Repercussão da posse de Capi

Agência Brasil

Toma posse João Capiberibe, senador barrado pela Lei da Ficha Limpa
Mariana Jungmann

Brasília – Barrado inicialmente pela Lei da Ficha Limpa, João Capiberibe (PSB-AP) tomou posse como senador hoje (29). A vaga foi ocupada desde o início do ano primeiro por Gilvan Borges (PMDB-AP) e depois pelo irmão dele e suplente, Geovani Borges (PMDB-AP). Após a decisão do Supremo Tribunal Federal de que a lei não valeu nas últimas eleições, porque não foi promulgada um ano antes, Capiberibe entrou com pedido para tomar posse na Mesa Diretora do Senado, assumindo hoje a vaga dos irmãos Borges.

Capiberibe foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por ter tido um mandato de senador cassado em 2004, sob acusação de compra de votos. Ele alegou que nunca foi condenado e disse que não carrega processos nos tribunais de contas. “Com base em uma lei aprovada por um parlamento acuado, o TSE [Tribunal Superior Eleitoral] decidiu jogar para a platéia”, acusou o senador.

Capiberibe, que já foi governador do Amapá, irá compor a bancada de seu estado com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). Durante a posse, Randolfe lembrou que os parlamentares do estado deverão brigar pela preservação ambiental do estado amazônico e deu as boas vindas ao novo integrante. (Leia mais)

IstoÉ

Sarney dá posse a João Capiberibe no Senado
Por Rosa Costa

Adversários de longa data, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deu posse hoje ao senador João Capiberibe (PSB-AP), barrado pela Lei da Ficha Limpa, que reassumiu o mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela compra de votos nas eleições de 2002 e se elegeu novamente na eleição passada.

Sarney e Capiberibe se cumprimentaram formalmente. Em discurso na tribuna, o senador do PSB, ex-governador do Amapá, lembrou a sua trajetória na época da ditadura militar e o seu retorno à vida política. Ele acusou o TSE de ter “jogado para a plateia” ao decidir pela sua condenação. Com relação a Sarney, Capiberibe lhe propôs um pacto: o de deixarem de lado as “diferenças políticas” em troca de uma articulação em favor do Amapá.

Amigos e familiares acompanharam o ato da posse no plenário e nas galerias da Casa. Capiberibe é o segundo senador enquadrado pela Lei da Ficha Limpa a tomar posse por causa da decisão do STF. O tribunal vetou a vigência retroativa da lei. Ele será o quarto senador do PSB na atual legislatura e substituirá um dos mais fiéis aliados de Sarney, o senador Gilvan Borges (PMDB-AP). Na mesma situação, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), ex-governador da Paraíba, tomou posse há cerca de 10 dias no lugar de Wilson Santiago (PMDB-PB). Falta o STF julgar o processo do ex-governador do Pará e ex-senador Jader Barbalho (PMDB). (Leia mais)

Valor Econômico
João Capiberibe toma posse no Senado
Por Raquel Ulhôa

BRASÍLIA – O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deu posse ao senador João Capiberibe (PSB-AP) – seu adversário político no Estado-, que em 2010 recebeu votos suficientes para assumir uma vaga na Casa, mas foi barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Agora foi beneficiado pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), segundo a qual a lei não poderia ser aplicada nas eleições de 2010. Nesse período, a vaga foi ocupada por Gilvan Borges, do PMDB, e seu irmão e suplente, Giovani Borges, do mesmo partido.

Capiberibe, que já foi eleito senador em 2002 e cassado em 2004, assumiu a vaga sob aplausos das galerias, lotadas de aliados, que gritavam: “Capiberibe, guerreiro, do povo brasileiro”.

Sarney cumprimentou Capiberibe com aperto de mão e convidou o filho do novo senador, o governador Camilo Capiberibe, para sentar à mesa do plenário. (Leia mais)

Veja

Desafeto de Sarney, Capiberibe assume posto no Senado
Gabriel Castro

O senador João Capiberibe (PSB-AP) tomou posse nesta terça-feira, depois de uma longa batalha judicial para voltar a ocupar um cargo público. Condenado por compra de votos na eleição de 2002, ele havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa. Com isso, Gilvan Borges (PMDB-AP) perde a vaga na Casa.

Capiberibe e a mulher, a deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP), foram condenados porque haviam oferecido 26 reais a dois eleitores em troca de votos. O casal sempre acusou o grupo político de José Sarney (PMDB-AP) de armar uma fraude para prejudicá-los. Foi Sarney quem moveu a ação contra os rivais. Embora tenha sido absolvida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a dupla perdeu o cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ironicamente, o próprio José Sarney (PMDB-AP), na presidência do Senado, deu posse a Capiberibe. Em seu discurso, o novo parlamentar adotou um tom de conciliação: “É notório que existem diferenças entre eu e o senador José Sarney”, declarou. “Mas devo admitir que, para atender às demandas do povo que nos elegeu, isso não será um obstáculo”. (Leia mais)

Folha.com

Capiberibe pede a Sarney para deixarem divergências de lado
Márcio Falcão

Em seu discurso de posse, o senador João Capiberibe (PSB-AP) pediu ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que deixem suas divergências políticas e ideológicas de lado para que trabalhem em parceria para tirar o Amapá do caos.

Adversários políticos, Sarney foi acusado de protelar a posse de Capiberibe, que foi barrado pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, tendo seu mandato liberado após o STF (Supremo Tribunal Federal) decidir que a norma não deveria ter sido aplicada nas eleições de 2010.

Na tribuna do Senado, Capiberibe disse que não poderia ignorar o recado ao peemedebista. Sarney comandou a posse da Presidência, mas não se manifestou.

“Confesso que independe das divergências políticas, ideológicas que possamos ter, vamos trabalhar pelo Amapá acima de tudo. Não vou negar, é notório que existem diferenças com meu colega de bancada José Sarney para atender a demanda do povo que nos elegeu. Isso não será obstáculo. Vamos juntos definir um plano da bancada de forma articulada ao governo Dilma Rousseff”, disse. (Leia mais)

R7 Notícias

Barrado pela Lei da Ficha Limpa, Capiberibe toma posse como senador

 O político João Capiberibe (PSB-AP) tomou posse nesta terça-feira (29) como senador, dez meses após o início do ano legislativo. Barrado pela Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2010, ele conseguiu na Justiça o direito de tomar posse, sendo diplomado no último dia 14.

O político foi empossado no cargo pelo presidente do Senado, José Sarney, e realizou hoje seu primeiro discurso em plenário como senador.

Capiberibe já foi senador entre 2003 e 2005, e foi o segundo candidato mais votado no Amapá. O senador assume a cadeira que até então vinha sendo ocupada por Geovani Borges (PMDB-AP). (Leia mais)

  • Povo ignorante mesmo, o que uma pessoa que va ter a sua última legslatura vai fazer? Última pois na reeleição da próxima esse senhor estará impedido pela lei da “Ficha Limpa”. Sinceramente, e tem gente que aplaude esse senhor, será que esqueceram os 8 anos de PDSA, quebra do BANAP, contratos administratvos saindo pelo ladrão e a cartada final com o concurso do IPESAP. Um povo de memória curta mesmo.
    Fora que a Deputada Janete vive se reelegendo com essa lei do escalpelamento, sinceramente, pura demagogia.

  • Rafael Guedes…tá de brincadeira….

    Esse teu discurso de vontade popular….cara é hilário…Camilo ganhou uma eleição com apoio FUNDAMENTAL do governo…Sim, afinal de contas Pedro Paulo era 40…Nunca se viu tanta compra de votos…Então esse seu discurso aí…por favor..alivia….

    Agora Senador Gilvan, o senhor perdeu a chance de ser Senador por sua omissão…Era só ter cobrado da policia federal o dono do dinheiro daquele avião que chegou aqui no segundo turno…Se bem me lembro, foi a unica coisa que o pessoal do PSB não deu um grito….

    Ah Rafael, diga ao seu Governador que os professores agradecem e muito o empenho dele no fim do Plano Collor…Perdemos milhões, dinheiro fundamental para nossa economia, familias que contavam com o dinheiro estão completamente individadas e o seu Governador não deu a minima..

    Mas ele foi eleito pela “decisão democrática”, está muito estressado com nossa economia pifia…acabou de abrir mais um vinho da sua super adega, está assistindo um bom filme na sua mega tv LCD…

    E meu amigo, “chupar manga” é um habito do nosso povo, alguns inclusive comem com farinha…É um alimento que matou a fome de muitos…Do jeito que o seu Governador é fraco, mesmo com toda a familia eleita, tomara que ano que vem nossas mangueiras não nos faltem…

    • Mas como vc é dispeitado, mostra clara de extrema ignorância política, pois que resolver fazer justiça com o voto foi a população, digo os 130 mil votos que o senador da república teve mesmo tendo sido jogado na mídia que a candidatura dele nao iria valer.
      O homem é forte mesmo e a parte boa disso tudo é saber que muitos dos apadrinhados políticos que viviam sem fazer nada neste “Estado da Harmonia” estão se roendo de raiva…
      Para você e outros que estão chiando parece rádio com falta de sintonia…perdidos como cego em tiroteio… as previsões são as piores possíveis…os capiberibes vão continuar ainda por algum tempo no Estado do Amapá para os “viva” de alguns e “lamúrias” de outros…

  • Sarneeeeeey: Dá pra arrumar pelo menos uma vaga de conselheiro tutelar pro Gilvan? Só pra ele não ficar chorando pelas rádios e enchendo a justiça de processos.

  • Bom….Apesar de ser o maior caso de Oligarquia que já vi….a família real está toda eleita.
    Sendo assim, o Amapá tem que ficar melhor…desculpas não cabem mais…

    E aí Camilo, porque o Amapá não melhora?! Como é que os professores perdem o plano Collor e você não faz nada?!
    Por que os nossos hospitais continuam sem remédeio?!
    Cade os notebooks de graça para cada professor?!

    E por fim, cade as casas Bahia?!

    Por fim, que governo fraco. A familia inteira eleita e nada mudou…

    • Realmente uma boa pergunta que vale repetir, mas afinal governador cadê a filial da Casas Bahia?
      Esperemos sentados.
      Horrível!
      Uma campanha (2010), um mar de mentiras, um projeto familiar, uma centralização desastrosa do poder.
      Desse jeito o Amapá não tem jeito.

    • oligarquia nasce de decisões monocráticas, autoritarias. O mandato da familia capiberibe, foi construida pelo voto do povo, janete 3 vezes campea de votos, capi eleito varias vezes, camilo eleito pelo povo. chupa essa manga. outra, cade a varinha magica pra transformar um estado arruinado em a oitava maravilha do mundo? conbre o governo do camilo no final de seu mandato, nao no inicio. todas as obras estao sendo executadas, caesa poe agua de cabo a rabo no estado, sanea, etc.. investimento na merenda regionalizada foi duplicado, a segurança publica esta aparelhada e esta nas ruas, a saude eh algo a melhorar muito ainda, mas se vc olhar pra tras, e ve a diferença deste governo de hj, verás que o projeto coletivo é muito maior e compromissado.

      • Não adianta falar nada prá essas pessoas que não entendem de política…
        Que não perceberam que agora os tempos são outros, difíceis sim, mas necessários devido as situações críticas que nosso Estado se encontrava…
        Eu sinceramente torço para que o Amapá tome rumo novo, que possa encontrar o caminho de seu desenvolvimento, que as pessoas que venham trabalhar para cá não o vejam apenas como um espaço para empreender práticas ilícitas…digo sinceramente….
        A “turma” que governou nosso Estado anteriormente se mostrou incapaz, espero que os que estão no poder possam nos dar outra resposta…o Estado do Amapá agradece…
        E para os que torcem, pasmem, contra o Estado….PAREM DE SER PESSIMISTAS, SERÁ QUE O ESTADO DO AMAPÁ PRECISA DISSO?!

  • aora começou o inferno astral do Gilvan..puts sem mandato, sem imunidade,sem prestigio vai enfrentar agora as infinitas reclamações trabalhistas, judiciais, depois dizem que o inferno não é aqui na terra…

  • Cabe agora o senador das sandalias e tapetào ralar e procurar disputar nas proximas eleições a unica vaga com o fiel amigo dele que é sarney, e deixar de falar que tiraram o mandato, pois ele nucnca foi eleito pelo povo o unico injustiçado foi o Seandor Jão Alberto Capiberibe. Valeu Capi Senador do Amapá, Agora podemos Falar o Amapa tem 2 senadores, Capi e Randolfe já que outro é do Maranhão.

  • A vontade do povo prevaleceu. Só não dá para aguentar o Gilvan Borges e seus familiares chrando o dia todo na midia.kkkkkkkkkkk.

  • o mais engraçado é o ex-senador Gilvan, que faz um comercial que acredito ter sido escrito por ele mesmo, como se fosse o povo que estivesse falando. “volta Gilvan, volta, para os braços do povo…”.
    Ele foi “injustiçado”, igual alguns políticos que parabenizam a si mesmos em outdoor.

    • Você tem razão! Não existe coisa mais babaca do que politico se parabenizando em outdoor. na legislatura trazada teve um dep. federal que brigou com a presidenta de uma associação de classe de funcionários públicos, porque ela não quis mandar fazer 04 outdoor em homenagem ao seu infeliz aniversário.

  • Parabens ao senador capi pela conquista e isso ai o amapa no senado tera dessa vez um legitimo representante do povo do amapa agora ninguem segura esse estado mais agora com filho, mae e pai parabes a familia capiberibe

  • Só voces pra terem gostado disso, pelo que vi, os Jornais e as Mídias Eletrônicas frizaram muito bem o Aspecto de CORRUPTO do Senador Cassado.

  • É, agora é mais uma força politica a ajudar o Estado do Amapá. Nós amapaenses esperamos que o nosso Senador Capi, una as forças ao Senador Ranfolfe para lutar em defesa do Amapá. Alea Jacta est!!!

  • É fato. O ex governdor Alberto Capiberibe, reesecreve uma nova página na política amapaense: Ser o primeiro ex governador a eleger-se senador pelo estado do Amapá. Merecido! Mais de 140 mil votos! Desejo muita sorte na nova missão, esperando muito apoio ao desenvolvimento do Estado.

    • …Uma nova página na política amapaense e uma TRISTE PÁGINA na política nacional, ao assumir o mandato conquistado no TAPETÃO fazendo desvaler a Lei da ficha limpa, essa sim manifestação da vontade popular NACIONAL.

  • É fato consumado. O ex governador Alberto Capiberibe, reescreve uma nova página na política amapaense: Ser o primeiro ex governador (caminho natural) à tomar posse como senador do Amapá. Merecido! mais de 140.000 votos (inclusive o meu).Desejo muita sorte ao senador, e que o mesmo contribua com o seu trabalho para o desenvolvimento do nosso Amapá!

  • João Alberto Capiberibe é Senador da República Federativa do Brasil de Fato e de Direito. A Corte de Justiça, o (STF), assim o entendeu que fosse Justo. Esperamos pois,em dias melhores para nosso Estado. O Amapá já tão sofrido! O interesse Público está acima de tudo. Nós acreditamos em DEUS!!!

  • QUERO PARABENIZAR O NOSSO SENADOR CAPI. E LHE DESEJAR MUITO SORTE NESSE MANDATO GRORIOSO E DE MUITAS ESPERANÇAS PARA O AMAPA.
    PEÇO A TODOS QUE NÃO ESQUEÇAM DO NOSSO DEPUTADO “GATINHO” QUE AINDA ESTA NA LUTA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *