Voucher – Justiça manda soltar

O juiz federal do TRF-1 (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região, Carlos Olavo, concedeu hoje à tarde  liminar para soltar Dalmo Antônio Tavares Queiroz, preso terça-feira na Operação Voucher.
Dalmo é sócio das empresas   Barbalho Reis Comunicação e Consultoria Ltda e MGP Brasil Consultoria Empresarial Ltda, acusadas de participar do esquema de desvio de dinheiro do Ministério do Turismo.
Dalmo deve ser o primeiro dos presos preventivos a deixar a penitenciária do Amapá (Iapen).
Os advogados de Dalmo são Auriney Brito, Bruno Santos e Hector Freitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *