Tá na revista Época

As novas redes da Amazônia
Com o dedo no teclado e uma conexão (bem) ruim, os blogueiros do Norte são protagonistas da mais nova saga da integração amazônica

ELIANE BRUM

A DEVEDORA DO SARNEY
0,,21855687,00
Alcinéa Cavalcante
Endereço do blog: www.alcinea.com
A blogueira enfrenta uma das piores conexões do país para levar as notícias do Amapá ao restante do Brasil. Por sua atuação na campanha de 2006, foi processada mais de 20 vezes por José Sarney

Alcinéa Cavalcante tem um automóvel Ka 2003, um laptop, uma linha telefônica convencional, um celular, algumas dezenas de livros de poesia, roseiras de cores variadas, dois cachorros vira-latas que não param de latir e uma mangueira na casa que herdou, mas ainda não está em seu nome. A cada ano, ela recebe uma notificação da Justiça que deixaria a maioria dos brasileiros com dor de estômago, suor frio, tremedeira. É a dívida de Alcinéa com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB): segundo ela, mais de R$ 2 milhões, com juros e multas. E aumentando.

Explica-se: na eleição de 2006, quando Sarney se reelegeu senador pelo Amapá com menos folga que nas anteriores, ele processou a blogueira mais de 20 vezes. Sarney considerou abusivos posts e comentários de leitores. Num deles, enviado a ÉPOCA pelo advogado de Sarney, um leitor dizia: “Temos de mandar esse xibungo pro Maranhão, somente assim faremos justiça àquela população pilhada há anos por uma família de jagunços que se utilizam dos métodos mais desprezíveis para combater qualquer um que cruze o caminho desses viciados em corrupção”.

Alcinéa conta que ficou bem nervosa nas primeiras notificações. Não tinha advogado nem sabia o que fazer. Nos dias seguintes, passou a receber até três notificações de cada vez, e o oficial de Justiça já tomava cafezinho na casa dela. Alcinéa entregou a Deus. “Se eu devesse R$ 10, 12 mil, não dormiria, porque é um valor que, parcelando, dá para pagar”, diz ela. “Mas mais de R$ 2 milhões?”

Aos 53 anos, ela é a matriarca da blogosfera do Amapá, reverenciada pelos mais jovens nos encontros ao vivo dos “blogueiros do Meio do Mundo”, na cafeteria Tom Marrom. É a dona ainda do “quintal mais bem informado de Macapá”. Pelo seu portão passa uma romaria de gente, da cultura à política. Não é Alcinéa quem vai até suas fontes, mas suas fontes que vão a ela. Debaixo de uma mangueira, ela recebe informações e bloga. Só vai à rua em busca da notícia quando pressente – ou é informada por uma fonte fiel – que a Polícia Federal se prepara para uma operação. Alcinéa passa noites inteiras de campana, para pegar a PF em flagrante. Quando consegue, o blog chega a 3 mil leitores por dia.

Alcinéa só reduz a produção do blog uma vez por ano, no Carnaval – ela adora um ziriguidum, um telecoteco. Filha de um poeta que fez história em Macapá, Alcy Araújo, e de uma professora, Alcinéa escreveu a primeira poesia aos 10 anos. Tornou-se repórter de rádio aos 13. Trabalhou em rádio, TV e jornal por quase toda a vida, mas formou-se mesmo em mecânica. Dividiu as manchetes na imprensa com o ensino sobre motores de avião, carros e navios. É funcionária federal há 31 anos, 15 deles em sala de aula. Afirma não ter partido. “Fui filiada ao PT, depois me desfiliei”, diz. “Às vezes, dou R$ 50 ao PSTU.”

Quando leu um artigo sobre a internet, no início dos anos 90, Alcinéa e o único filho não sossegaram até acessar a rede por um portal de São Paulo. Pagavam interurbano. Iniciou sua aventura no mundo virtual, onde chegou a manter uma agência de notícias. Na eleição de 2004, criou o blog. E começou a mudar a relação de forças no Amapá. “A imprensa daqui depende muito dos recursos públicos, não denuncia nada que contrarie os interesses de quem está no poder”, diz. “Os blogs furam esse bloqueio. E as notícias vão para o mundo.”

O blog de Alcinéa costuma ter brincadeiras interativas com o leitor. Em agosto de 2006, com o título de “O adesivo perfeito”, a proposta era a seguinte: “Mande fazer um adesivo com a seguinte frase: ‘O carro que mais combina comigo é o camburão da polícia’. E bote na picape daquele candidato”. Os leitores responderam com os candidatos mais variados. Um deles manifestou-se dizendo que era “um adesivo perfeito para o Sarney”. No dia seguinte, Sarney entrou com uma ação pedindo indenização e a retirada do blog do ar. Alcinéa não recuou. Postou no blog a foto de um muro da cidade, onde estava pichado “Xô, Sarney!”. Mais uma ação.

Os blogs políticos deverão crescer na Amazônia,
estimulados pelas eleições de 2010

O advogado de Sarney, Fernando Aurélio de Azevedo Aquino, é funcionário do Senado desde 1992 e hoje ocupa um posto de “assistente técnico” no gabinete do senador Gilvam Borges (PMDB), afilhado político de Sarney. Procurado por ÉPOCA, Aquino afirmou que “estava de férias” quando foi advogado da Coligação União pelo Amapá, pela qual concorria Sarney. “Não obstante a senhora Alcinéa busque apresentar-se como vítima, é preciso dizer que não foi”, disse Aquino, por escrito. “Não se tratava de representações contra a divulgação de matéria ou mesmo de opinião, mas contra publicação de agressões gratuitas e até de baixo calão.” Procurado por ÉPOCA, Sarney afirmou, por meio de sua assessoria, que considerava as respostas enviadas por Aquino satisfatórias.

O UOL, que hospedava o blog de Alcinéa, tirou-o do ar. Assim como foi retirado o blog de sua irmã, Alcilene Cavalcante. Alcinéa hospedou-se então no Blogger, a ferramenta de blogs do Google. Ao contrário de sites como o UOL, o Google não se responsabiliza – e não pode ser responsabilizado legalmente – pelo conteúdo dos blogs que abriga.

Alcinéa continuou postando. E Sarney processando. Quando ela colocou no ar a letra da canção de Chico Buarque, “Apesar de você”, Sarney processou. Ela colocou então a música em notas de violão. Depois de ter vencido a eleição, Sarney ainda processou Alcinéa mais uma vez. “Todo mundo sempre disse sim ao Sarney, e de repente alguém disse não. Ele não está acostumado a ser peitado”, diz Alcinéa.

A blogosfera reagiu ao que considerou “censura” e “abuso de poder”. A expressão “xozando”, derivada do Xô, Sarney, tornou-se popular. Mais de 50 mil blogs e sites “xozaram” no Brasil e fora dele. Em sua pesquisa, Malini detectou que o episódio Sarney deixou uma marca na blogosfera do Amapá. “Os blogueiros vivem um processo de autocensura, os posts se tornaram mais velados”, diz. Na França, Alcinéa ganhou o prêmio Repórteres Sem Fronteiras, pelo blog brasileiro que mais defende a liberdade de expressão.

Em menos de dois meses, ela recebeu mais de 20 notificações da Justiça. No Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, Alcinéa perdeu a maioria delas. Depois, diz ela, seu advogado perdeu prazos nos recursos. “Por causa de matérias que fiz como jornalista, um pistoleiro já foi contratado para me matar, já dispararam tiro contra a minha casa. Mas o que o Sarney fez comigo é mais indefensável”, diz Alcinéa. “Muitas portas se fecharam, e meu filho não consegue emprego.” Na época, Alcinéa postou: “Recadinho para os velhos ranzinzas e ditadores: enquanto vocês gastam seus dias procurando motivos para me processar, eu uso meus dias para ser feliz”.

Quando se conhece Alcinéa ao vivo, a afirmação parece bem perto da verdade. Ela tem tantos amigos e o quintal é tão frequentado que dá vontade de raptá-la para a entrevista. Sua tensão só é exibida ao fumar um cigarro atrás do outro. Alcinéa tem jeito manso e se ilumina toda quando sorri. No fundo de seus olhos, porém, mora um brilho de gente boa de briga. “Eu achava que só aqui no Amapá tinham medo do Sarney”, diz. “Descobri nessa crise do Senado que metade do Congresso é patife e a outra metade é frouxa. Um por cento deve dar para respeitar.” Fotografa uma rosa do jardim e oferece aos leitores virtuais. Mais tarde vai ao templo da Igreja Messiânica Mundial do Brasil para rezar: “Peço a Deus que descongele o coração do Sarney”.

————–

Leia a matéria completa na revista que já está nas bancas ou na versão online clicando aqui. É uma matéria especial da premiada jornalista Eliane Brum. A reportagem ocupa várias páginas  e destaca quatro blogs da Amazônia

  • parabéns pela sua garra, profissionalismo, continue blogando e defendendo a verdade sempre, fiquei emocionado com esta reportagem, abraços td de bom pra vc e sua família.

  • Alcinéia , sua luta tem repercurssão nacional e internacionamente , a maneira como lidas com essa atrocidade vinda de um dos manda chuva de Brasília, nos orgulha e emociona ,por saber da existência de pessoas como você . Parabéns pela ,força e otimismo.Felicidades !!!!!!!!!!!!! !!!

  • Pingback: “Metade do Congresso é patife, a outra metade é frouxa” « políticAética

  • Só na semana passada pela correria da vida, tivve a oportunidade de ler a vista!
    Ao folhear rapidamente as páginas parei no título que dizia: ” A devedora de Sarney”, movida pela curiosidade, me deleitei com a leitura no ônibus que me transportava para meu trabalho e ria a cada parágrafo.
    Sua coragem impresiona e diverte.
    Vc é uma mulher de fibra e coragem, são pessoas como vc que ajudam a mover o mundo!
    A mostrar as pessoas que precisamos nos erguer e não esmorecer. É preciso ser destemido.
    E vc mostra isso com muita simplicidade e força de vontade!
    Me vi transportada para seu quintal, para seu Estado, para dentro do Brasil, da verdade e da liberdade.
    Parabéns!!!!!!!!!!

  • OLá !!!!
    Só leio a revista atrasada, pela correria da vida!!
    Peguei a revista na semana passa e folheei rapidamente parei com o título “A devedora do Sarney”, meio que curiosa comecei a ler, dentro do ônibus que me levava ao trabalho…e como me divertir, não somente com a leitura, mas me divertir com sua coragem, sua verdade, seu ser destemido e voluntário na verdade!
    Vc é uma mulher de fibra!
    São mulheres como vc que movem o mundo!
    Senti que estava sendo transportada para o seu quintal, transportada para o Amapá, para o Brasil, sem fronteiras de pensamento e opiniões!
    Parabéns!!!

  • Alcinéa,
    Através da Revista Época tomei conhecimento da sua atuação no Amapá. Parabéns pela sua coragem e determinação. Infelizmente existentem poucos brasileiros, sobretudo no Norte e Nordeste, com a sua firmeza e perverança, para enfrentar e acabar com os desmandos de políticos ultrapassados, que se fortalecem com a miséria das pessoas e entimidam aqueles menos esclarecidos, e com pouco senso crítico. Identifico-me com pessoas gurreiras como você.
    Felicidades,

    Benedito Parente,
    São José dos Campos – SP

  • Somente hoje tive oortunidade de ler a reportagem e me emocionou muito em saber que vc não desanima nunca em buscar verdades. com certeza serei sua leitora.

  • Parabéns pela reportagem, conheci seu blog através de um professor da UNIFAP e pode ter certeza que já ganhou uma leitora e que irá divulgar seu trabalho por aqui pela Universidade, pois a nossa mídia local está impregnada e temos que criar alternativas para repudiar essas bandidagens, O AMAPÁ NÃO AGUENTA MAIS O SARNEY!!!! XÔ SARNEY

    Coord Geral Diretório Central dos Estudantes UNIFAP

    Menbro do Coletivo Vamos à luta!!!

  • Só hoje li a reportagem e tive um sentimento ambíguo: achei ótimo existirem pessoas como você que botam a boca no trombone; e achei péssimo saber que não há limites para as maracutaias da família sarney ( com s minúsculo mesmo, pois me lembra sarna).

    abs

  • Alcinea,

    Parabéns pela sua coragem de enfrentar os Sarneys. Aqui no Maranhão sofremos a décadas as conseqüências do coranelismo imposto pelo seu grupo. Infelizmente não temos pessoas como você e nossa imprensa, em boa parte é submissa. Durante anos os Marenhenses se questionavam de como o Sarney adquiriu tando poder e patrimônio e, só agora começaram à aparecer os “podres” de sua influência no poder. Continue com essa garra, pois o nosso país precisa de possoas com “peito” e ferramentas de denuncia como seu blog.

  • Alcinéa,
    Veja quantas coincidências, nascemos numa segunda-feira de carnaval, eu, no Pará, lutamos contra tipos como Sarney, eu, no Maranhão.
    Postei este texto e o seu blog no nosso blog comcontinuacao.blogspot.com, gostaria do seu e-mail para enviar noticias desta terra de gente de bem que teve a falta de sorte de ter um Sarney.

    Felipe Klamt
    Bom de Briga – Feliz da Vida
    [email protected]

  • ADOREI SUA ENTREVISTA NA ÉPOCA. TENHO VC COMO EXEMPLO A SER SEGUIDO.SE NOSSO PAÍS TIVESSE METADE DE ALCINEAS E ALTINOS NÃO ESTARIAMOS ENVOLVIDOS NESSE MAR DE LAMA. FORÇA O BRASIL PRECISA DE CIDADÃOS COMO VOCÊS!

  • Obrigada a todos pelo apoio, pelo estímulo, pelas palavras carinhosas.
    Estou na correria, mas vou responder um por um todos os comentários até a noite e visitar os blogs que ainda não acessei.
    Obrigada. Muito obrigada.

  • Alcinéa,
    Parabéns! Você é uma guerreira! Corajosa, destemida e sabe porque luta e por quem luta… Li a reportagem da Época e fiquei fascinado com sua determinação. E desse tipo de brasileiro que precisamos. Continue em sua luta pois se não colhermos os frutos dessa batalha desigual, mas que iremos ganhar, eles, com certeza, serão colhidos pelos nossos netos.
    PARABÉNS, GUERREIRA!

  • Parabéns pela coragem e determinação,o País precisa cada vez mais conhecer o outro lado da moeda.Precisa saber quem conta histórias(fatos verídicos) e quem conta estórias (fantasias,devaneios,mentiras escabrosas).Esse senhor apesar de contar estórias e ter um público(seus comandados)que acredita nelas,nós que não cremos nas tais,somos um público obrigados a presenciar uma história triste em nosso Brasil,pq vivenciamos todos os dias a “sujeira politica”,patenteada p/essas pessoinhas.Acredito na justiça Divina e penso que logo estaremos livres desta maldição.Bjs linda e fica c/Deus.

  • Alcinea, que matéria excelente!
    Enfim, o resto do país conheceu sua luta e as injustiças que sofreu por este que hoje é um verdadeiro proscrito (pelo menos para o povo brasileiro).

    beijos

  • Cara Alcinéa, receba nossa solidariedade, lamentamos pela perseguição da qual é vítima por divulgar mensagens contra as manobras políticas do senador José Sarney. Recebemos texto contando sobre sua suposta dívida de R$ 2 milhões, verdadeiro absurdo que vamos repercutir em nosso boletim informativo. Gostaríamos de deixar aqui nosso e-mail ([email protected]) e gostaríamos de obter o teu e-mail para incluí-lo em nossa lista de amigos. Saudações trabalhistas!

  • Um dia uma guerreira caiu na mira de um tirano, uma luta inglória, o bem contra o mal, o tempo passou e o tirano viu seu mundo de mentiras e trapaças desabar sob as vistas de uma nação, a guerreira permaneceu de pé, enquanto o tirano respondia seus desmandos para o braço da lei; a guerreira recebia seus amigos no seu cantinho da liberdade, choviam parabéns, ela não se contia de emoção, homens de bem só erguem estátuas para homens de bem… sua luta não será em vão, nossos filhos vão te reverenciar, e nossa cidade será para sempre grata a você.. parabéns.

  • Acredito que a máscara do Sarney vai cair de vez agora, afinal ele nunca “processou jornalista”, mas a verdade sempre vem a tona.Parabéns!!! Oro sempre pra que Deus continue lhe dando força e coragem e saiba que a justiça de Deus não tarda e nem falha ela vem no tempo certo. Bjs

  • Amiga querida,li a reportagem na revista Época.Parabéns em primeiro a ti,pela bravura e determinação em sua luta incansável,por um país descente politicamente.O que precisares daqui de Fortaleza é só ligar.Estamos contigo
    nessa briga.

  • É isso aí, Alcinéa, é preciso continuar a luta, mesmo com os prejuízos advindos da sua coragem de enfrentar essa figura. Tenho feito a minha parte denunciando o malabarismo utilizado por Sarney para se apossar do Amapá, desde a nomeação do Nova da Costa, que pavimentou a candidatura do seu chefe pelo Amapá. Depois, utilizando-se dos seus meios de comunicação no Maranhão, sugeriu que a população maranhense desempregada fossa para Macapá, “a nova Eldorado”. Não tenho dúvida que foi criativo – para o mau. Criou um eleitorado cativo, ajudado por macapaenses de índole duvidosa e manteve o eleitorado maranhense atrelado à sua família.
    Vamos à luta!

  • Alcinéia, o rolo compressor será apresentado ano que vem. A entrevista na revista Época dá repercussão internacional, lembro que o jornalismo de resistência se estuda na Faculdade por todo o Brasil, parabéns.

  • Como um leitor assíduo do seu blog lhe parabenizo pelo belo reconhecimento que vc teve mas do que merecido!!!!!!

    Parabéns!!!!!!!!

  • Ei Alcinéa,
    É melhor ter um filho procurando emprego que a parentada toda sendo procurada pela Polícia Federal, como é o caso do nosso Sarney. Operação Lunus( Roseana, Murad, etc….) Operação Boi Barrica( Fernado Sarney, Mulher e Filhos) Operação Apartamento em São Paulo ( Zequinha e Filhos). Como se vê até a terceira geração do Homi tá enrolada . A turma do Sarney tem dado muito trabalho pra PF.
    Muleke, que dorme tranquuuuuuuuuuuuuuuuilo….

  • Parabéns Alcinéia! A matéria ficou muito legal. É bom sentir que temos rotas de fuga, quando tudo parece caminhar na mesma direção. Muita saúde pra você seguir firme no seu trabalho. Um abraço!!!!

  • Olá, Alcinea. Moro no interior do Pará, em uma pacata cidadezinha [Santa Luzia do Pará] de 20 mil habitantes e sou blogueiro a 2 anos. Quando resolvi encarar esse desafio busquei algumas referências para ter base na hora de escrever, pois não entendia quase nada de blogs. E nessa busca encontrei duas pessoas que me inspiraram muito: você e o saudoso Juvêncio de arruda. Tando que seu blog e o do Juvencio estão lincados no meu humilde blog desde o inicío. Diariamente quando ligo o PC dou uma passagem em todos os blogs que são lincados no meu, e o seu é claro é uma das minhas leituras diárias, desde a época das perseguições do Sarney. Sinceramente, entre você e o Juvêncio, existe um paralelo em quase tudo, principalmente na sutileza de escrever, no trato às coisas imples e às sérias também sem carregar o ambiente. Sou muito de ler, e pouco de comentar, mas desde que li essa postagem e recebi minha revista Época ontem com a reportagem não poderia me omitir em uma oportunidade tão especial como esta, principalmente para nós blogueiros, que somos poucos reconhecidos. Portanto estou aqui lhe parabenizando pela matéria que nada mais é que o reconhecimento pelo seu trabalho. Parabéns e saiba que vc é uma das minhas mestras que mesmo sem nos conhcermos pessoalmente, vc é uma amiga de longa data que convivemos diariamente. Em breve vou incluir Macapá no meu roteiro de férias e qum sabe não nos conheceremos para bater um papo? Tenho vontade de conhecer o seu famoso quintal e sua famosa mangueira.

    Parabéns e abraços de um amigo.

    Reinaldo.

  • Cara Alcinéa Cavalcante,

    fico feliz em saber que ainda ha pessoas como voce, corajosas e dignas, capazes de trazer dor de cabeça a um crápula mafioso centenário como o José Sarney.

    Este ser não é digno de ser considerado ser humano. Ele é um rato safado sem princípios algum. Um verdadeiro coronel em pleno século XXI. Uma vergonha ao país.

    Infelizmente quando morrer ainda deixará uma cria parasita, que continuará sugando e aterrorizando o país.

    Felizmente pessoas como voce, raras mas valiozissimas, ainda conseguem um jeito de se opor e lutar contra uma aberração deste tipo.

    Quando o Sarney morrer o país dará um passo pequeno, mas ainda significativo à democracia. Palavra esta que juntamente com outras do tipo justiça e dignidade, que o senador José Sarney jamais soube que existia.

    Sarney, voce me da asco, nojo e ansia de vômito. A unica coisa boa que espero de voce é que quando morrer vai servir de adubo orgânico como todo mundo, incluindo as milhares de pessoas do Norte que voce tanto explorou e condenou a uma pobreza digna de países africanos com guerras etnicas.

    Por fim, o Sarney me levou a sentir vergonha de ser brasileiro. Não consigo mais sentir prazer em assitir um jogo e pensar no Brasil. Sei que o Sarney não é o unico safado vivo, mas é um dos principais. Talvez um dos maiores mafiosos do mundo, em poder, influência e riquezas…

    Brasil, um país de muitos para poucos!

    • Só a conheço do blog,mas admiro-a p/sua biografia recheada de tudo de bom.Vc é bem maior (sabedoria e grandeza de espírito),que a mangueira do seu quintal e tal qual esta, abriga todos que a admiram no sombrear e brilho de seus olhos.Parabéns p/guerreira que vc é.Felicidades p/vc e sua familia,fica c/Deus e bjs no coração.

      • OPS! a postagem anterior é p/vc ALCINÉA e não resposta ao Pedro,é que me equivoquei ao postar logo em seguida.Bjs linda.

  • Meus sinceros parabéns Alcinéa pelo reconhecimento. Sua atuação é merecedora de destaque mesmo!

  • Querida, eu não sou amapaense (sou acreana), mas senti um orgulho de você como se fosse uma tucuju! Parabéns, parabéns, parabéns! És um referencial de mulher e profissional. Uma pena que a Época so descobriu tua história agora, mas mesmo assim tá valendo!

    Beijos
    Que Deus te abençoe 🙂

  • Parabéns, querida!!! Não se deixe intimidar!! O maior problema de algumas pessoas é justamente se acomodar e se acovardar diante das situações… Sabe qual a primeira coisa que faço quando chego ao trabalho? Ligo minha net e acesso logo o seu blog!!! Que nosso Pai Amado continue transbordando a sua vida de bênçãos!!! Sucesso!!! Ah, e não se preocupe com as dívidas… Quem é que não tem algum débito por aí??? Rsrsrs… Um lindo dia pra vc!!! Abçs.

  • Como é bom saber que há quem lute contra a escória política e a cumplicidade da imprensa! Saúde e firmeza! Bjs!

  • Parabéns e força em sua luta contra esse “donatário”, para esses senhores o país continua dividido em
    capitanias e eles se julgam no direito de fazer o que bem entender. Concordo que no Senado nem 1% tem
    carater, são todos comparsas, buscando meios de locupletarem-se e manterem o povo desinformado pois,é
    contando com a desinformação que eles continuam no “puder”.
    Tomei conhecimento do seu blog, pelo “Dois em cena” blog de São Paulo onde moro, mas já adicionei o seu
    aos meus favoritos. Parabéns pelo prêmio da França, meu segundo país, tenho a certeza que foi mais do que
    merecido.
    Abraços

    • Um dia eles aprendem que esse país não é mais dividido em capitanias, pois como diz a canção de Nilson Chaves e Celso Viáfora “os velhos de Brasília não podem ser eternos”

  • O dia amanhece,
    meus dedos buscam o teclado,
    o teu nome ponto com,
    e te encontro em palavras.
    Leio a tua mensagem
    certeira e destemida,
    não vejo ódio ou indignação,
    vejo o sonho,
    na foto de uma flor,
    eternizando um carinho,
    reservado aos que te lêem,
    aos que espreitam a tua coragem.

  • boa noite…..como amazônida que sou muito enche-me de orgulho a repostagem sobre vc….residindo aqui, vi muitas coisas erradas.mas também conheci através deste blog qeu acesso há tempos a sua luta contra este ” senhor dos anéis”……..parabéns que sua luta não seja em vão.

  • Acabei de ler tua matéria na revista…
    O Marcelo tas enviou pelo twitter o link e axei interessante e vale espalhar 🙂
    se tiver twitter add lá? :*
    TadeuJnr

  • Só posso te dar os parabéns!!! Acabei de receber a revista e vou repassar certamente.
    A verdade é que tu só tem essa dívida com o Sarney por que o povo é omisso e não demonstra a sua indignação. Se o povo fosse mobilizado ele não teria como processar todo mundo…
    Mas saiba que tem mais pessoas lutando por um país melhor!
    Abraços,

  • Que bom saber que seu blog, enfim, ganhou o merecido destaque na mídia, graças à excelente matéria da Eliana Brum com a consultoria do Fábio Malini. Parabéns, Alcinéa: você é um exemplo para todos os blogueiros deste país.

    • Querido Inagaki, seu apoio desde o primeiro momento há três anos tem sido muito importante para mim.
      Obrigada por tudo.

  • Não pague a dívida! Enrole, embrome, faça corpo mole, simule uma concordata! Esqueça o Sarney! Só ficaremos livres dele quando o mesmo “bater as botas”, “vestir o pijama de madeira” e ir para o inferno astral dele. A ciência ainda não descobriu nada para combater este tipo de sarna!!!!

  • Casos como esse deixa essa data(7 de setembro) sem sentido.No evento da independência e a cada eleição apenas trocamos de parasitas.Parabéns você é uma brasileira de verdade!!

  • Acabei de te conhecer por essa matéria e você ganhou mais um leitor. O pior é que o dinheiro que a carranca bigoduda gasta com advogados para te processar sai do bolso de pessoas como você. Êta, brasilzinho.

    • Pois é. Sai do nosso bolso, pois o advogado que ele usou para me processar é funcionário do Senado.
      Assim é fácil.
      Ah, gostei do Coleira, viu?

  • E está também no Twitter do Marcelo Tas …

    Parabéns pra vc… coragem e determinação pra enfrentar estes cangaceiros disfarçados. A sorte é que o tempo não perdoa ninguém.

  • Olá Alcinéa…

    Conheci o seu blog hoje, por meio do Marcelo Tas (CQC) via twitter.

    Estamos esperando você no twitter, para poder divulgar ainda mais o seu trabalho!!

    Abraço

    • Poeta, obrigada pela divulgação do endereço no Nassif. Obrigada também pelo seu carinho e amizade.

  • A cidade de Cruzeiro-SP está virando mais um tentáculo do SArney, visto que a prefeita é Ana Karin Quental, ex-mulher de Astrogildo Quental, da Eletrobrás, muito amigo da família Sarney.
    Ela fez campanha apoiada na figura do SArney.
    A imprensa local está comprada. Ela se elegeu com dinheiro de empreiteiras, arranjado pelo SArney e seus asseclas. Uma sujeira… Ainda fez aliança com o PT da cidade, que se vendeu.
    É desesperador.

    • Não deixem que aconteça por aí o que acontece aqui e no Maranhão.
      Lutem pra barrar isso enquanto é tempo.

  • Isso ai Alcinea!!!!!
    To contigo…….
    Xo Sarney!!!!!
    Esse Sarney eh ridiculo!!!!
    alias quem nao eh naquele senado e naquele conselho de etica!!

    Fala Serio!!!

    ABAIXO SARNEY!!!!!

    Parabens pela sua força de vontade …..

  • Parabéns pela garra, mulher. Todos neste país deveriam ter a mesma coragem que você tem, principalmente aquela meteda frouxa do congresso.

    Um forte abraço aqui do Rio Grande do Sul, tchê!

  • Alcineia,

    Mulher, que força é essa? Que coisa rica é você! Nossa, fiquei encantado por sua história de luta contra aquele velho insuportável. Parabéns e felicidade!

  • Alcinéa, teu reconhecimento já veio bem antes quando lutaste (e luta) contra os coronéis insanos da política podre tupiniquim. A reportagem de Época vem sacramentar tua história neste rincão tucuju o qual permanece forte porque tem personalidades como tu. A metade frouxa e a patife do Senado, as ameaças, a censura, entre outros absurdos, não calarão teu desejo em ser jornalista e blogueira de verdade, ao contrário de muitos no Amapá. Estou contente e chego a me emocionar em ver uma amapaense legítima representar uma ótima imagem lá fora, pois na maioria das vezes esta imagem quem leva são os políticos, mas de forma extremamente negativa e vergonhosa. Parabéns, e qualquer dia apareço aí p/ gente tomar um café e fumar um cigarro, e de preferência p/ tirar uma foto contigo embaixo da mangueira, pois já faz sucesso.

    Felicidades,

    Raul Mareco

  • Néa,
    Parabens pelo reconhecimento. Me remete a uma frase do Alcy pra mim, ainda universitário: ” O importante é poder olhar pra trás. Sem medo e sem vergonha”.Estamos todos orgulhosos.
    Bjs do Mano
    One

    • Mano, nossos pais nos ensinaram e nós aprendemos. Lá pertinho de Deus sei que eles se orgulham de todos nós.

  • Alcinéa, desde que li seu Blog pela primeira vez amei, melhor adorei e nunca mais parei de ler, que vc seja sempre assim Guerreira, te admiro muito, por sua coragem e trabalho.

  • Prezada Alcinea, lí na sua sinopse que nascemos no mesmo ano. Mais um pouco estaremos sob as benesses (?) do estatuto do idoso kkkkkkkkkkkk
    Meus parabéns pela sua defesa nos interesses da comunidade. Não é fácil, eu sei. Continue assim.
    Tomei a liberdade de colocar o seu endereço no meu modesto blog.

    No sul do País conte com um amigo.
    Abçs

    • Mesmo idosos não desistiremos jamais de lutar contra os idosos corruptos. Né não?
      Obrigada pelo link.

  • Olha só! Alcinéia, não precisava tirar a matéria (e foto) do site da revista Época para colocá-la aqui. Já procurei a matéria no site e só encontrei um “buraco” onde tinha matéria sobre internet na região Norte.

  • Um dia da caça outro do caçador! Agora a raposa tá no Congresso, refugiada sob o olhar Dircernente que no momento comanda e controla a velha caça, fustigada, pegando fôlego para tentar mais uma estripulia ao erário, acreditando nas novas antigas alianças e um revirar do jogo. Um rato que não sente o tempo rugir é pego rugindo no tempo da sua existência. Apenas um rato!

  • Parabéns pela matéria.
    Nós aqui do Amapá temos que ser reconhecidos por pessoas assim como você, de luta, guerreira e que deseja algo de bom para o nosso querido estado e não por politicos que só envergonham as pessoas de bem que aqui moram.
    Mais uma vez parabéns, sabe que tô do seu lado.
    Abraços..

  • Vc eh meu idolo de longa data. A muito acompanho seu trabalho.
    Dom Quixote – Miguel de Cervantes

    Sonhar o sonho impossível,
    Sofrer a angústia implacável,
    Pisar onde os bravos não ousam,
    Reparar o mal irreparável,
    Amar um amor casto à distância,
    Enfrentar o inimigo invencível,
    Tentar quando as forças se esvaem,
    Alcançar a estrela inatingível:
    Essa é a minha busca.

    Na semana da Patria minha homenagem a todos os Blogueiros que lutam contra a corrupção neste país
    Lord – caranovanocongresso.blogspot.com

  • Alcineia, a repórter d Época conseguiu expressar fielmente o teu papel na resistência aos constantes abusos de Sarney contra os que ousam (poucos, na verdade) fazer jornalismo como tem de ser feito. Se ele rebatesse, tudo bem, mas não, ele prefere sufocar, censurar e matar (financeiramente) quem discute e questiona seus métodos de ganhar votos e de fechar alianças políticas.
    Parabénsn à repórter pelo otimo texto e abordagem interessante..e claro, a voce que aparece bem na foto, literalmente..eheeheheeh

    • É, minha querida, quem não tem como desmentir tenta sufocar.
      Tô te esperando para um café cremoso gelado pra gente ver aquelas fotos.
      Beijos

  • Olá querida , eu tava lendo o G1 e achei a reportagem da época sobre voce. é difícil a sua situação mas acredito que ele não vai conseguir derrubar voce pois pelo que entendi seu estado está te dando o maior apoio e agora com isso no G1 pode esperar que o país tambem vai entrar nessa causa quando a noticia se espalhar. Voceis do Macapá sabem o que nos Maranhenses sentimos. A repulsa por esta familia que apodreceu nosso estado por tanto anos. A briga aqui esta contra filha dele que entrou no poder sem ser eleita do povo. Vamos ver o que 2010 nos reserva.
    Um abraço ! 🙂

    • Como diz a canção “os velhos de Brasília não podem ser eternos”, portanto, um dia as coisas mudam.
      (PS. Não consigo comentar no teu blog, a caixinha de comentários não abre.)

  • Parabéns, Alcinéa. Sou assinante da Época e já li a matéria. Acho muito importante que essa luta não passe em branco, até para mostrar ao “ínclito” senador que ele, realmente, não está com nada!
    Um beijão e ótimo feriado.

  • Não poderia deixar de dar meu singelo apoio. Sempre respeitei seu blog e sua postura. Tenho algumas semelhanças com você: a primeira é a tentativa de analizar a política sem emoção, mas com razão. Reconhecer o que é certo independente da bandeira partidária. Sou Maracatu da Favela, desde que nasci. Infelizmente, só pude sair um vez na avenida junto com o meu Tio Raizé…momento inesquecível.

    Sou amigo do seu filho Márcio, um “muleque” muito gente boa e uma das pessoas mais fáceis de se ganhar a amizade.

    Sobre o processo, aguente firme, pois penso que logo cairá…Mesmo porque o que não mata,fortalece! Espero um dia poder lhe conhecer pessoalmente. Continue firme.

    Cordialmente,

    Carlos Costa
    Maracatu e 14 como você 🙂

    • Saudações verde-e-rosa, Carlos.
      Também quero te conhecer pessoalmente. Estás convidado a tomar um suco de maracujá geladinho à sombra da minha mangueira.
      Márcio me falou muito bem de você.

  • Morei por décadas em Belem, estou de volta a Goiás , mas me sinto eternamente ligada a região amazonica. Vc é uma mulher de coragem, continue, post sempre. è bom que os brasileiros de todas as regiões conhecem os desmandos desse xarney. Passarei sempre pra visitar. Que Deus te ilumine e proteja

  • e os outros jornalistas?vendidos,vendidos e vendiso. Mentira? Escute um programa de rádio aqui do Amapá e veja, só abrobrinha. Defendendo governo. Ainda temos um MPE inerte, que mais parece aliado do governo, as vezes se esquecendo da independencia funcional que tem. O que salva: a independencia da PF e MPF.

  • Como o Sarney e seus seguidores conseguem votos? COnsciência política. Aliás, falta dela. A pequena parcela da população do Amapá é que tem acesso à informação dos blogs. Grande parte é como o interior do Maranhão: a pobreza e a miséria grassam sem piedade. E os políticos do Amapá alardeam quando conseguem alum dinheiro pra cá, como se fosse um presente deles, e não mera destinação legal.

    • É a falta de informação. Sem informação não há consciência crítica. E isso é sopinha no mel para os políticos patifes.

  • Mana. Sinto muito orgulho de vc. O seu blog CAUSA.. E muita vergonha desse coroné representar nosso querido Amapá, onde nascemos, crescemos e contribuímos com o que sabemos, com integridade, como fizeram nossos pais. E isso vale a pena.

    • Mana, eu tenho o maior orgulho de você. Obrigada pelo teu amor, carinho e pela força que sempre me dás.
      E continuemos na luta. Um dia conseguiremos deletar desta terra em que nascemos e crescemos os políticos que só servem para envergonhar e enxovalhar a nossa terra.

  • boa tarde, venho através desse blog que conheci através da revista época, a matéria foi bem direcionada, fiquei espantado como existe uma repulsa no Macapá em nos outros estados do brasil(b minusculo mesmo), contra esse xarney, como ele consegue votos? Mas oque importa é a admiração que passo a ter a partir de hoje por sua pessoa, sou de guarulhos-sp,como fazer com o pouco, pouco que digo em questões gerais, vc é uma Brasileira que devemos ter um orgulho do mais alto possivel, segunda feira para mim seria mais um feriado, mas agora por sua culpa(rsrsrsrs)vai ser um dia civico, vc tem um talento de não se calar, e não deve,parabéns Alcinéa Cavalcante, o país deve a pessoas como vc e não o contrario,se me desculpa a expressão vc é soda,.Não deixe pessoas como xarney e outros calar a voz e eles sabem que é a voz da razão… sem delongas, vc é uma mãezona dos caras que lutam como vc abraços…

    • Que bom receber teu comentário com palavras carinhosas e que me dão força.
      Obrigada por entrar na luta.
      Obrigada pelo apoio.
      Beijos

  • Sou blogueiro há menos de 1 anos e esse Universo me fascina cada vez mais pela diversidade. Aprendi muito em seu blog e já coloquei nos favoritos. Fiz uma postagem a respeito no meu. Um abraço!

  • Alcinéa, querida: também gostei, claro, da reportagem da Eliane Brum. Ela me levou ao seu quintal. Espero um dia reviver a memória de nossas lutas sob a sombra e sobre as folhas de sua mangueira. “Quando eu piso em folhas secas/ caídas de uma mangueira…” Que Deus a mantenha como farol do Amapé e que a sua dedicação continue sendo exemplo para todos nós. Um abraço afetuoso.

    • Sob a mangueira mas sem aquela cobra, por favor hehehe
      Deixei um comentário no teu blog. Como sabes teu blog é uma das minhas leituras diárias.
      Beijos, companheiro de tantas lutas.

  • Simplesmente parabens
    O sarnento vai ganhar mais uma legião de inimigos a partir desta publicação, e você uma legião de fãs a mais
    sua voz nunca será calada.
    Beijo

  • Não poderia deixar de parabenizá-la, até porque sou seu fã.

    Amiga Alcinéa! A verdade dói, isso é fato. Justamente por causa disso muitos não tem a coragem de dizê-la espontanemente. Todos temem claramente as consequencias que ela pode trazer.

    Porém ainda existem pessoas que dizem a verdade custe a quem custar. Sem medo, sem medir palavras, sem esforços, sem dó…

    Obviamente que pessoas como você são poucas, e as que existem perdem seus empregos ou são processadas e, lamentavelmente, a grande maioria ainda são condenadas e obrigadas a pagarem o pouco que tem, por expressarem suas opiniões livremente, num País “Democrático e de Direito”. Absurdo!!!!!

    Na verdade os blogs incomodam e tem credibilidade maior do que muitos jornais e rádios, que quase sempre contam as notícias pela metade e ainda defendem quem não tem argumentos para de defender.

    Enquando isso, os pobres DOENTES desse Estado morrem por falta de remédios e de leitos em hospitais, enquando que os responsáveis pelos desvios do dinheiro público, principalmente, quando lembramos a construção do Hospital do Cançer de Macapá, continuam impunes.

    Sou paciente de cançer e sei o quando sofrem os pobres doentes do nosso querido Estado. Ainda ontem, lamentavelmente, fui ao velório de minha amiga ANA (vítima de cançer do colo do útero, como tantas outras “ANAS”), uma pessoas humilde, quirombola, pobre, mas acima de tudo, mãe de seis filhos, honesta e muito querida por sua família e amigos.

    • Dr. Marconi, seu comentário me envaidece e me orgulha muito.
      Sou sua fã. Testemunha de sua luta, na Justiça Eleitoral, em defesa de eleições limpas que acredito que um dia chegaremos lá.
      Sou testemunha também de seu trabalho incansável pela justiça social, pela paz, pela sua luta contra a corrupção, os desmandos.
      É por causa de pessoas como você que a gente não perde a esperança.

  • Alcinéa, adorei a a visibilidade que deram ao seu blog. Você merece. Um dias os coronéis perdem uma, temos que crer nisso.
    Abraços,

    • Diego, como diz a canção do Nilson Chaves e Celso Viáfora “os velhos de Brasília não podem ser eternos”…

  • Tia, fico muito feliz em saber que o brasil inteiro vai conhecer essa história, já que o homem costuma divulgar que “nunca processou jornalista”. Parabéns à você por sua coragem, à revista pela brilhante iniciativa e à todos os que fazem a blogsfera ser livre.
    A blogsfera vai

    • Neca querida,
      obrigada pelas lindas flores e pelo teu carinho.
      Tenho acompanhado tuas merecidas e maravilhosas férias pelo blog “Olhar Urbano”.
      Beijos pra você e pro maridão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *