Seed – Miriam Corrêa pede exoneração

A professora Miriam Corrêa pediu exoneração, em carater irrevogável, do cargo de secretária de Estado da Educação. O governador aceitou o pedido e nomeou interinamente  José Maria Lobato, ex-prefeito da Serra da Navio, para o cargo.
Miriam nos últimos dias viveu um inferno astral à frente da Secretaria: greve dos professores, denúncia de que há ou havia um vídeo em que seu marido recebe propina, apreensão de uma caçamba com documentos da secretaria…

Eis a carta que ela enviou ao governador Camilo Capiberibe:

Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Amapá

16 de dezembro de 2010, data em que fui convidada para compor sua equipe de governo à frente da Secretaria de Estado da Educação, não tenho dúvida de que estava diante do maior desafio de minha vida pessoal e profissional. A coragem que sempre tivemos de superar os desafios me fez aceitar de pronto, por ter compromisso com o povo de meu Estado.

Estou convicta de que assumi tal compromisso com responsabilidade, retidão, transparência, honestidade e lisura, qualidades imprescindíveis a todo gestor da coisa pública.

Ao longo desses 5 meses de trabalho, focamos nossas ações no resgate da dívida social que o Estado tem com as crianças, jovens, adolescentes e adultos que têm direito a Educação do Oiapoque ao Jari. Por essa razão visitei todos os municípios e distritos do Amapá, no intuito de reunir com aqueles que fazem a educação, para conhecer as suas realidades e assim montar estratégias, enquanto agente público, capazes de melhorar as condições de cada uma dessas pessoas que nasceram e/ou que escolheram nossas terras tucujus para viver.

Desde 1 de Janeiro, tenho trabalhado de domingo a domingo, diminuindo gastos, para podermos investir na qualidade da educação, na formação do educador, em oferecer melhores condições de trabalho, em melhorar as condições físicas das escolas tão sucateadas e impróprias para a convivência educacional. Uma prova cabal desse esforço foi:

– Redução dos custos com transporte escolar, que caiu de R$ 30.000.000,00 (Trinta Milhões/ano) para R$ 19.000.000,00 (Dezenove Milhões), inclusive com ampliação da oferta de transporte em algumas comunidades que não eram contempladas;

– A não nomeação dos 02 Secretários adjuntos e dos 18 geos-educacionais, que representam uma economia para os cofres da educação, da ordem de R$ 1.000.000,00/ano;

– A não renovação e redução de alguns contratos de prestação de serviços continuados que eram praticados meramente para atender interesses alheios ao sistema educacional de nosso Estado;

– O repasse contínuo aos Caixas Escolares;

– A realização de serviços de obra e engenharia civil em caráter de urgência com vistas a garantirmos o início do ano letivo;

– A regularização do pagamento do maior contrato de locação de imóveis com a MITRA DIOCESANA;

E o mais ilustrativo da nossa determinação em otimizar os recursos da educação para aplicar na própria educação, foi:

– o estudo técnico que prevê uma economia significativa de R$ 15.000.000,00 (Quinze Milhões/ano) do Contrato de Vigilância com a LMS, alvo da denúncia que oferecemos à Polícia Federal e que culmina hoje com nossa decisão.

Senhor Governador,

Cada dia na Secretaria de Educação é um novo dia. É um desafio diferente. Não é fácil administrar uma secretaria com tamanha complexidade. Mas seguimos firmes, sem recuar nas ações que entendemos serem necessárias para modernizar os processos e procedimentos, com vistas a dotarmos a Secretaria de Estado da Educação de condições de acompanhar o novo modelo de administração que queremos para o nosso Estado.

Faço esforço diariamente para realizar o melhor, embora diante de uma grave crise financeira, orçamentária e por que não dizer, cultural, que se instalou em nosso Estado, e que na Secretaria de Educação se faz mais presente, por ser a maior Secretaria de Governo. Isso se evidencia quando olhamos para trás e nos damos conta de que ao chegarmos naquela Secretaria nos deparamos com mais de 800 servidores que superlotavam os setoriais da SEED, mais de 3.000 servidores a disposição de diversos órgãos e poderes, além dos 2.148 contratos administrativos.

Tenho esperança de que dias melhores virão para a educação do Amapá. Afinal a semente foi lançada. Estamos em fase de teste para implantação do sistema de gerenciamento de recursos humanos, que representa o maior gargalo de nossa Secretaria, já que temos hoje em nosso quadro, 10.749 servidores. Conseguimos fazê-lo visitar nossas instalações que são precárias, e sensibilizá-lo para a aprovação do Projeto do novo prédio da SEED, que já se encontra contemplado dentre as obras que serão financiadas pelo BNDES. No último dia 07 de junho concluímos o LEVANTAMENTO SITUACIONAL DAS ESCOLAS-LSE, condição sine qua non para captarmos recursos do Ministério da Educação e garantirmos a melhoria das estruturas físicas de nossas escolas no mais breve espaço de tempo.

Nesses 05 meses, avançamos muito. Reconquistamos nosso espaço no cenário nacional. O Brasil respeita o Amapá. No Ministério da Educação resgatamos recursos, programas e projetos que estavam inviabilizados, por falta puramente de procedimentos técnicos.

É lógico que tudo isso é fruto de uma postura adotada por vosso governo de passar a limpo nosso Estado, e eu Miriam Alves Corrêa Silva, sou intransigente no que se refere à moralização do Estado Amapá, doa a quem doer.

Por isso, Senhor Governador, eu Miriam Alves Corrêa Silva, Professora, servidora pública estadual, exercendo a gestão da Secretaria de Estado da Educação, diante dos últimos acontecimentos, venho em nome da confiança depositada, colocar à disposição de Vossa Excelência o Cargo de Secretária de Estado da Educação, em caráter irrevogável.

Deixo o Governo com a consciência tranquila, de que minha atitude em denunciar a Polícia Federal, é uma demonstração de que não sou corrupta, não aceito propina, não admito extorsão, tenho minha vida como um livro aberto, tenho dois filhos que preservo e quero deixar Vossa Excelência e a equipe de governo livres para que todas as investigações sejam realizadas, apuradas e os responsáveis punidos para o bem do nosso Amapá.

Respeitosamente
Miriam Alves Corrêa Silva

  • Alcinea, como é que pode, tem diretor de escola estadual que foi nomeado nesse governo, primeiro: não pertence ao quadro do estado. Segundo: não tem experiência, é recém formado. E terceiro, nunca entrou numa escola pública, e já chega como diretor. Só no Amapá mesmo…e cadê a eleição para diretor de escola, que nos outros estados já existe há alguns séculos…

  • Realmente a ex secret. Mirian mostrou mais uma vez muita coragem ao ir à PF fazer o que fez. Isso é fato! AGORA, isso também não a isenta de toda a humilhação, desmerecimento e, principalmente, desrespeito, que os profissionais da educação sofreram diariamente, seja na Seed mesmo ou nos muitos lugares que Ela (e muitos que infelizmente continuam por lá)passou. Ser justo, Ter transparência e ética na vida, senhora PROFESSORA Mirian é, antes de tudo, tratar as pessoas com decência, dignidade e muito R-E-S-P-E-I-T-O! Assim como a ex secret. Mirian, muitos ainda são os seus “coleguinhas” que se julgam acima do bem e do mal! Esse, talvez, tenha sido o seu pior erro!

  • Falar de transparência é fácil, mas como a corrupção tá implantada no sistema é melhor não prometer cumprir. No saldo geral -1 pro Camilo

  • A coragem e a esperança falaram tudo. Caisse do altar Professora Miriam? Só não vá pro movimento grevista, pode ser que você não volte viva de lá.

  • Desejo que o novo Secretário Professor José Maria faça um grande trabalho frente a Secretaria de Educação, pois tem todas as condições técnicas para ísso e a habilidade politíca no uso da diplomacia, algo que faltou para Ex Secretária Miriam que sempre tratou os assuntos da Secretaria de forma truculenta e as vezes com postura deselegante até parecia que sua pasta não era Educação!.

  • O serviço não está completo. Agora que foi exonerada a senhora Miriam Correa pelos vários motivos postados aqui no blog, falta exonerar muitos dos seus asseclas que sistematicamente humilham e assediam moralmente os profissionais da educação.
    (…)

  • Miriam Correa não foi boa secretária de Educação coisa nenhuma. Se recusou terminantemente a receber os profissionais da educação (eu própria tentei falar com ela por mais de 2 meses sem sucesso), permitiu q se instalasse na SEED um clima de assedio moral inaceitável, como se os professores fossem responsáveis por todas as mazelas do passado
    (..)
    . Espera-se, agora que desceu do pedestal, que seja coerente com seu discurso e retorne imediatamente para sala de aula já que dificilmente cerrará fileira com os grevistas.

  • Infelizmente na tentativa de resolver alguns problemas, a ex-secretária causou muitos estragos com seus desmandos e com atitudes despropositadas e desesperadas que em momento nenhum resolveram qualquer problema.
    Na secretaria todos estavam se sentindo coagidos, pois o que percebiam é que existia uma grande fogueira de vaidades, e sinceramente com toda a certeza não é desse tipo de gestor que o estado precisa. Precisamos sim de alguém que coloque os pingos nos is sem tentar fazer isso na calada da noite, sem fazer com que seus funcionários sintam-se perseguidos, ou que sejam tratados mal por uma horda incompetente formada por templários que estavam exatamente em uma missão de caça as bruxas, mas se a bruxa fosse um apadrinhado qualquer então ela seria vista como a bruxa boa do oeste e deixada de lado.
    Com facilidade e um pouco de traquejo, este governo teria toda uma classe de professores ao seu lado, mas com o terror instalado, a aversão e o descontentamento foram os únicos sentimentos cativados.
    Com certeza por conta disso o PSB tenha ganhado uma marca de anti-educação que não vai sair com facilidade e os seus inimigos políticos talvez estejam à espreita esperando o momento certo de dar o bote, mas sei que enquanto houver alguma migalha a suposta governabilidade será preservada e os passos do governo serão também mantidos mesmo sendo no ritmo que lhe impuserem. Mas penso que essas amarras já estão sendo quebradas e o governo vai aos poucos se libertando do açoite imposto por antigas lideranças que nunca representaram exatamente o que o povo quer e sim tentam se beneficiar a toda prova da relação clientelista que sempre tiveram com o estado.
    Felizmente o governador aceitou o pedido de exoneração da professora Mirian, agora pensando como eleitor, contribuinte e militante do PSB; espero que a próxima secretária esteja realmente preparada para o cargo e que faça o que tem que fazer e da melhor forma possível, principalmente com competência para que o assombro do “DOA A QUEM DOER” não acabe manchando mais ainda um governo que tem um futuro brilhante no estado do Amapá; e para isso, sanear as contas do governo, realmente será um passo mais que importante, concordo com a volta dos mais de 2800 professores para as salas de aula e mais ainda com a exoneração dos que por muito tempo foram favorecidos por políticos ou não, e simplesmente nem sabem mais o que é uma sala de aula ou estão em outros estados trabalhando e são fantasmas aqui; O que contribui negativamente é que mesmo diretores de suposta confiança, continuam mantendo acordos com essas pessoas e muitas delas estão até mesmo fora do pais “mamando nas tetas do estado” com a solução destes problemas que não acontecem só na SEED mas também em outras secretarias, o governo com toda certeza poderia rever o posicionamento quanto o aumento dos salários do servidor e ser mais generoso em sua decisão.
    Vale ressaltar que as verbas federais que vem para a educação ultrapassam a casa de MEIO BILHAO de reais, por lei parte dela pode ser revertida para o pagamento de professores que hoje estão se aproximando do vigésimo sexto dia de greve, orientados por um sindicato de diretoria leviana, que ganhou o apoio dos professores pela falta de traquejo da SEED com seus funcionários e hoje a intransigência instalada faz com que os dois lados do cabo de guerra não sedam o que é prejudicial para todos por isso um aumento real e gradual deve ser estudado pelo governo para que sejam cumpridas as leis federais o piso salarial deve ser aplicado no estado e os professores devem receber o benefício de forma proporcional em acordo com seu plano de carreira definido pelo estatuto do magistério do estado do AMAPÁ. E que não sejam criadas leis que firam os direitos adquiridos pelos servidores de qualquer esfera, pois serão um tiro no próprio pé do governo e de sua base política.

  • O QUE DEVE DE FATO E APURAR COM VEEMENCIA TODA E QUALQUER SUSPEITA DE CORRUPÇAO MESMO E NUNCA SE CALAR PERANTE A ISSO OLHA O QUE ACONTECE ESSA MESMA IMPRENSA QUE BATE NO CAMILO SE CALOU DURANTE OITO ANOS PORQUE ERAM FINANCIADOS POR ESSES SENHORES PARA SE MANTEREM NO SILENCIO ABSOLUTO E PORQUE QUE SO AGORA ESTAO FAZENDO ESSE EXTARDALHAÇO TODO ATE PARECE QUE ACONTECEU ALGUM CRIME GRAVE.

  • A MAIOR IDIOTICE E ATIRAR PEDRA NOS OUTROS EM MINHA OPINIAO A MIRIAM FOI VITIMA NESSA HISTORIA TODA DEVIDO AINDA NAO TER PROVAS SIFICIENTES CONTRA ELA O QUE SE DEVE FAZER E APURAR AS DENUNCIAS POR ENQUANTO SAO MERAS EXPECULAÇOES SE ESTAO PENSANDO QUE O GOVERNO CAMILO VAI E SUBMETER AS CHANTAGENS DESSES CORRUPTOS ESTAO ENGANADOS PORQUE JA DISSE QUE VAI DENUNCIAR MESMO QUALQUER IRREGULARIDADE QUE FOR DETEQUITADA PORQUE OLHA O QUE ACONTECEU COM A GESTAO PASSADO O WALDEZ (…) DEU NO QUE DEU AS PRISOES REALIZADAS PELA POLICIA FEDERAL QUEM NAO SE LEMBRA OU SERA QUE TODO MUNDO E HIPOCRITA O SUFICIENTE PARA ESQUECER O QUE ACONTECEU NESSES OITO ANOS DE GOVERNO WALDEZ.

  • Adelmo Caxias disse:
    11 de junho de 2011 às 12:57

    Cara Alcinéa, já me manifestei no blog de sua manda Lene, vou repetir no não menos visitado blog seu, que volto a repetir que não conheço a Profa. Mirian e nem me sinto capacitado a opinar sobre sua administração, mas, fiquei sem saber o por quê de sua coragem de denunciar um fato grave, inclusive definido como crime, que não raro ocorria nas Administrações anteriores, venha a desgatar tanto sua personalidade. Se seu marido está envolvido em esquema de corrpução, ele deverá responder por isso, porque é garantia constitucional de que o crime não passa da pessoa do criminoso. A única Sentença infamante que temos conhecimento no Brasil, foi a do Tiradentes, na qual o Sentenciante diz “maldito seja o réu até sua terceira geração …”. Será que o Rui Barbosa vai mesmo virar o profeta do apocalipse, quando previu que iriamos rir da virtude e ter vergonha de ser honesto. Essa professora pode não ser uma boa administradora, mas é uma mulher de personalidade forte e raríssima. Parabens a ela e com a palavra os que tem o dever legal de apurar s crimes por ela denunciados, e determinar sua autoria. Desulpem, mas é do meu perfil naõ concordar com injustiça! E, tendo em vista alguns comentários neste blog, afirmo e reafirmo que a pessos não precism provar que é honestas. Seu acusador que deve provar o contrário, sob pena de incorrer em responsabilidade criminal e civil.

  • Fico triste quando o discurso dos saqueadores do Amapá torna-se mais forte que o trabalho, a seriedade e a competência dos que querem na prática mudar esse Estado. Hoje, meu coração é um coração partido, pois receio, que com a saída da professora Miriam a desorganização que sempre beneficiou uma minoria de discurso competente (diga-se de passagem) retorne a Seed.

  • Como diz Paulo Freire “o professor é gente…” O que acabou com a imagem desta senhora como ser humano foi ela esquecer que professor tem família, tem contas, tem compromisso com o que faz, que honra com o que diz; que com o salário sucateado, vive diariamente salvando o Brasil. …

  • Governo fascista: aquele liderado por um político não identificado com o pensamento progressista (de esquerda), que mobiliza as forças policiais para garantir que os grevistas não façam arruaça, destruam o patrimônio público ou impeçam os trabalhadores sérios e comprometidos de exercer suas funções.

  • Acredito que se auto-considerar feitora de um bom trabalho na educação, já demonstra a falta de humildade da Senhora Miriam. As intensas reclamações dos professores pela intransigência e falta de tato por quem antes do poder era um deles também, demonstram a péssima gestão de uma Secretária que no mínimo tem ”mania de grandeza”…como uma vez alguém muito próximo dela me disse.
    O que eu acho engraçado é que a comprovação do que me foi dito apareceu logo. Melhor para o povo amapaense e principalmente para a educação. Pessoas que não sabem dialogar e que são egoístas revelam-se com o ganho do poder.
    Em relação à acusação, acredito que o pedido de exoneração foi tudo um jogo para ela não sair pior do que já estava. E principalmente para não sujar o governo.
    Tudo isso não passa de uma estratégia, veremos se a PF trará as respostas, espero que as investigações não se tornem inconclusivas…a verdade é o que queremos!
    Boa sorte de agora em diante Dona Miriam, sinto profundamente pelos seus filhos, eles com certeza devem estar sofrendo muito mais do que a senhora pelo ego ferido.

    Enfim, para mim a senhora já vai tarde! Gestores devem pensar no povo em primeiro lugar…e não em sí mesmos.

  • Hei! Não esquece da Eunice, a mesma que foi Secretaria Municipal de Educação do João 40, lembra? Foi exonerada, por alguma coisa, lembra? pois é, ela está lá na SEED, mandando e desmandando, contrato administrativo é com ela, pode crer! Ah! Deputada Cristina Almeida, tem moral lá na SEED, um pedido dela por lá, é uma ordem.

  • Waldez? Waldez?Waldez? Cadê tú sumano? Por onde andas?
    A política em nosso Estado é algo nojento, pois, as pessoas são obrigadas a assumirem a dor do Ídolo político, caso o contrário não serve. Meus amigos, somos desta terra, aqui vamos criar nossos filhos, neto e bisnetos, o mínimo que podemos ter, é uma relação harmoniosa, no sentido de respeito as opiniões. Penso, que na SEED, algumas pessoas estão se lambuzando demais, pois estavam com ansia de vingança, que acabam esquecendo que os Contratos Administrativos são constituídos de seres humanos, e aí pensem na forma indigna que eles estão sendo tratados.
    O Governador Camilo, esta mostrando com bastante precisão a idade que tem … e suas atitudes mostram com bastante claridade, o desejo que ele tem de não dialogar com uma classe, que tem seus direitos esfaqueados de forma brutal, por um governo ditatorial.
    A eleição de Camilo, acontece por falta de opção, ele ganhou por que o povo não tinha em quem votar, visto que as eleições no Amapá acontecem no campo familiar, Capiberibes X Góes X Barcelos X Borges X Favacho e por aí em diante.
    Saúde, fala sério! uma vergonha, o secretário dispensou pessoas qualificadas do serviço (Cont. Administrativo) para por seus Cabos Eleitorais, plena falta de respeito, pois agora com a greve da Saúde, a população está na mão de pessoas que não tem experiência prática alguma.

    Meus amigos, o mundo continuou girando, ele não parou, logo o Povo do Camilo tem que entender que as conquistas vieram, mesmo com o rasgar do estatuto do magistério, não podemos retroagir.
    Portanto, os professores estão certos, os grevistas em geral estão corretos e lutando por seus direitos.
    Governador Camilo, eu pago o seu salário, o senhor trabalha pra mim, e preste atenção para minha determinação: EXONERE … E TRAGA PESSOAS COM EXPERIÊNCIA ADMINISTRATIVA, POIS, SE O ESTADO ESTÁ EM CRISE, SOMENTE PESSOAS GABARITADAS CONSEGUEM RESOLVER ESTE PROBLEMA.

  • Com a chegada do verão, sinto o começo de uma boa atmosfera nos ares amapaenses. A natureza ajuda e a Sra. Mirian Alves também começou a ajudar, qdo pediu para sair. Sei que não há nada a ser comemorado. Contudo, entramos nesse final de semana com aceno positivo por parte do governo municipal a chegar a um meio-termo com seus professores em greve. Nosso governador poderia também seguir o exemplo do governo muncipal e voltar a dialogar com seus servidores na busca de fim para o impasse da greve que prejudica todo mundo. Enfim, a atmosfera se mostra oportuna para que governo estadual e servidores encerrem o movimento de grave, por intermédio do dialógo.

  • A secretária disse: “colocar à disposição de Vossa Excelência o Cargo de Secretária de Estado da Educação, em caráter irrevogável.” Isso quer dizer que ela não entregou, mas estava decidida apenas a “colocar à disposição”, ou seja, se o governador quiser mudar, o desejo dela não iria se alterar. E o o governador quis e a exonerou, não sei o motivo.

    Sou daqueles que pensam que quem não deve não teme. Só os fracos baixam a cabeça diante de uma chantagem. Se o governador a convidou para pedir para sair, até concordo com ela. Se for isso, fritar alguém em cima de uma mera suspeita é condená-la por antecipação. Cadê o respeito por quem lutou pelo governo que ajudou a eleger?

    Sei não, isso tá estranho. Se a PF confirmar os fatos que foram divulgados, o que irão dizer da Secretária.

    Atenção governo! Se tem alguma coisa para falar, fale agora ou se cale para sempre. Depois não venha jogar pedra em ninguém que não vai acertar. Será oportunismo barato.

    Vá com Deus dona Miriam. Nem lhe conheço, não lhe gosto nem desgosto. Vá cuidar dos seus filhos e do seu marido (que a senhora esqueceu de se referir na sua carta de despedida). Seja feliz fora do governo, porque nele a coisa tava braba. Ninguém suporta viver com tanta praga. Uma hora, pelo menus uma delas pega. Taí, pegou!

  • Uffaaa….finalmente os funcionários da Seed e professores irão respirar um pouquinho…pausa na perseguição…

    Tem gente que abafa pensando que está fazendo um bom trabalho.Mas na verdade, está fazendo tudo errado.A pessoa pode ser a mais competente que for, mas se não sabe dialogar com a sua categoria e não faz o melhor para ela, não adianta de nada seu trabalho!!!

    Quer ver o ser humano mudar, dê poder para ela!!!Tanto ela como a sua equipe estavam se achando…humilhando quem queria…mas o fentiço sempre cai contra o fenticeiro.Deus não dorme!!!Sempre está ligado nesse tipo de gente que não tem humildade!!!

    Ainda bem que caiu em si!!!E esse novo secretário ao meu ver é fraco e tbm não vai dar conta!!!Minha opinião…
    É nessário alguém que tenha visão do que é melhor para a educação e que não fique só pensando de forma paraníca em cortes!!!
    Isso não é importante!!!
    O professor tem que ser respeitado…quanto dinheiro já se foi roubado desse estado…e como agora o governo não quer dar o que é de direito!!!Ficar dando desculpa! Agora não adianta mais…chega de enganação!!!

  • Eu e nenhum membro da minha família somos funcionários do Estado e participamos de grupos políticos, mas apenas contribuinte da máquina. É indiscutível que os salários e as condições de trabalho dos professores precisam melhorar, mas dois fatos da história recente da educação pública chamam atenção. 1) Nunca assisti um gestor ameaçado de corrupção ir espontaneamente até a polícia e pedir que fosse investigado. E se foi uma jogada de desespero, a PF vai dizer. 2) Onde estavam as lideranças da educação há seis meses atrás, num período de 8 anos, quando inclusive os salários eram alvos de mazelas inaceitáveis? Não escutei nenhum choro na mídia, seja pelas lideranças, seja pelos veículos de comunicação (com raras exceções, com este bloq).

  • Eu só tenho a lhe Dizer Vá com Deus e Não volte mais….bjs querida!!!!kkkkkk
    Quanto maior o salto, maior a queda……kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, já vai tarde……

  • Não deixo de achar que suas convicções, postadas nesta carta, são minhas. Mas Ela atropelou em nome de seu orgulho. E esqueceu dos professores. Pedagoga que é, deveria ouvir mais e ser intransigente de menos. Infelizmente, esse descontentamento muitos professores também tiveram. Da próxima vez PROFESSORA Miriam, procure ouvir mais seus colegas que tanto lutaram para que a senhora tivesse, inclusive, seus próprios direitos garantidos. Com todo respeito, desejo-lhe boa sorte.

  • ESPERO QUE A PESSOA QUE SUBSTITUIR A PROFESSORA MIRIAM, SEJA MAIS ABERTA AO DIÁLOGO E MAIS SENSÍVEL AOS PROBLEMAS DA EDUCAÇÃO DO ESTADO.

  • Muito fácil jogar a primeira pedra!! Lembro que na época do Adauto ele fazia coisas muito piores, e que foram provadas, tanto que ele foi preso. Tratava seus subordinados com arrogância, um cara sem a menor sensatez…E todos ficavam de bico calado…E agora o que essa classe faz, crucifica uma pessoa que tentou desde que assumiu a pasta, colocar ordem na “casa”. Não estou defendendo a professora Mirian, mas conheço seu cárater e sei que tudo será esclarecido da melhor maneira possível. Os professores estavam acostumados com a harmonia, e o descaso com a educação, agora se dizem ofendidos, isso é brincadeira!! Infelizmente quem sofre e perde com tudo isso são os estudantes, que não tem nada a ver com essa briga politíca, e serão os únicos prejudicads nessa história toda. Só nos resta torcer para que a educação tome um rumo nesse estado, ou será que de 5 em 5 meses vão fazer greve para trocar o secretário?! Se a moda pega…Demora vão pedir (exigir) que o presidente do SINSEPEAP assuma a pasta. É brincadeira!!

    • É brincadeira o que o governador esta fazendo com os funcionários públicos. Isso prq estudou ciência política, imagina se não tivesse estudado???

    • Não sei porque esse povo tem a mania de falar: na gestão passada era isso… na gestão passada era aqiulo. Meu Deus!chega! tá na hora de virar a pg. Só naõ queremos que se repita tudo novamente.

  • Para a secretaria merian vale a “velha” máxima: “Dê poder e dinheiro a uma pessoa e saberás quem ela é” ou a outra: “se nao deves não temes”. Por que pedir exoneração se nao há comprovação de irregularidades? se a gestao foi positiva e eficiente? MUITO ESTRANHO. Só espero que a ex secretaria retorne a sala de aula e vá trabalhar para fazer jus a regencia, pois como ela mesmo dizia: ” é um absurdo mais de 3000 prof. fora de sala recebendo regencia”.

  • O Amapa perde uma gestora impar, professora Miriam Correa, tive o prazer de lhe conhecer no Graziela e sei que jamais você fez ou fara parte de qualquer irregularidade, sou professora e sei que o amapa ja traz problemas a anos e que alguns que apenas querem ver o extrato bancario no fim do mes não conseguem perceber o bem que foi feito a seed na sua gestão. Espero que o governador tambem reconheça isso, e que dei uma explicação pela sua saida, pois sei da sua determinação em tudo oq ue faz.
    A carta fala por si so.

      • É ISSO AÍ ELA QUERIA QUE TODAS AS ESCOLAS TECNICAS PROFISSIONALIZANTE TRABALHE POR HORA AULA ISSO É INACEITAVÉL QUEREMOS QUE O NOVO SECRTETARIO DE EDUCAÇÃO VEJA ESSA SITUAÇÃO É INVIAVÉL UM SERVIDOR PUBLICO TRABALHAR POR HOARA AULA MUDE YUDO ISSO NOVO SECRETARIO VC SÓ TEM A GANHAR

  • Com toda essa economia,com toda essa “capacidade orçamentária”,ainda vão dizer que não tem dinheiro para pagar os professores????E agora,vai assinar o ponto como professora ou vai levar falta por estar de greve??só não vale ficar a disposição,afinal a senhora era “intransigentemente” contra os professores que estavam a disposição de outros órgãos,ou isso também não vale mais???

  • Parabens Professora MIriam por sua atitude politicamente correta.GAranto a vossa pessoa que em novembro do ano passado foi alertada oficialmente sobre o assunto COMPLEXO da demanda vigililancia SEED.Reflita e assuma um dia que o PAU QUE BATE EM FRANCISCO BATE EM CHICO.Espero que o Governador tenha o uso da razao para economizar e mostrar transparencia em nao desempregar os atuais vigilantes independentes e infelizmente da empresa que estao KIKO possam ser aproveitados na funcao de PROFISSIONAIS DE AGENTE DE PORTARIA e a noite VIGILANCIA TERCERIZADA.Verificando ainda que escolas com grande patrimonio AGREGAR vigilancia eletronica em uma economia tecnica de no minimo 80 por cento aos cofres do erario publico. Aqui fica um DESAFIO TECNICO aos calculos da SEPLAN.Na duvida consulte o MPFA ou DPF AP.

  • Agora continue demonstrando compromisso para com a educação e educadores do Estado do Amapá, venha para o movimento de greve lutar para consertar os estragos que vocês provocaram na vida dos funcionários públicos da educação, na vida dos estudantes e da sociedade amapaense.

    • E que agora ela não esqueça que fora de sala perde regência…VENHA SOMAR CONOSCO NA GREVE MIRIAN!!!!!!!!!!!!!

  • A carta fala por si só. Parabéns Miriam, pela sua atitude, onde foi demonstrada lealdade ao Camilo. Espero que quem vá lhe substituir, continue seu trabalho.

    • Pena que nesse estado não tenha mais ninguem de peito para fazer as mudanças que poderiam melhorar o IDEB!

    • Elson eu não diria continuar o seu trabalho eu diria comece de novo, dessa vez tratanto gente como gente e servidor como contribuinte e não como bicho. ser educado, ser gentil, ser liderança não precisa segurar na outra mão um chicote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *