uhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

E todo mundo que estava no Rock in Rio vaiou Sarney

Tá no Estadão:
“Essa é pra você, José Sarney”

Pedro Antunes , Felipe Branco Cruz , Enviados Especiais / Rio

Os veteranos do Capital Inicial pareciam crianças no Palco Mundo do Rock in Rio, na apresentação da noite de ontem. Empolgado, o vocalista Dinho Ouro Preto parecia não acreditar na multidão que pulava à sua frente: “Quanta gente! Não dá pra se acostumar com isso, cara”, gritou ele ao microfone. Seu protesto maior, no entanto, veio antes da música de Renato Russo, Que País É Esse?, quando citou a censura ao jornal O Estado de S.Paulo que, há mais de dois anos, está proibido de publicar uma reportagem sobre a família Sarney. “Essa aqui é para as grandes oligarquias, que conseguem manter os jornais censurados, como o Estadão. Essa aqui é para o José Sarney”, disse ele. (Leia mais)

  • Essa merecida vaia eu ofereço também as oligarquias daqui, onde umas se vão e outras vem e a população continua sofrendo…

  • Atitudes como a de Dinho Ouro Preto no Rock in Rio me faz perceber que nem tudo está perdido, apesar das oligarquias e dos senhores de bigode que comandam este País ainda podemos contar com brasileiros e brasileiras com ética e independencia moral, profissional e com carater acima de qualquer suspeita …A banda Capital Inicial é uma delas. Parabéns!!!!!!!!!

  • Vale lembrar que esta música não vale só para o Sarney, aqui tem muitos outros plícos que se indentificam perfeitamente a ela, só na assembléia legislativa tem 24 ( R$ 100.000,00) é fazer o povo de palhaço, cabe aí no mínimo crime de responsabilidade ao Sr. Presidente. Com a palavra o fiscal da Lei, ministério Público.

  • Quero ver se os jornais que defendem esse senhor irão divulgar o que foi noticia nacional e internacional. Aposto que não, pois só sabem bajular o “senador” do Amapá. Não se surpreendam se algum político ainda sair em defesa desse oligarca maranhense.

  • A vaia foi pouca. Nemhum jornaléco, rádio, TV do Amapá fez comentário a respeito da vaia que JOSÉ SARNEY levou no ROCK IN RIO, na noite do último sábado, 24. É muita falta de personalidade de pessoas que fazem jornalismo no Amapá. Penso que o Amapá só respirará liberdade de expressão quando esse homem que presta desserviço ao Amapá morrer. Penso ser esta a única saída para os brasileiros e brasileiras.

  • Algum jornal escrito daqui de nossas bandas escreveu alguma linha sobre o episódio?
    Bando de lambe botas frouxos e puxa-sacos!

  • “Quantas crianças Deus matou” no Maranhão, parafraseando trecho da música “O Reagae” do Legião Urbana. Como é difícil sair do século XIX no nosso país, como somos dependentes dessas oligarquias que fez da coisa pública suas fortalezas abastecidas de mercadorias para trocas e favores com aqueles de qualquer espécie, o que parecemos diante desse rolo compressor disposto a usar a potencia máxima do seu motor diante de qualquer tentativa de obstruí-lo?, paramos tudo, reavaliemos nossa posição no mundo e veremos que falta muito ainda para uma democracia plena.

  • Vale lembrar também que ele disse ser contra todos os governos, de centro, de direita e de esquerda. “nunca confie num politico” palavras de Dinho Ouro Preto. Que tambem é contra todas as oligarquias, isso, é claro também inclui a atual oligarquia aqui no nosso estado, governador, senador e deputada federal. Fato esse, sempre combatido pelos personagens da nossa oligarquia! Como diz um velho ditado: “pimenta nos olhos do outro, é refresco”!

  • Se esse dinosenadossauro bigodudo duma figa consegue calar o jornal Estado de S. Paulo, imaginem o que ele consegue fazer com certos jornaisinhos do Amapá.Ainda bem que temos blogs como o seu Alcinéa por onde podemos ficar sabendo de coisas desse tipo.Duvido que algum jornal local tenha noticiado o fato,se vc ficou sabendo se algum fez ,diga qual foi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *