Troca-troca

Governador Pedro Paulo (PP), candidato a reeleição faz uma pequena mexida hoje no Governo.
Jornalista Paulo Silva deixa a gerência da Rádio Difusora de Macapá e assume a Secretaria da Comunicação (Secom). Cléia Lima sai da Secom e assume a gerência da Difusora.

  • Espero que essa nova secretaria da RDM, venha sondar conosco, e nao tornar a radio num inferninho que nem fez na comunicação, ja que nao tem boas referencias.. nao esqueça que o mundo da muitas voltas, esse cargo nao é pra sempre querida, seja menos arrogante, e deixe de humilhar as pessoas, um dia vc pode precisar de um desses que vc destratou.

  • Amigo Paulo Silva, espero que vc cuide bem da secom, pois esta entregue as baratas, ta uma imundice, nao tem material de limpeza, nao tem agua mineral, ( sim torneiral), nao tem copos descartaveis, nao tem café, os banheiros estao que nem banheiros de praça publica, podres, nao tem papel higienico, ate jornais ja encontrei por la.. isso é um absurdo.. pois nao tem material pra nada.. nunca imaginei que depois que mudasse de chefia a comunicação fosse virar um inferno em todos os sentidos..

  • Espero que na Difusora a Cleia tenha um pouco mais de humildade, que trate melhor seus subordinador. E que aprenda que cargos são passageiros, e justamente por isso não se pode pisar em ninguém. A final o mundo da volta.

  • Ei alcinea so uma ideia coloca esse topico do troca troca como primeiro do blog, ele vai dar o que falar muita gente ainda n tomou conhecimento.

  • Bem, em termos de amizade ou relacionamento profissional eu e o Paulo Silva nunca fomos muito chegados. Ele lá e eu cá. Na verdade, a minha estréia no Amapá começou com uma equivocada “trombada com o Paulo Silva”. Eu sozinho cobrindo o Carnaval pelo Jornal do Dia e, no dia seguinte, inserida na matéria de duas páginas sobre o evento, matéria citando o Paulo Silva trabalhando bêbado. Paulo Silva, um negão de 1,9069 de altura mais ou menos, na salinha do editor-chefe na época, Marcelo Roza, pedindo a minha explicação. Eu negava e o negão me olhava (eu com 1,69 de altura) com cara de quem nã acreditava em nada do eu falava. Tinha sido o sub-editor (Marcelo já havia me alertado sobre ele) Thãngara(?)que estava lá para se divertir e, sem avisar a ninguém, escreveu o texto dentro da minha matéria (assinada).
    Mas, gostaria que o Paulo Silva atende-se a minha reclamação quanto o projeto que o governo do Amapá – secretaria de comunicação – afirma ser dele: “Aqui é o meu lugar” e que eu digo ser meu! Basta o Paulo, de acordo com a Lei do Direito Autoral, indicar um juiz arbitral (comissão) para efetuar esse julgamento. Estou encaminhando a ele esse meu pedido.

  • Tem gente que tá assumindo cargo na Difusora que o nome tá naquela famosa lista da PF…. ai ai ai… dá muita raiva disso…mas uma coisa é certa, o puxa-saco não morre, ele EXPLODE!!!!

Deixe uma resposta para Gabrielle Fono Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *