílio Dias, a qual cheguei a jogar. Quando vou a Macapá sempre passo pela Praça da Conceição, mas hoje são outras pessoas que narram as partidas, ou melhor, em vez de narrar, passam o jogo todo bajulando políticos. Que pena!!!

  • Engraçado, um dia desses eu perguntei a um amigo por onde andava o Biroba, uma das figuras mais folclóricas de Macapá. Lembro do tempo em que ele narrava solteiros e casados na Praça da Conceição através das ondas da Rádio Latitude Zero. Eu achava demais quando ele anunciava o público, a renda e as rádios brasileiras que, supostamente, estavam em cadeia com ele, transmitindo o jogo. Quando passava uma carroça pela praça, ele dizia “E ali vai passando uma charrete!” Não sei se existem gravações das suas locuções, mas isso é algo que deveria ser registrado para as gerações futuras. Biroba usava um linguajar peculiar, uma maneira irreverente de transmitir aos jogos. Pena que ele tenha se afastado do futebol. É engraçado que depois que o Biroba se afastou do futebol, a pelada solteiros e casados nunca mais foi a mesma. A gente passa às segundas-feiras pela praça da Conceição e vê as arquibancadas quase vazias, bem diferente do que era nos tempos do Biroba, quando pessoas de todas as partes da cidade se deslocavam até lá para acompanhar o jogo e, principalmente às suas transmissões. Pena que alguém que ajudou a construir um dos maiores eventos desse estado, a Copa do Mundo Marcílio Dias, esteja no esquecimento. Seria bom que o Rostam nos presenteasse com a longa entrevista que ele diz possuir com o Biroba. Alcinéa, parabéns pela lembrança, quem sabe o Biroba reapareça para nos brindar com toda a sua alegria e com tantas histórias que ele deve ter vivenciado nestas terras tucuju.

  • Legal lembrar do Biroba. Grande figura e nosso enredo vencedor na av FAB, aliás o primeiro, através do qual o PIRTATÂO revolucionou o carnaval do Amapá e iniciou uma série extensa de títulos, tanto na FAB quanto no Sambódromo. Sinto muito Nea e Caludionor.

  • Alcinéa,amiga, é verdade tudo o que Você fala do nosso querido Biroba. tive contento com ele no final do ano passado, que estava morando na casa de uma amiga no bairro que fica atrás da Unimed.Ele afastou-se tudo e de todos, só faz escutar rádio e assistir jogo do Vasco, que, segundo ele, são as suas únicas paixões. Tenho uma entrevista longa com ele. Abraços Alcinéa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *