As fotos

Dona Josefina, 76 anos, saudável e cheia de disposição, adora conversar, pegar um ventinho na cadeira de balanço e diz que por ela nenhum filho, neto ou bisneto se mudaria para outra casa. Gosta de ter todo mundo por perto.

Professora Fausta, com um neto e um sobrinho-neto: “Aqui ninguém sofre de solidão”

A neta Nádia Saraiva, 33 anos, é casada há 18 anos e está grávida. Há dois anos resolveu mudar-se com o marido para outro bairro. Ainda não se acostumou na nova casa. Passa o dia inteiro na casa da vó, só vai para sua casa tarde da noite e muitas vezes nem vai.

  • Eeeeee saudade que bate no meu coração! Amo muito tudo isso! Ainda falta mais umas 30 pessoas na foto!

  • Ainda falta muita gente nesse salão. São pessoas verdadeiramente da melhor qualidade e todos meus amigos.

  • Primeiramente, parabéns Alcinéa pela matéria, e felicidades aos Saraiva. Conheço vários integrantes da família, e sei que realmente a casa é movimentada. Uma união extrema de convivência familiar. Ah! beijos pra kaiser e parabéns pelo sucesso na rádio.

  • Tá faltando na foto o Ravengar(Moises), o Boca-Rica (Edvaldo), o Magal (Wilsom)e o Magalzinho (Junior). De todos eles o Gean (Cachorrão)é o mais filhento.

  • ADOREI… Vc está de parabéns minha querida jornalista. Quando se tem amor em uma casa não quereos mais sair. Casei sim, mas quase todos os dias vou à casa ver minha mãe e minha avó, que me criou que é minha segunda mãe. Meus primos são como irmãos, temos muto amor uns pelos outros. Principalmente os filhos da minha Tia Hermínia, grande mulher que amo demais. Quero externar o amor que sinto por todos da minha família principalmente, minha Avó Josefina, Minha Mãe, Minhas tias Herminia, Tereza e Cilene, Irmãos Lígia e Jean, meus sobrinhos Caua e Luciano, meu tio querido Edvaldo, o Boca Rica, meus primos Luana, Maytê, Noyla, Jr, Naurem, Nubia, Tarcisio, Aline Simit, MArquinhos, Tarcio e a mais nova da família a Clara. Que moram na Almirante.

  • Que felicidade ver a família a querida “Tia Zefina”, ela que me viu moleque na Avenida Henrique Galúcio, onde ela morou durante algum tempo, ao lado da “tia Mundica” (que faleceu dias atrás), de quem é irmã. Foi lá que convivi com a Maria Herminia, Fausta, Manoel (nosso querido Pingo d’água), Darlene, Marivaldo e os filhos dela que vieram depois. Tia Zefina, que venham outros 70 e tantos anos. Fique com Deus.

  • como eu gostava da ksa dos meus parentres, especialmente meus avós…mas já é um tempo ido…quanta saudade…que solidão

  • Família é uma delícia, e solidão ninguém merece. O mundo tá ruim, que gostoso conviver com pessoas queridas ao nosso lado…Família é conforto, o lar é nosso refúgio. Um grande abraço para essa família, agora eu tava imaginando aqui o tamanho da panela de vocês, será que eles tem cozinha industrial…brincadeira, que Deus os abençoe grandemente.

  • Adoro isso! Diferentemente do costume americano (deixar os filhos voarem cedo), creio na saudável convivencia. Mantém a turma unida por muito tempo. Conheço a família, pois morei na Almirante Barroso, na mesma quadra e convivi com a Hermínia, Oscarito, Marivaldo, Fausta… Deus abençoe a todos!

  • Que bom ver a matriarca da familia dos meus amigos professores Moises,Marivaldo e Fausta,saudável. Que Deus ilumine a familia e que dona josefina continue firme e forte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *