Verba indenizatória – A versão da deputada Cristina Almeida

A deputada Cristina Almeida (PSB) disse agora há pouco ao blog que nunca recebeu R$ 100 mil de verba indenizatória da Assembléia Legislativa do Amapá e que não mentiu ao programa CQC.
“O programa me perguntou se eu recebia R$ 100 mil e eu respondi que não porque nunca recebi mesmo”.
O que não quer dizer que ela não tenha recebido nenhum tostão a título de ressarcimento de despesas. Ela confirmou que vem usando a verba indenizatória de acordo com as necessidades do seu mandato e que, de fevereiro a novembro, o maior valor que recebeu foi R$ 50 mil e o menor R$ 44 mil.
Cristina disse não saber informar se algum deputado, em algum mês, recebeu o valor máximo – que é de R$ 100 mil.

Ela afirma que  acusação de Rosely Matos (DEM) de que ela quebrou o decoro parlamentar mentindo em entrevista ao programa CQC não procede. “A pergunta que o repórter do CQC me fez foi bem clara e minha resposta também. Ele não perguntou quanto eu recebia de verba indenizatória. Ele perguntou se eu recebia cem mil e eu respondi que não recebia cem mil”.

A deputada do PSB diz que gostaria que todos os deputados informassem à sociedade claramente quanto recebem de verba de indenizatória. “Não tenho nenhum problema em informar que recebo de R$ 44 mil a R$ 50 mil e minha prestação de contas está à disposição da sociedade”, garante.

Na opinião de Cristina, a acusação de quebra de decoro parlamentar feita por Rosely Matos – e que tem o apoio de vários deputados – é em represália ao fato dela ter protocolado ontem um projeto de resolução reduzindo de R$ 100 mil para R$ 30 mil a verba indenizatória.

Candidata
Cristina Almeida pode ser a candidata do PSB a prefeitura de Macapá. “Coloquei meu nome à disposição do partido e venho conscientizando a militância de que meu nome é viável para disputar a prefeitura”, disse. Mas ressaltou que sua candidatura não é estilo prego batido ponta virada, pois até as convenções muitas conversas vão ocorrer com vários partidos.
Ela informou que é  certo  que o governo vai apoiar uma candidatura, do PSB ou não. Isso depende das conversações. Se ela for a candidata, ótimo. Se não for, vai trabalhar intensamente para eleger o candidato escolhido pelo governo. “Vou trabalhar como trabalharia se a candidata fosse eu”.

  • Tirem suas próprias conclusões,,,Quem esta trabalhando pelo povo esta errado receber 40 e o DEM que não faz nada pelo o povo recebe 100…valeu cris 30 esta de bom tamanho…..Caxias do Sul-RS

  • Não houve quebra de decoro nenhum
    É apenas a oposição DEM) querendo tira-la
    pois ela os incomoda pois
    faz um bom trabalho.
    Força Deputada o povo está com você

    Leiam “A Privataria Tucana”
    O livro do ano.

  • Gostaria que mesmo sendo dizendo mentirosamente que não recebe essa verba “imoral” outros deputados apoiassem verdadeiramente, pelo menos, a proposta de redução da Dep. Cristina Almeida.

  • Bom, não precisa ser nenhum expert em edição para perceber que a fala da deputada foi cortada bruscamente. Admiro a sua coragem em chamar para si a responsabilidade enquanto muitos só criticam e fazem vistas grossas. Ainda que muitos tem a atitude da deputada Cristina Almeida como oportunista, até agora, só ela teve coragem em abrir seus gastos e pedir para diminuir a verba indenizatória. Parece que ela está errada e os outros é que estão certos. Acorda Brasil!

    • ‎”No trecho da entrevista que foi ao ar, editado, a fala de Cristina é interrompida no momento em que ela afirma que não recebeu reembolsos. Procurada, a assessoria da Band disse não ter mais o material bruto da reportagem.”
      A BAND AJUDA MUITO TAMBÉM MANIPULANDO UM POUQUINHO…

  • Sou contra a deputada perder o mandado. Porém causa espanto e interrogação sua postura. Cristina afirma que gastou de 40 a 50 mil mil reais de verba indenizatória mensalmente. Ora isso é vergonhoso e beira a raia da desfaçatez. Quando o CQC nacional fez a reportagem é que a nobre parlamentar se manifestou. Até então comia e se esbaldava com o dinheirinho(?) público que escorrida dos cofres da Assembléia. E quanto o sr. Balieiro usou dessa vergonhosa verba? Notícias graves e que merecem ser apuradas pelos órgaõs de controle e de investigação indicam que o então jovem deputado estadual e hoje governador Camilo Capiberibe usou fartamente essa famigerada verba INVERGONHATÓRIA sequer fazendo algum pronunciamento ou denunciando seu caráter imoral e danoso ao erário do povo do Amapá.

    Todos recebiam, mas como a boquinha era boa e todos se lambuzavam no mesmo prato, o silêncio era a melhor arma para manter o povo e a opinião pública distante dos fatos. A máscara caiu e os ventos moralizantes e éticos dos amarelos, paladinos da decência e da moralidade com o dinheiro público FOI PRO RALO.

  • É fácil de descobrir pra onde está indo esse dinheiro. Com valores assim está ocorrendo uma verdadeira indústria de emissão de notas frias no Amapá, com empresas de fachada e com nomes de laranjas. Depois esses políticos se fazem de vítimas e de que estão sendo perseguidos… O povo vota e defende… Aí o CQC vem aqui e chama todo mundo de burro..

  • Que sofisma deputada Cristina Almeida. Não seria melhor a Sra. se desculpar ao povo amapaense? Do que inventar interpretações para sua declaração? Outra coisa, A Sra. foi muito oportunista enviando projeto QUE DIMINUI O VALOR DA VERBA INDENIZATÓRIA para Assemléia somente depois do CQC escandalizar o BrasiL, ou seja, por que isso não foi feito antes???? Apontar os erros dos outros é fácil, AGORA admitir os seus… SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO!!!!!!!!!!

  • O pessoal do Amapá e acomodado. Se fosse em outro estado a população saia a ruas e protestava. botava a boca no trombone!! Aqui não, tudo é aceitável. As pessoas aceitam com muita naturalidade, por isso esses parasitas se aproveitam, pq sabem que não dará em nada.
    ACORDA PESSOAL! TÁ NA HORA DE REAGIR?
    Ou querem continuar sendo chamados de BURROS e servindo de chacota em rede NACIONAL?

  • Tudo muito simples!
    Quem está de manhã cedo nas casas dos deputados? Quem quer semanalmente dinheiro para comprar gás, comida, material de construção?
    O povo se vende, o cara tem que pagar… se o cara não pagar, como vai se reeleger?
    É um ciclo iniciado há gerações.
    O Povo reclama, mas é ele que alimenta essa indústria.
    Antes que digam alguma coisa, isso é minha opinião racional, não sou filiado e nem tendencioso a algum partido. Está tudo muito errado. Para dar certo, tem que trocar todo mundo naquela casa e dar chance para quem tem trabalho comunitário. Creio que isso é utopia, pois o povo se vende fácil, a maior prova é tanto deputado fajuto, sem proposta e com compromisso apenas com seus negócios.
    Nem tentam moralizar as leis, por exemplo: Político em mandato não poderia ter outra atividade jornalística, fazendo autopromoção; Congelar o salário até ser compatível com a relação custo/benefício (algo distante de acontecer); diminuir o duodécimo da AL; não recener verba indenizatória, verba de gabinete, auxílio paletó, etc. Sou professor e não recebo nenhum auxílio desses, por que deputado tem que ter? Ah! Esqueci quye eles legislam em causa própria…
    enfim, é uma vergonha atrás da outra…

    • Parabéns Franco.

      Comentário franco e preciso.

      Infelizmente, entretanto, a extensão lógica do raciocínio nos leva a lamentar pelo fatal imobilismo no “pós-polêmica da hora”.

      • É nisso que os inescrupulosos se seguram, na memória curta e no desvio das atenções, afinal é tanta coisa de ruim que para se indignar com um , o povo tem que esquecer e outro, é muita coisa ruim pra um Estado só!

    • Pior é quando essa compra se institucionaliza, como é o caso da distribuição de cesta disso, cesta daquilo. Duvido que se eleja um candidato que corte essas cestas e apresente outra proposta social, no sentido de ensinar a pescar em vez de distribuir o peixe. Duvido…

  • QUANTA INFANTILIDADE SE PRENDER À EDIÇAO DO PROGRAMA. É SÓ PEDIR A GRAVAÇÃO TOTAL DA REPORTAGEM E MOSTRAR QUE A DEP. NAO FALOU INVERDADES. E ME DIZ UMA COISA: PORQUE O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NAO ADERE A TRANSPARENNCIA NA ALAP? O QUE ESCONDE. MANDADO DO POVO FAZ PRESTAÇÃO DE CONTA. E A DEP. CRISTINA VAI PROVAR O QUANTO USA DA VERBA IDENIZATORIA. E EU APOIO A ATITUDE DELA EM BAIXAR A VERBA IDENIZATORIA. ALEM DO MAIS, QUANDO SE DISCUTIU ESSE AUMENTO ABSURDO, FOI A DEP. CRISTINA QUE SE POSICIONOU CONTRA.
    AGORA SÓ UM AVISO: O CQC VAI VOLTAR AQUI…AGUARDEM.

    • Carlos,

      parabéns pela sua dedicação.

      De fato, o valor é absurdo. Só te lembro uma coisa. Pleitear redução sendo governo e tendo acesso ao Executivo é, digamos, um pouco menos difícil. Ou não?

      Fernando Bernardo

  • No IMAP funcionarios que viajaram a trabalho reclamam de diarias que levam meses para serem pagas, por outro lado um pequeno grupo de 09 agraciados somente em uma portaria a 254/2011 receberam 180 diarias, pagas em tempo record. E tem mais, eles….!

  • Não menos vergonhoso esse valor de R$ 44.000 a R$ 50.000. Vamos lembrar que a maior verba indenizatória do Brasil é da Paraíba com R$ 39.000 que já é um super absurdo. Como, meu Deus, uma pessoa gasta R$ 50.000 em gasolina, passagem aérea e gastos com escritório?
    Ainda tem mais, o que pouca gente sabe os deputados ganham ainda duas vezes ao ano o “auxílio paletó” e além do 13° salário ganham o 14°.
    Detalhe importante, enquanto um trabalhador trabalha 8 horas por dia esses deputados trabalham, olhe lá, quatro e não é em todos os dias da semana. Fora os super feriados emendados e ainda os dois meses de recesso.
    Resumindo: trabalham 10 meses e ganham por 14 meses.
    O Amapá está fadado a ser um lixo pra sempre. Hoje uma deputada jogou café quente na cara de um blogueiro que a criticou.
    Amapá = Lixo de lugar.

    • Tudo verdade,mas não esqueça que somos nós que os colocamos no poder e portanto lhes damos essas mordomias.Ficamos no blá blá blá da internet,de braços cruzados e não buscamos coibir esses absurdos através de protestos.A “coisa” nos revolta,mas não vamos às ruas p/fazer valer nosso voto com respeito e dignidade,assistimos inertes à essa farra com nosso dinheiro.Os caras-pintadas sumiram deste país.O Amapá virou estado há mais de 22 anos e regrediu 30.Não houve progresso no estado por conta dessa bandalha com o dinheiro público,que eles(politicos) entendem como privado.VERGONHA.

  • Ou então, a do Gonzaguinha:
    É
    Gonzaguinha

    É!
    A gente quer valer o nosso amor
    A gente quer valer nosso suor
    A gente quer valer o nosso humor
    A gente quer do bom e do melhor…

    A gente quer carinho e atenção
    A gente quer calor no coração
    A gente quer suar, mas de prazer
    A gente quer é ter muita saúde
    A gente quer viver a liberdade
    A gente quer viver felicidade…

    É!
    A gente não tem cara de panaca
    A gente não tem jeito de babaca
    A gente não está
    Com a bunda exposta na janela
    Prá passar a mão nela…

    É!
    A gente quer viver pleno direito
    A gente quer viver todo respeito
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação…

    É! É! É! É! É! É! É!…

    É!
    A gente quer valer o nosso amor
    A gente quer valer nosso suor
    A gente quer valer o nosso humor
    A gente quer do bom e do melhor…

    A gente quer carinho e atenção
    A gente quer calor no coração
    A gente quer suar, mas de prazer
    A gente quer é ter muita saúde
    A gente quer viver a liberdade
    A gente quer viver felicidade…

    É!
    A gente não tem cara de panaca
    A gente não tem jeito de babaca
    A gente não está
    Com a bunda exposta na janela
    Prá passar a mão nela…

    É!
    A gente quer viver pleno direito
    A gente quer viver todo respeito
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação
    A gente quer é ser um cidadão
    A gente quer viver uma nação…

  • Diante da polêmica, fui rever o tape do CQC. Mais uma vez fiquei indignado e me lembrei de músicas antigas que eu achava pessimistas para a época em que era eu adolescente. Veja uma do Ronnie Von:

    Minha Gente
    (Ronnie Von)

    Gente correndo na rua
    Atrás do dinheiro que não deu
    Gente com fita no dedo
    Querendo lembrar o que esqueceu
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus

    Gente pegando a enxada
    Ganhando dinheiro pro patrão
    Gente pagando promessa
    Seguindo fiel a procissão
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus

    Pra que tanta agonia
    Se já vem o dia de cantar
    Eu sei só de tristezas
    Não há mais beleza
    Mas hão de voltar
    Gente que fala de pranto
    E não gosta do canto pra cantar
    Gente que no desencanto
    Procura outro canto para rezar
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus

    Gente que tomba na rua
    Sem ter uma alguém pra dar a mão
    Gente que morre depressa
    Porque lhe parou o coração
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus

    Pra que tanta agonia
    Se já vem o dia de cantar
    Eu sei só de tristezas
    Não há mais beleza
    Mas hão de voltar
    Gente que sem esperanças
    Não vê a escada pra subir
    Gente que faz a mudança
    Porque é o jeito de fugir
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus
    Gente que perde os filhos seus
    E mesmo assim não perde a fé em Deus

  • Não sei porque o espanto, a revolta, todo mundo tá careca de saber que quando se chega na Assembléia as convicções políticas e partidarias vão pro espaço, pois sumcumbe ao dinheiro. Como esquecer da Rosely que tinha o Bordão Eleitoral “Na Assembléia a Gente Pega Eles”(Só se for o dinheiro) e agora vem a cristina com a maior cara de pau. Ou vocês estão esquecido que no início dessa legislatura havia dois grupos brigando pela Presidência e agora há uma unidade que faz farra com verba indenizatória, que serve apenas para engordar ainda mais os vencimentos dos deputados, ou vocês acham que esse dinheiro é usado para custear as despesas. É só a federal fazer investigação mais apurada que vai verificar que as notas fiscais usadas para justificar a gastança pode até ser quente, mas os serviços não são prestados. O Amapá é pobre e vai continuar pobre enquanto esses deputados medíocres permanecerem no poder e o que é mas triste é que eles vão continuar por muito tempo, pois são parasitas que se elegem graças a fome e ignorância de um povo que não tem perspectiva de melhora e é obrigado alienar seu voto.

    E muitos “tucujus” se sentiram ofendidos quando um jornalista goiano, repleto de razão, disse que o “Amapá era uma ficção”.

    • Verdade Jean,são tudo “comadres” pagando de “certinhos”.OH! povinho nojento,esses politicos.O Amapá não tinha jamais que ter passado p/estado,pois não tem condições de caminhar com as própias pernas enquanto houver concentração do dinheiro público, nas mãos desses fanfarões.Óleo de péroba é pouco p/passar a caras deles.

  • O CQC falou certo quando chamou nos todos do Amapá de burros. Quem manda elegermos esses deputados, o presidente então, só tinha aquela carinha de besta.

    • bocudius, o CQC não está certo de chamar o amapaense de burro,afinal São Paulo elegeu um palhaço “TIRIRICA” com a maior votação da história, e aí eles são o que?

      • Fãs de palhaço, porém até agora honesto! E nós, em maioria, além de votar em palhaços também votamos em acusados de crimes contra o patrimonio e da administração pública.

      • Se São Paulo fosse composta só de paulistanos, eu me calaria, mas quem elege palhaço não é o paulistano, e o povo emigrante, que, se duvidar, corresponde à maioria do eleitorado. O paulistano elege, sim, candidato como o Cacique Juruna, como voto de protesto. O nortista e o nordestino são burros e passivos “demaaaais, da conta”, como diz o mineiro. Basta conferir de onde vieram e vêm os últimos coroneis da política.

      • Será que a maioria dos eleitores de São Paulo é composta de paulistanos? Isso me parece mais fruto de eleitores imigrantes e
        descendentes que não são poucos naquela cidade. Não sei como qualificar os eleitores do norte e do nordeste: passivos,
        burros, conformados, apáticos. O certo é que essas regiões contribuem para a geração dos coroneis da política nacional.

    • ….AMIGO CONCORDO COM VOCÊ, A INDA VEM A DEP. ROSELI DIZENDO QUE ELES PRECISAM DE 100MIL PARA MANTER O GABINETE, NESSE PONTO CONCORDO MESMO E QUE SEJA DIMINUIDO DE 100 PARA 30 MIL SE ELES QUEREM DINHEIRO QUE VAO TRABALHAR…

  • Infelizmente os Depultados do amapá, sao todos farinha do mesmo saco, e mentira entre eles é igual jogar conversa fora numa tardinha na praça…Se realmente houvesse vergonha e dignidade neles, nao validariam essa verba que é uma vergonha…

  • Essa verba “idenizatória” é uma vergonha, enquanto a AIFA( antiga ADEPOL) recebe 6.000,00 para continuar funcionando formando mais de 300 educadores peninteciários e policiais de forma geral, os deputados ganham 300 vezes mais, há uma incoerência muito grande.Algo está errado!

  • Muitos aqui estão carecas de ver meus comentários pró PSB.Sabem que sou simpatizante do partido e tb trabalhei na campanha p/eleger Camilo,Janete,Capi e Cristina.Mas sabem tb que na hora de ser justa com meus comentários e atitudes,não livro a cara de ninguém.Neste momento não concordo com nada que Cristina vem dizendo à respeito da tal verba,pois creio que ela esta botando os pés pelas mãos e não consegue se justificar quanto aos gastos com a tal verba.Tá ficando feio p/a deputada e demais deputados que recebem esses valores e não encontram justificativas p/tal.Quanto à sua candidatura p/a PMM,creio que o PSB tem melhores opções dentro de seu quadro.Tenho admiração(já disse)e carinho pela deputada,mas não a vejo como melhor opção p/a PMM.

    • Eu acho que a hipocrisia é pior que a pilantragem assumida, que não é covarde, ao invés do primeiro comportamento.

      Notamos no olhar a empáfia e a prestensa superioridade moral dos que querem, apenas e tão somente porque querem, ter sobre os que não pregam a “cartilha de plantão”.

      Todos, no Amapá, sabemos quem são e o que fizeram em eleições passadas.

      Mas não aprendem, não resistem à tentação de querer parecer o que não são.

      Tá aí!

      Fernando Bernardo

  • Esses deputados principalmente o presidente da AL, que são responsáveis por essa vergonha nacional, que é essa verba de gabinete R$ 100.000,00 por mês deveriam tomar vergonha na cara e corrigir esse aasalto aos cofres públicos, viva o CQC que mostrou mais esse escândalo no Amapá!

  • A deputada quis mostrar em rede nacional que não recebia a verba indenizatória sim! no ato publico na orla ela falou “…que considera a verba indenizatória de 100 mil IMORAL”. Mas no entanto recebeu 44 mil de verba indenizatória, faça me o favor!!!!! Ela quis sim denegrir a imagens dos outros deputados sim. ela falou tb no ato publico da praça do coco “… nos últimos dias eles quiseram me colocar no mesmo saco que eles, mas fique tranquilo pq eu sou do PSB…” que deputada é essa que não respeita nem o próprio deputado do seu partido e seus aliados, na minha opinião denegriu a imagens de todos eles e inclusive a própria imagem dela. Isso é uma tremenda hipocrisia , receber e diz que não recebeu só pra se passar de santa pra ganhar eleição pra prefeitura. A deputada Roseli tá certíssima, é a imagem dela que estar em jogo! Isso é minha opinião.

    • Na verdade, minha opinião é que infelismente aquela ksa passou a desrespeitar o povo q os elegeu… A arrogancia de ter sido eleito pelo voto .. esta fazendo os parlamentares .. encherem o peito de prepotencia pura … e sem o minimo de discernimento … liberar p/ o proprio bolso uma verba como esta… E COMO FICA A SITUAÇÃO MORAL DOS NOBRES DEPUTADOS, quando eles em suas funções, forem fiscalizar ou criticar o governo ou o que quer q seja.. Que moral um deles terá? Creio q para os bem entendidos nenhuma.. Ninguém pode acusar o outro de errado, pois ficou uma coisa totalmente imoral … sem ninguem com moral para isso, perde-se o respeito pela ksa… e sua função.

      • Acabei de dizer isto tb,são tudo comadres querendo atirar pedra um no outro e não teem moral p/isto.TODOS recebem verbas indenizatórias seja 30,40 ou 100 mil,mas recebem e não justificam os gastos.Ao aprovarem tal verba de 100 mil, foram todos coniventes com o derrame de dinheiro público.Uma VERGONHA,todos sem exceção deveriam ser cassados.Essa Rosely quer pagar de santinha,mas é farinha do mesmo saco.

  • Dep. Cristina, seus esclarecimentos vem conscientizando a militância de outros partidos. continue com o trabalho e a LUTA na CAPITAL.

  • Nessa semana, uma câmara de vereadores do sul do Brasil aprovou aumento salarial de R$ 6.000,00 para R$ 15.000,00 para os parlamentares. O povo, aos berros e vestidos de nariz de palhaço lotou a referida casa em protesto. Aqui no Amapá, parece que o povo gosta de ser enganado.

  • Ela devia dar exemplo: se propõe 30 mil de verba indenizatória, como ela afirma que tem recebido de 40 a 50 mil?

  • A declaração me fez lembrar do episódio do político que tinha dinheiro depositado num banco suíço. Indagado pelo repórter, ele esclareceu: “Na verdade, eu disse que tenho dinheiro depositado num banco, só isso!”

  • Vasconcelos, concordo com sua posições, porém, me aponta um partido político que não gosta de uma boquinha, só um.

    • Tens razão. Não existe. Existe falso moralista. Como dizia minha avó: Joga pedra e esconde a mão.
      Continuo dizendo e que alguém prove o contrário: Somos descendentes de degredados, a escoria portuguesa. Poderia da povo melhor? No minimo cada um de nós é um contraventor para não ir mais longe.
      Existe tmabém os travestidos, aqueles que professam um discurso, mas na prática fazem outra coisa. Esses são os escrotos!!!

    • Lembram do tempo em que os vereadores de Macapá não tinham salários nem verbas indenizatórias? Não estámuito longe isso?

  • No minimo é triste estas informações, eles (deputados,incluindo a do PSB) tem explicação para tudo, porem não dizem em que o povo é beneficiado com estes mandatos carissimos. É um jogo de mentiras e interesses e o povo faz comentarios achando que esta informado sobre a real situação…rsrsr.
    Agora imaginem que esta deputada, assim como outros(as) desejam a prefeitura de Macapá…. tiririca socorro!!!!!!!!

  • Ééêggguuuaaaa. Quer dizer que a Deputada Cri$tina Almeida, do P$B, além de um punhado de cargo$ no governo, leia-$e $uper-Fa$$il, opa, de$culpa, $uper-Fácil, ainda recebe R$ 50 mil por mê$? É verdade!!! E$$e$ $ociali$ta$ $ó pensam ni$$o, $$$$$$$$$$$$$$$. $ó que não a$$umem.

  • A questão em sí ñ é se o valor é 10, 20, 44 , 50 mil ou 100 mil. O governo diz que o Estado (Amapá) estar falido, e como sua maior liderança ( Cristina Almeida ) na ALEA-AP; dilapida o pobre recurso do contribuinte amapaense. Faltando medicamentos para os pobres. Isso é hipocrisia.

  • Entendi tudo. 50 mil reais é um valor aceitável, 44 mil razoável e 30 mil é o da proposta ideal! Quanta inteligência da minha doçura de criança “Titina Almeida”, assim fica eleitoreiro demais o propósito. É ser muito incoerente para um pobre velhinho como eu compreender hohohohoho…

  • PASMEM!PASMEM!PASMEM!. Devo tá sonhando! Como pode uma parlamentar socialista dizer que recebe de 40 a 50 mil de verba INDENIZATÓRIA e que isso é normal e não fere o decoro parlamentar e a ética com o dinheiro público. É hilário e cômico! 40 mil é vergonhoso e 100 mil é um assalto. Porque a nobre parlamentar só abriu a boca após a matéria do CQC nacional? E como conviver com essa situação de dilapidação do dinheiro público enquanto os pacientes morrem nos corredores e nos hospitais públicos? Após o leite derramado alguns querem se fazer de anjinhos e anjinhas. Alguns ainda falam em candidatura. Imaginem quando chegarem à cargo máximo no executivo. VERGONHOSO, ANTIÉTICO E ANTISOCIALISTA tal postura. O PSB virou partido da boquinha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *