Voucher – Juiz dá cinco dias para preso cobrir cheque sem fundos; suspeito diz ter “fé em Deus”

Alcinéa Cavalcante
Especial para o UOL Notícias
Em Macapá

O juiz federal Mauro Henrique Vieira deu um prazo até sexta-feira (19) para Wladimir Furtado, presidente da cooperativa Conectur e pastor de uma igreja evangélica, cobrir o cheque caução de R$ 109 mil que foi emitido na madrugada do último sábado (13) como pagamento de sua fiança. Furtado foi um dos 36 presos na operação Voucher, da Polícia Federal, deflagrada para combater um esquema de desvio de dinheiro do Ministério do Turismo. O cheque não tem fundos, segundo divulgou o próprio suspeito.

A Connectur é apontada como uma das beneficiárias do esquema fraudulento.

Hoje pela manhã, em entrevistas em emissoras de rádio e televisão, Furtado pediu que amigos e fiéis da igreja evangélica doassem a ele qualquer quantia em dinheiro para cobrir o cheque. Ele já conseguiu arrecadar R$ 16 mil.

No final da tarde, acompanhado do advogado Maurício Pereira, o presidente da Conectur apresentou-se à Justiça Federal, onde comunicou que “apesar de todo o esforço de familiares e amigos” não conseguiu o aporte financeiro para liquidação do cheque.

Por meio de seu advogado, Furtado pediu que o valor da fiança fosse reduzido. O juiz manteve o valor de 200 salários mínimos e estipulou o prazo para a cobertura do cheque.

Em entrevista ao UOL Notícias, Wladimir Furtado disse acreditar que conseguirá o dinheiro porque tem fé em Deus. “Em Deus tudo creio”, disse.

Furtado disse que o único bem que possui é uma casa, mas que não sabe o valor dela. Se não conseguir doações suficientes para a cobertura do cheque, venderá a casa.

“O Wladimir não tem dinheiro porque não se apropriou de nada, de nenhum recurso do Ministério do Turismo. Os figurões que foram presos pagaram a fiança com cheques sem problemas porque podem, porque tem dinheiro”, disse o advogado Maurício Pereira.

 

Wladimir Furtado e seu advogado Maurício Pereira na saída da Justiça Federal hoje à tarde

  • João 8.7 “Quem não tiver pecado, atire a primeira pedra”
    Ates de condenar deveríamos esperar todo o desfeche desta historia de corrupção politica.
    Ninguém de vocês que costuma julgar antes de realmente o fato ser desvendado se pergunta como um homem de bem, que sempre procurou fazer oque é certo, é o acusam ter roubado milhões não tem dinheiro para se defender?
    Mateus 7.2 Porque Deus jugará vocês do mesmo modo que vocês julgarem os outros e usará com vocês a mesma medidas que vocês usarem para medir os outros.

  • Acho que corrupção deveria ser considerado um crime ediundo,e inafiançável.Deixa esses caras morrerem na prisão! porque imagina só a quantidade de pesoas que morrem nos hospitais por falta de medicamentos e de tratamento adequado.Tudo isso porque esses “bacanas ” estão gastando o dinheiro público, e ainda tem a cara de pau de falar em Deus!

  • Este mundo está perdido. Em 2009 teve a oração da corrupção, cujo teor transcrevo abaixo:
    “Pai, eu quero te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que nós somos falhos, somos imperfeitos”, diz o deputado Brunelli, que faz a oração. “Precisamos dessa tua cobertura, dessa tua graça, da tua sabedoria, de pessoas que tenham, senhor, armas para nos ajudar nessa guerra e, acima de tudo, todas as armas podem ser falhas, todos os planejamentos podem falhar, mas o senhor nunca falha”.
    Pra quem não se lembra, a oração foi divulgada no período do escândalo do mensalão do Dem (demo?) de Brasília. Como se pode ver nos vídos divulgados na internet, eles sabem que estão fazendo algo errado, reconhecem que estão fazendo algo errado e, ainda assim, pedem ao Senhor para que o plano de obter propina não falhe.
    Agora tem esse caso em Macapá e outros que de vez em quando pipocam no cenário político nacional.
    Onde estão os evangélicos prefessores da palavra de Deus e bastiões da moral e dos bons costumes?

    • Sua última frase é uma atitude típica de quem busca a todo custo justificar seus erros com os erros dos outros. Parece que você vive esperando um “evangélico” errar para poder falar que você não está sozinho no erro. Por isso tem se apoiar nessa velha e ultrapassada construção, afinal de contas, se até um “evangélico” erra porque você também não pode errar, não é mesmo ?
      Lamento que você ainda não tenha entendido que católicos, evangélicos, batistas, adventistas, etc, são todos CRISTÃOS. Entretanto, uns buscam o CRISTIANISMO AUTÊNTICO E VERDADEIRO, enquanto outros buscam o criar o seu PRÓPRIO CRISTIANISMO. Em que grupo você está ? Onde você está buscando fundamento para ser chamado de cristão, se é que você é cristão. Mas, mesmo que não seja, você é meu irmão (tão humano quanto eu) e vou orar por você, para que você encontre o verdadeiro sentido cristão para a vida. DEUS te abençoe.

  • Nem que o rio Amazonas abrisse milagrosamente como o Mar Vermelho, mano! Te vira! Pede emprestado p a Irma Fatima, afinal, irmaos em Cristo sao para essas horas!

  • Pira-paz-num-quero-mais! tira a mão do meu bolso, se já não bastasse ter o nosso suado dinheirinho afanado atraves de muitos impostos, ainda temos que fazer uma coleta para pagar a fiança do W.FURTADO.
    EI W.FURTADO, VOU TE MANDAR A MINHA SENHA PARA FAZER UM CONSIGNADO EM FOLHA.
    TÁÁÁÁH BESTINHA!!!!!!!!!!!!!!!

  • Meu primeiro emprego foi no Banco Real. À época aconteciam certos “sumiços” dentro da agência e meu caixa foi agraciado com um desses. Não me lembro do valor, mas era muito dinheiro. Veio auditor de São Paulo e fui até ameaçado de cadeia. Eu simplesmente disse: “Se eu tiver que ser preso, irei. Mas um dia a verdade virá à tona e o banco terá que arcar com as consequências”. Eu só tinha 19 anos. Alguns anos depois eu soube que o gerente administrativo à época se suicidou.
    Bom, se o nome do suspeito nesta “Operação Voucher” fosse Roque, não pagaria fiança alguma, iria preso, esperaria a decisão da justiça (quem não deve não teme), e entraria com ação contra o Estado. A diferença é que eu estaria convicto da minha inocência.

  • Eu quero o banco, a agÊncia e o número da conta dele. Afinal, nunca conheci nenhum Wladimir que não tenha FURTADO. kkkkk …

  • Dinheiro publico é para criar postos de saúde e creches em nosso estado, tbem áreas saudáveis de lazer. Se nossas igrejas precisam de dinheiro… vamos aos bancos particulares ou ao BNDES. Outra coisa é criar associações para dar empregos a nossos parentes ou a filhos de nossos doadores. Enquanto isso nossos fiéis estão em ônibus lotados, em escolas com ensino nivelado por baixo, e nossos bairros e vilas não tem médicos de família. A cada 20 mil habitantes temos que ter 17 médicos. Acorda Nação Cristã! Todos as vertentes do cristianismo tem que lutar contra a corrupção e mau uso do dinheiro suado de nosso povo.

  • nem tudo podemos em nome de Deus… não use o nome de Deus para tudo… tá na bíblia… e pagar fiança com cheque sem fundo é o máximo do ridículo…

  • É… e o dito Cidadão teve a coragem de declinar da sua Conta-Corrente para futuras doações… é o fim do mundo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *