Tá no Estadão

Mães que perderam bebês no AP podem ser indenizadas

ALCINÉA CAVALCANTE – Agência Estado

Os Ministérios Públicos Federal e Estadual do Amapá e a Ordem dos Advogados do Brasil no Estado (OAB-AP) devem ingressar juntos, até sexta-feira, com uma ação para indenizar as mães que perderam seus bebês na única maternidade pública do Amapá. Do ano passado até agora, cerca de 250 recém-nascidos morreram ali, segundo Marcelo Moreira, promotor da Cidadania do Ministério Público Estadual (MPE).

Desde o segundo semestre do ano passado, o MPE vem instaurando procedimentos para descobrir a causa dos óbitos e os responsáveis. Para isso, várias diligências estão em andamento. O MPE acionou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para investigar as condições da maternidade, acionou o Sistema Único de Saúde (SUS) para medir a disparidade entre o sistema da maternidade e o da rede pública, e também o Conselho Regional de Medicina para averiguar os aspectos éticos.

As diligências ainda não foram concluídas, mas o Ministério Público já identificou 35 irregularidades, entre elas a falta de leitos, equipamentos e profissionais e a péssima qualidade da assistência prestada na sala de parto e no pós-parto. “É indigno. Em depoimento, uma mulher disse que foi tratada de forma humilhante e como um animal”, disse o promotor.

Na Maternidade Mãe Luzia, a cada dois dias um bebê morre. Ano passado foram 202 mortes. Este ano, apenas em um final de semana entre 5 e 8 de fevereiro, nove bebês morreram. Nos primeiros 45 dias do ano, foram 26 óbitos. (Leia mais)

E leia também

Na Veja – aqui
no G1 – aqui
No UOL – aqui
Na Abril – aqui
Gazeta do Povo – aqui
Rede TV – aqui
A Tarde – aqui
Diário do Grande ABC – aqui
Folha de Vitória – aqui
Jornal Alô Brasília – aqui
Eldorado – aqui

E mais aqui, aqui, aqui, aqui, aqui

A matéria está em 316 sítios e blogs.

  • Mães q perderam os bêbês por negligência do estado ,não podem ser indenizadas mas devem ser indenizadas se ainda houver o mínimo de justiça pela lei dos homens, pois o descaso com a vida de pessoas q são tratadas de forma desumana pelo fato de serem pbres chega a ser cruel.Acredito q os gestores q poderiam ter evitado ,ou tentado evitar o q ocorreu não conseguem dormir direito.

  • Agora sim a população vai conhecer a verdadeira realidade do nosso estado isso tem que ser mostrado mesmo para que a população enchergue a realidade que os que estão no poder tentam esconder.
    E para que aqueles cidadãos que ainda não aprenderam a importância do VOTO CONSCIENTE não vendam mais seu voto. Me impressiona mais ainda é de saber que os responsáveis por todo este descaso ainda querem continuar esta sujeirada toda, tiveram 8 anos para agir de forma imparcial em todos os setores prioritários para o desenvolvimento do estado e nada fizeram.
    Que isto sirva de lição para nós e para aqueles que ainda não aprenderem a votar consciente, a votar por saber quem é o melhor candidato, porque conhece sua trajetória, E LEMBRE-SE QUEM ESTAVA durante esta GESTÃO em que ocorrerão toda essa sujeirada WALDEZ COM SEU VICE PEDRO PAULO.
    ENTÃO PENSEM antes de votar e lembrem-se disso para que não continuem no mesmo erro POIS QUEM ESQUECE O PASSADO ESTÁ FADADO A REPETI-LO.

  • MUITAS MÃES NÃO PERDERAM SÓ SEUS FILHOS, ESTÃO TAMBÉM MUTILADAS POR INFECÇÃO HOSPITALAR EM CESÁRIANAS E ENCONTRAM-SE COM DEPRESSÃO E MUITAS SEM CONDIÇÕES DE VIVER UMA VIDA TRANQUILA.

  • SINCERAMNETE??????
    ENVERGONHADA!!!!!!!!! PQ ESTÁ TUDO SE ACABANDO NO NOSSO ESTADO? PRECISAMOS ELEGER PESSOAS COMPROMISSADAS!.

  • Realmente vergonhoso, pior ainda, o trauma e a tristeza presentes na vida dessas mães e familiares.
    Para voce, um Excelente dia das Mães.
    Bjs no coração

  • Pingback: Notícias Daqui | A Hora da Verdade por Walter Junior

  • Pronto,nunca mais o moço lá de Góias vai ousar dizer que o Amapá não existe.Infelismente a prova desta existência(para ele), veio através de uma noticia nefasta.PARABÉNS Alcinéa pela brilhante contribuição prestada ao povo amapaense e pq não dizer ao povo brasileiro,afinal de contas essas mazelas acontecem Brasil à fora.

  • QUE BOM!!!

    É interessante ler nas mídias sociais esse tipo de trabalho. Uma verdadeira assessoria de imprensa em favor de um jornalismo que procura bem informar a população. Foi o que sentir diante da revoada (twittada).

    Quero dizer que esse posicionamento profissional tem de ser mantido indepenentemente de cor, baneira, preferência partidária, amizades íntimas (cada um responde pelos erros que comete)… Isto demonstra que, vedadeiramente, temos esperança de confiar em jornalistas sérios.

    E olha que não sou de ficar puxando saco de ninguem, não rasgo seda (principalmente na área da COMUNICAÇÃO, sem comentários), etc. Esse tipo de coisa (elogios exagerads) não faz parte da minha personalidade.

    Reconheço, sim, competências, seriedade e bom caráter, desde que não me decepcione.

    Portanto, titular do blog, a sociedade amapaense agradece a divulgação a respito dessa tragédia de infanticídio no Estado do Amapá que, agora, o mundo toma mais conhecimento através do seu trabalho.

    Boa sorte e fique firme!!!

    (Tico Bauhaus).

  • Parabéns Alcinéa! O que mais indigna a gente é saber que os maiores responsaveis ainda jogam a culpa nas mães! Ao menos afastaram esse pessoal da administração?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *