Retrospectiva

Balanço (mas não cai) 2009 do Amapá

Por Jean Paul

Após a avaliação que o presidente Sarney fez do ano de 2009, senti-me encorajado, ainda que de férias e de regresso para o Suriname, a fazer uma avaliação do ano de 2009 no Amapá.
Apoiei-me basicamente em retrospectivas formuladas pela imprensa local no final de ano. Por esse motivo, se você  realizou algum feito extraordinário e ficou de fora, não culpe apenas a mim. De qualquer jeito, antecipadamente peço minhas desculpas e disponibilizo, na caixa de comentários, espaço para sua manifestação, se este balanço for publicado, evidentemente.

Vamos os fatos:

Novidades 2009

Tiriça braba –  Forte tiriça acometeu grande parte da população do simpático município de Mazagão, em especial da comunidade de Mazagão. Depois de muitos estudos e após esperar alguns meses, as autoridades, pra não prejudicar, as festas de São Tiago, resolveram divulgar o que já sabiam. Não era corpo mole da moçada e sim a famosa Febre Oropuoche. Mais de 600 casos no Amapá.

Cuxitocídio – Peste Suína tomou conta da região do Pedreira, Curiaú e Pacuí, o que levou ao sacrifício de grande parte do já esquálido plantel de suínos  do Estado, com graves implicações para a balança comercial do país, como demonstram os dados do Ministério  do Comércio Exterior e da SEICOM;

Mais amarelo que  amarelo que máquina da caterpilar. mais dengoso que baiano de férias – Não se trata da galera do Piratas, nem de bandeiraço do PSB, tampouco de surto de baianidade. A moçada anda amarela e dengosa pelo aumento elevadíssimo de casos de malária e dengue, principalmente no interior como é o caso de Porto, Serra e Pedra. No Brasil a redução dos casos de dengue foi de 46%, no Amapá, em alguns municípios mais que dobrou.

Zona franca deslancha finalmente –  Inauguramos nova fase. A paz e a harmonia reinante no Estado,criou o ambiente necessário a realização de grande negócios, principalmente a importação de produtos e a prestação de serviços. Na importação Prêmio The Best para os medicamentos falsos vindos diretamente do Paraguai, para abastecer nossas redes de farmácias. Na prestação de serviços, Prêmio Top Service, para a impressão e comercialização para todo o Brasil, de Vale-transporte falsificado e altíssimo padrão gráfico. Destaque ainda para a clonagem de cartões.

Cardume de poraquê – Depois da reforma do Deck pelo Governo do Estado, um fenômeno inexplicável até então,  ocorreu no Curiaú. Grandes exemplares da espécie do peixe-elétrico passaram a freqüentar o local, distribuindo choque pra todo lado. Diz a imprensa maldosa que dois cidadãos, lamentavelmente, andaram morrendo por lá.

Fora dos trilhos –  O trem da  MMX descarrilou duas vezes, da mesma forma que o Programa Amapá Produtivo, essa excepcional formulação política e administrativa do Governo do Estado.  Pura fatalidade. A empresa além de muito cuidadosa com o meio ambiente, investe fortemente em segurança, lazer, saúde e educação dos seus.

Deixando só o buraco – Outros símbolos do Amapá Produtivo foram e/ou deixaram só o buraco. Caso das empresas do simpaticíssimo Grupo Sólida, da Companhia Siderúrgica do Amapá, a famosa CSA, que prometia investir 5 bi de dólares e morreu antes de ter nascido. Mesma sorte da Fábrica de Cimento do Amapá, divulgada como a maior produtora de todo o Norte-Nordeste e da MPBA, produtora de ouro de Serra do Navio, que saindo à sorrelfa, não deu nem tchau pro Amapá, quanto mais pro Amapá Produtivo. O prometido engarrafamento de navios no Porto de Santana, pra carregar soja, arroz, feijão, milho e até o raio que os parta, não ocorreu.

Chegando lá –  Campeão. Desbancamos todo mundo. Maior índice, entre as capitais, de suicídios e mortes no trânsito por mil habitantes.

Chegando quase lá – Vice. Desbancamos quase todo mundo. Somos a capital vice-campeã em mortes violentas por mil habitantes. Só perdemos pra Maceió.

Chegando quase lá terceiro lugar – Entre as 75 cidades brasileiras com mais de 300.000 habitantes, fomos ranqueados em 73º  lugar  em termos de Saneamento Ganhamos de Cariacica – ES e de Jaboatão dos Guararapes – PE. Maravilha.

Revival em 2009

Blecaute –  Revivendo o ano de 1994, a ELETRONORTE (comandada por Sarney) e a CEA (comandada por Waldez) copiou a pior fase do Governo do comandante Barcellos, claro que sem a simpatia e carisma deste último.

Ressucitando o banho theco –  A Caesa (comandada por não se sabe quem), também não deixou por menos. Aplicou o que pode e de racionamento dissimulado.

Mantendo o Status–Quo em 2009

Qualidade de vida parceria nota dez –  Maldosamente a Firjan manteve nosso IDH-M como o pior de todas as Capitais do Brasil. Já o IBGE diz que o IDH do Estado, exultem, é melhor que o do Maranhão e só. Como diria o Inácio: Grande coisa, não!

Sobra de medicamento no Alberto Lima –  Essa nova, não? Como tava sobrando a turma deu uma aliviada no estoque, distribuindo o fruto do trabalho da calada da noite para algumas farmácias, menos avisadas de nosso Estado. Vale registrar que desta vez pelo menos o deputado Dalto Martins botou o estetoscópio no peito e saiu denunciando por aí. Valeu.

Inventando corrupção no estado – O afã da campanha eleitoral de 2008 produziu uma das maiores aleivosias contra membros do Governo no Estado. Muitos DVD’s circularam por aí tentando macular nossas autoridades. Passada a campanha, tudo acertado, tudo esclarecido, ficou comprovado que não havia culpado. A não ser o mordomo é claro. Registre-se o empenho do Deputado Moisés Sousa em apurar os casos.

Como você vê, o presidente Sarney estava certo. Vou mais longe. Não foi só Congresso Nacional que teve um ano brilhante. O Amapá nada deixou a desejar.

Feliz 2010.
Jean Paul

  • ô criatura de boa memória e humor fino. Conta mais besta…. tem mais coisa. Depois agente edita um livro com o sugestivo nome “República do jerimum com açaí”

  • Faltou dizer o que o amapaense sofreu com os noticiarios nacionais e internacionais sobre os Atos Secretos do seu representante Fofo(Sarney).Foi muita vergonha para o povo amapaense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *