Vereador cassado, prefeito absolvido

O vereador Charly Jhony, acusado de comprar votos,  foi cassado agora à noite pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP).

Já o prefeito Roberto Góes – que também estava sendo acusado de captação ilícita de sufrágio – escapou nos dois processos.

  • Alguém ai por favor, mandem parar aqueles navios que estão transportando “containers de lixos” de volta p/a Inglaterra.Deve haver uma vaguinha neles p/levar esses ai(harmonia), tb.Lamentável,TRE.

  • Que os azulados não cantem vitoria antes do tempo, pois como foi uma atrapalhada só o julgamento de ontem do RG,háverá surpresas, pois o presidente ontem no julgamento achando que estava empate os votos no caso 3 pela cassação e 3 pela não cassação, enquanto no entanto estava 3 pela cassação, 2 pela não cassação e 1 pela extinção, o presidente deu o voto dele de minerva achando que ficaria 4 x 3, mais enganou ele pois terminou assim: 3 pela cassação, 2 pela não cassação e 2 pela extinção, ou seja o prefeito foi cassado…então o PSB ENTRARÁ COM UM EMBARGO E UMA AÇÃO ESPECIAL…É ISSO AE…

  • Sobre a Absolvição do Prefeito
    Que sem vergonisse é a justiça eleitoral do Amapá, hein. Os cara estão caducando. Estou totalmente desacreditado nesses “senhores”, não é possível que um magistrado não percebe que sua decisão abre o caminho para novas corrupções eleitorais no Estado. Mas, só poderia dá nisso mesmo, é a tal “harmonia”, em troca de favores e valores. Isso é uma vergonha.Estou totalmente triste, troquei até de domicílio eleitoral, recentemente, por não acreditar na justiça amapaense, bando de “…” (escrevi aí um adjetivo para eles).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *