Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Rascunho automático

Que vergonha, Amapá!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 13/02/16 as 11:07 pm

Reportagem de Dyepson Martins, da TV-Amapá, exibida neste sábado no Jornal Hoje (Globo) sobre o Conjunto Mucajá inaugurado em 2011, em área nobre de Macapá, com recursos do PAC.
Custou quase R$ 30 milhões e está prestes a desabar.

Nessa noite de chuva…

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:50 pm

Juro que vou descobrir
em que nuvem se esconde
o botão de acender estrelas.
Feito isso
não deixarei nenhuma estrela apagada
(por menor que seja).
Como recompensa
terei o teu sorriso
a iluminar minh’alma.
(Alcinéa)

Hoje tem show de Zé Miguel e Osmar Junior

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:48 pm

12705670_843109899131710_4578349346901320778_n

Ícones da Musica Popular Amapaense, Osmar Júnior e Zé Miguel irão dividir o palco no show “Os Reis da MPA”, nesta sexta-feira, 12, a partir das 21h, na Chocolate com Tapioca. Serão três horas de música com o melhor do repertório dos dois. A apresentação contará com momentos solo e juntos, com Zé Miguel na guitarra e Osmar Júnior no violão.

Todos contra o Aedes aegypti – Governo do Amapá mobiliza 600 servidores

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:37 pm

Neste sábado, 13, acontece o Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya, Febre Amarela e Zyka Vírus. Durante todo o dia, equipes das secretarias do Estado, agentes epidemiológicos e militares do Exército Brasileiro estarão em pontos estratégicos da cidade distribuindo material informativo e orientado a população nas vistorias de suas casas e na eliminação de focos do mosquito. Somente neste primeiro momento da ação, a mobilização deve contar com cerca de 600 servidores, entre cargos comissionados, contratos, efetivos e 400 militares.

Simultaneamente, a ação de mobilização estará sendo promovida em 350 municípios de todas as regiões do país. No Amapá, será concentrada no centro da capital e nos bairros Zerão, Universidade, Jardim Marco Zero, Novo Horizonte, Residencial Macapaba e Marabaixo. No interior, as ações acontecerão nos municípios de Laranjal do Jari, Oiapoque e Santana, por serem locais que apresentam maior risco de proliferação do Aedes.

Além das Forças Armadas, a ação contará com a presença do representante do Governo Federal, Gustavo Do Vale, que na ocasião irá reunir com o governador Waldez Góes, com o comandante do 34ª Batalhão de Infantaria e Selva, Tenente Coronel Robson Monteiro, com a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, e o de Santana, Robson Rocha.

Após a Ação de Mobilização, o Governo do Estado, também vai realizar uma força-tarefa nas escolas, entidades e residências, para que seja realizado um grande mutirão de conscientização e de vistorias nas ruas e residências.

SERVIÇO: Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti
Dia: 13 de fevereiro de 2016
Hora: a partir das 8h
Local da Concentração: 34º Bis
Endereço: Av. Padre Júlio Maria Lombard, 4301

(Secom/GEA)

Infraero engajada no combate ao Aedes aegypti

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:35 pm

A Infraero participa neste sábado (13/2) do dia nacional de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti – transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika – promovido pelo Governo Federal. O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, reúne-se às 8h (horário local) com governador do Amapá, Waldez Góes, o comandante do 34º Batalhão de Infantaria e Selva (BIS), tenente-coronel Robson Monteiro Mattos, a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, e o prefeito do município de Santana, Robson Rocha. Juntos, eles realizarão uma caminhada entre a sede do 34º Batalhão (Av. Padre Júlio Maria Lombardi, 4301) e o Parque do Forte, alertando a comunidade sobre a necessidade de evitar a proliferação do mosquito.

Em seguida, o grupo seguirá para o município de Santana, onde também fará o alerta à comunidade. À tarde, será realizada uma vistoria na área do Aeroporto Internacional de Macapá/Alberto Alcolumbre.

O mutirão deste sábado é uma ação do Governo Federal e tem como objetivo promover o combate ao Aedes aegypti, e contará com a participação de mais de 200 mil militares e a presença de ministros em capitais e cidades consideradas endêmicas, conforme indicação do Ministério da Saúde. A presidenta Dilma Rousseff estará no Rio de Janeiro.

No último dia 29/1, todos os 60 aeroportos da Rede Infraero participaram do “Dia D”, também proposto pelo Governo Federal, para o combate ao Aedes. O evento reuniu empregados orgânicos, terceirizados e concessionários, todos receberam orientações e participaram de ações educativas sobre a necessidade de uma mudança de atitude para que se tenha controle na proliferação do mosquito. No Aeroporto de Macapá, houve panfletagem e levantamento dos locais propícios para a proliferação das larvas, seguido da coleta dos mosquitos para identificação no setor de Entomologia da Secretaria Municipal de Saúde.

(Texto:Assessoria de Imprensa – Infraero)

TRE itinerante

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:29 pm

Comodidade para o eleitor:
TRE-AP realiza atendimentos itinerantes no Conjunto Macapaba

Após análise de logística, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) realizará atendimentos itinerantes no Conjunto Macapaba. A ação, da 10ª Zona Eleitoral de Macapá, será desenvolvida com o ônibus do TRE e ocorrerá no período de 16 a 20 de fevereiro de 2016, das 8h às 14h. A medida conta com o apoio da Corregedoria da instituição (CRE/TRE-AP) e da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI/TRE). Ler o restante do post »

Prefeitura de Macapá no combate ao Aedes aegypti

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 7:08 pm

Neste sábado, 13, a partir das 8h, em conjunto com militares do Exército Brasileiro, a Prefeitura de Macapá integrará o Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti. A ação é promovida pelo Governo Federal e acontece simultaneamente em 356 municípios brasileiros com o objetivo de mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do zika, dengue e chikungunya. Em Macapá, a mobilização acontece em sete bairros definidos conforme o último levantamento do LIRAa como locais possíveis de infestação.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a ação envolve a mobilização de 100 servidores da Saúde, além de secretarias e departamentos municipais, com o apoio de 150 militares do Exército, que atuarão em duplas, acompanhados por um apoiador da prefeitura, agentes de endemias e de saúde, que darão orientações aos moradores para eliminação e combate aos criadouros. Os bairros que receberão a ação são Central, Novo Horizonte, Zerão, Jardim Marco Zero, Universidade e o Conjunto Habitacional Macapaba. Neste primeiro momento a ação será educativa e dá continuidade ao trabalho que já vem sendo feito desde 2014.

Serviço
Data:
13/02 (sexta-feira)
Hora: 8h
Ponto de concentração: Praça do Barão
Endereço: Av. FAB, entre as ruas São José e Cândido Mendes, Centro

(Texto: Departamento de Comunicação/PMM)

Embrapa mobilizada contra o Aedes aegypti

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 6:55 pm

embrapa

A Embrapa Amapá está engajada na mobilização nacional para o combate do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A principal estratégia é dificultar a reprodução do inseto, evitando o acúmulo de água. Neste sábado, 13/2, a partir das 8 horas, gestores e demais empregados voluntários participarão do Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, nas cidades de Macapá e Santana.

Mutirão na Embrapa – Na tarde da última quinta-feira, 11/2, um grupo de empregados aderiu ao mutirão de recolhimento de possíveis focos de larvas do mosquito nos ambientes interno e externo do centro de pesquisas, localizado na Rodovia JK, bairro Universidade. Divididos em dois grupos, gestores, membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), empregados de vários setores e do Campo Experimental do Cerrado, funcionários terceirados de serviços gerais e diretores da Associação dos Empregados da Embrapa Amapá (AEE) percorreram áreas de obras, estacionamento, frente da instituição, jardins, muro de divisa com o Conjunto Embrapa e instalações da AEE. Vários recipientes como baldes, copos e sacolas de plástico contendo água parada com larvas do mosquito foram recolhidos, assim como demais resíduos que foram empacotados para serem levados pelo caminhão coletor da Prefeitura de Macapá.

O chefe-geral substituto da Embrapa Amapá, Nagib Melém, agradeceu a participação voluntária dos empregados e terceirizados neste primeiro momento da campanha e reitera o caráter educativo do mutirão para o engajamento permanente de hábitos que inibem e combatem a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças graves que colocaram as autoridades nacional e internacionais em alerta. “Este mutirão de faxina e de caça a larvas foi o início de uma campanha que inclui outras ações como palestras de técnicos da Vigilância Sanitária e do Laboratório Central da Secretaria Estadual de Saúde (Lacen). “Vamos focar em informações simples e práticas de combate ao mosquito no ambiente de trabalho e nas nossas casas, e também no entendimento preciso sobre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti”, acrescentou Melém. Esta ação faz parte da campanha nacional da Embrapa que consistiu em mutirões simultâneos nos centros de pesquisas da empresa, no último dia 4/2, mas inviabilizado naquela data em Macapá devido ao período chuvoso.

(Dulcivânia Freitas – Ascom/Embrapa-AP)

Faxina para combater o Aedes aegypti

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 12/02/16 as 10:56 am

sabado-na-faixaEm água limpa e parada, o Aedes aegypti se desenvolve entre 7 e 10 dias. Rápido, né? Mas isso também significa que esse tempo cabe dentro da sua semana. Então, que tal reservar o sábado para combater esse mosquito que, além de dengue, agora transmite chikungunya e zika? Elimine os focos do mosquito da sua casa. Se o mosquito da dengue pode matar, ele não pode nascer.

Noite Alegre em prol do Congresso Eucarístico Diocesano

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 6:35 pm

Sorteio da rifa com dez valiosos prêmios, vendas de comidas típicas e outras atrações compõem a programação da Noite Alegre, no sábado, 13 de fevereiro/2016, a partir das 19 horas, na quadra ao lado da igreja Nossa Senhora da Conceição, bairro do Trem, evento em prol do Congresso Eucarístico Diocesano. O convite consumação deve ser adquirido com as equipes da Noite Alegre ao preço de 5 Reais.

“O propósito de mais este evento é arrecadar recursos financeiros que possam ajudar na preparação e realização do Congresso Eucarístico Diocesano, que será realizado em Macapá no final do mês de maio, em preparação ao Congresso Nacional que ocorrerá em Belém do Pará, em agosto deste ano”, explica Cirilo Borges, da coordenação de eventos do Congresso Diocesano.

Diversas equipes estão mobilizadas na Diocese de Macapá para a grande celebração, que começa no dia 28 de maio com a acolhida dos participantes do interior. As Paróquias de Santana acolhem a paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, das Ilhas do Pará, e as paróquias de Macapá acolhem as pessoas dos outros municípios do Amapá para o jantar e hospedagem. À noite, nas paróquias, celebração da Santa Missa, em seguida adoração, animação, vigília ou outras atividades a critério da paróquia que acolhe.

O momento principal do Congresso é a solene celebração do domingo, 29 maio deste ano, mas antes haverá café da manhã nas paróquias, e em seguida a concentração no Sambódromo. 7 horas: animação; 8 horas: Santa Missa, com cerca de 10 mil lugares sentados, com espaços reservados nas arquibancadas segundo as cores e as indicações das paróquias.

Após a Missa sairá a procissão com a Santíssimo Sacramento até a praça Nossa Senhora da Conceição, no bairro do Trem, com o encerramento do Congresso e o envio em missão. O tema do Congresso é ‘Eucaristia: Pão da unidade, alimento da missão’.

(Pastoral da Comunicação – Pascom)

Índios waiãpi filiam-se ao partido Rede no Amapá

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 3:00 pm

12715396_346546702135788_780247286576394491_n

Indígenas  Waiãpi querem eleger um vereador  este ano. Para isso, significativa parcela do povo waiãpi filiou-se a Rede Sustentabilidade nos últimos dias. O pré-candidato a vereador é o jovem Jawaruwa Wajãpi
As aldeias dos waiãpi ficam no município de Pedra Branca do Amapari.

Temos de encontrar o Froggy!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 2:40 pm

rebra

O bicho de pelúcia de Luís desapareceu.  Ele não tinha notado, mas seus pais estavam completamente histéricos.  Este era o seu favorito sapinho.  E se ele chorar e ficar zangado?  Luís olha.  Ele tenta imaginar o que está acontecendo.  Procurando em cada loja de brinquedos e até colocando cartazes, o casal bem intencionado se esforça para encontrar a “Froggy”.
Observado sob o ponto de vista do menino, a história tem um tom humorístico de pais “marinheiros de primeira viagem” que levam a sério o materialismo.  Mais tarde, descobrem que abraços e carinho são mais importantes.

 

Beti Rozen, escritora premiada,  brasileira nascida no Rio de Janeiro, atualmente mora nos Estados Unidos. É Autora de mais de dez livros infanto-juvenis no Brasil, nos Estados Unidos e na Colombia, incluindo Temos que Encontrar a Froggy, Dos Continentes, Cuatro Generaciones, O Sonho do Guerreiro, A Heart Alone in the Land of Darkness;Without Words e Annabelle: Uma Criança a Caminho.

Temos de encontrar o Froggy!
Conto infantil de Beti Rozen e Peter Hays
Editora Dimensão
ISBN:  978-85-7319-762-4
48 páginas
Preço de capá: R$ 40,00
www.semfronteiraspress.com
www.editoradimensao.com.br
http://www.rebra.org/escritora/escritora_ptbr.php?id=1182

rebra2

 

Era notícia

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 12:32 pm

Jornal Pinsonia – 20/12/1897 – página 2

“O inteligente e digno armador Capitão Henrique de Souza cabe a glória de haver iniciado em Macapá a Great Attraction da época e atual, o ciclismo, um aparelho com duas rodas, sobre a qual, na tarde de 14 do corrente percorreu várias vezes todas as ruas da cidade, montado na dita máquina.”

Pra você

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 11:33 am

cestinha2

Fiz como todo carinho e flores naturais para te ofertar

Zona Franca Verde

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 11:28 am

Hoje (11), às 16h, estarão reunidos  no Palácio do Setentrião  o senador Randolfe Rodrigues,  governador  Waldez Góes, prefeitos Clécio Luís (Macapá) e  Robson Rocha (Santana), acompanhados das suas equipes técnicas, e representantes do SEBRAI e SENAI para traçar estratégias para implantação da Zona Fraca Verde de Macapá e Santana.
A reunião foi sugerida pelo senador Randolfe Rodrigues e tratará  de incentivos fiscais do Estado e municípios, estrutura do distrito industrial e agenda do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, para o seminário agendado para o  dia 3 de março.

Receita libera lote de declarações retidas na malha fina

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 11:19 am

A Receita Federal liberou da malha fina mais um lote de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física. Além de 2015, foram liberadas declaração retidas nos exercícios de 2008 a 2014. O crédito bancário para 63.885 contribuintes será realizado no dia 15 de fevereiro, totalizando o valor de R$ 150 milhões.

Para saber se o contribuinte teve a declaração liberada no lote residual, ele deve acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o Receitafone 146. (Leia mais)

Não deixe o Aedes aegypti nascer

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 10:54 am

zika2

Ministério da Saúde confirma terceira morte por Zika em adultos

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 10:39 am

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou hoje (11) a terceira morte provocada pelo vírus Zika em adultos no Brasil. O caso ocorreu em abril de 2015, mas os resultados dos exames saíram só agora. A paciente tinha 20 anos e morava no município de Serrinha, no Rio Grande do Norte.

A primeira morte foi confirmada pelo Instituto Evandro Chagas em novembro de 2015. O homem de 35 anos morava em São Luís no Maranhão e tinha histórico de lúpus, tratamento contínuo com corticosteroides, artrite reumatoide e alcoolismo. O lúpus afeta o sistema imunológico e, por isso, ele não resistiu ao vírus Zika. Ele morreu em junho de 2015. O caso foi encaminhado para o instituto, com sede em Belém, por ser referência nacional em febres hemorrágicas.

O segundo caso de morte, também confirmado em novembro de 2015, foi de uma paciente que morreu em outubro em Benevides (PA). Uma adolescente de 16 anos, com suspeita inicial de dengue, apresentou dor de cabeça, náuseas e pontos vermelhos na pele e mucosas. A coleta de sangue ocorreu sete dias após o início dos sintomas, em 29 de setembro; a paciente, após a infecção pelo vírus Zika, desenvolveu quadro de púrpura trombocitopênica grave e hemorragias.

Ministério da Saúde confirma 404 casos de microcefalia

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 10:36 am

A maioria dos casos de morte por vírus Zika ocorreu em bebês com microcefalia. De acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, no total, foram notificadas 76 mortes após o parto ou durante a gestação. Destas, 15 foram investigadas e confirmadas para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central e cinco tiveram identificação do vírus Zika no tecido fetal. Há 56 casos ainda em investigação e cinco foram descartados.

O ministério já confirmou 404 casos de microcefalia e/ou outras alterações do sistema nervoso central, dos quais 17 estão relacionados ao vírus Zika. Foram descartados 709 casos e 3.670 casos suspeitos de microcefalia em todo o país estão sendo investigados, o que representa 76,7% das notificações. O boletim refere-se aos casos registrados até 30 de janeiro.

(Fonte: Agência Brasil)

Violência – Macapá está assim

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 11/02/16 as 10:09 am

A qualquer hora do dia ou da noite está cada vez mais perigoso andar sozinho em Macapá.
Veja como esse transeunte é assaltado quase 7h da manhã no bairro Ipê:

Em sua página no Facebook o  Sgt PM Sandokan orienta: “Prestem bem atenção na hora de sair de casa pela manhã, pois os malas estão agindo muito no início do dia, quando as pessoas saem para trabalhar e estudar. Todo cuidado é pouco, sempre olhando para os lados e não deixando objetos de valor a mostra, procurando sempre andar, se possível, na companhia de outras pessoas”

Te vi na Banda

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 10/02/16 as 1:15 am

b3

b2

b4

b1

b5

NOTA DE REPÚDIO do Sindjor-Fenaj

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/02/16 as 11:56 pm

sindicato

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amapá e a Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj, repudiam a campanha difamatória contra o jornalista Elton Tavares, orquestrada por alguns militantes de movimentos afrodescendentes, que querem rotulá-lo de racista e preconceituoso. O movimento iniciou no Largo dos Inocentes, em Macapá, no domingo (7.2), quando acontecia a Batalha de Confetes. Na ocasião, o jornalista Elton Tavares e os demais presentes solicitaram que tocassem marchinhas de carnaval e o pedido foi caracterizado como ofensa racista e preconceituosa.

Assessor de Comunicação do Tribunal Regional Eleitoral – TRE/AP, proprietário do blog De Rocha, profissional requisitado e bemquisto entre os colegas jornalistas, Elton Tavares é descendente de negros, orgulhoso de sua raça e um dos maiores divulgadores da cultura e tradições afros no estado do Amapá. Dono de um humor fantástico, bem relacionado e coerente, ele, em nenhum momento foi desrespeitoso com os músicos, militantes ou integrantes do bloco Afoxé, apenas pediu o que era desejo da maioria dos presentes no evento, de que tocassem músicas de carnaval, como é tradição na Batalha de Confetes da Confraria Tucuju.

O jornalista Elton Tavares estava acompanhado de outros jornalistas que confirmam a informação, não como injustos defensores de um colega, mas como propagadores da verdade e de fatos verídicos. A manifestação em cima do palco, por uma organizadora da festa, e em redes sociais por militantes, não condiz com o que aconteceu, e as providências serão tomadas para que a justiça seja feita e o jornalista Elton Tavares tenha sua honra e valores respeitados, e os caluniadores sejam punidos.

A diretoria.

Um anel de arco-íris em torno do sol agora em Macapá

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 07/02/16 as 12:41 pm

sol1

Olhe para o céu agora e veja este belo fenômeno: um anel com as cores do arco-íris ao redor do Sol .
O anel é formado pelo reflexo do Sol em cristais de gelo.

Este fenômeno meteorológico é conhecido como “halo”. Ele é  provocado por finíssimas luzes de cristais de gelo que ficam dentro das nuvens e são rebatidas pelo Sol.

Não é um fenômeno tão raro. Já vi algumas vezes. Mas sempre me encanta.

Do ano passado. Este ano não tem

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 05/02/16 as 10:58 pm

carna1

carna3

Clique aqui  para ver fotos dos dois dias de desfile do carnaval-2015

Banda DR.Sin faz show em Macapá dia 12

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 05/02/16 as 10:32 pm

Festival Paralelo Universo traz show da banda DR. SIN em Macapa
Jessica Alves

No dia 12 de fevereiro, a banda paulistana de hard rock Dr. Sin será a principal atração do festival “Paralelo Universo”, evento de cultura que reunirá bandas locais de vários gêneros do rock, na sede do Trem Desportivo Clube, na Zona Sul de Macapá.

Esta será a segunda vez que o Dr. Sin se apresentará em Macapá. Em 15 de julho de 2012, a banda fez um show no entorno da Fortaleza de São José, encerrando o festival em homenagem ao Dia Mundial do Rock, em um show marcado na história do rock no Amapá.

Além do DR. SIN, cinco bandas locais se apresentarão para o publico: Keona Spirit, de heavy metal, Motel 69, de hard rock, Kairos, tocando clássicos do heavy metal, Terror Room, de thrash metal e Ultimato, de rock alternativo.

Os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente ao preço de R$ 40, e, quem comprar, de acordo com a coordenação do festival, concorrerá a duas guitarras autografadas pela banda. O resultado do sorteio sairá no dia do show, e os prêmios serão entregues ao vencedores pelo guitarrista Edu Ardanuy.

DR. SIN
Formado pelo guitarrista Eduardo Ardanuy e os irmãos Andria (baixista) e Ivan Busic (baterista), o grupo tem onze discos lançados e participações em inúmeros festivais de rock no currículo, como o Rock In Rio. Em 2016 eles realizam a turnê de despedida dos palcos, após 24 anos de atividades da banda, fundada em 1991, na cidade de São Paulo.

Das Batalha de Confetes ao carnaval de 2016

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 05/02/16 as 10:29 pm

Das Batalha de Confetes, desfiles na Fab, bailes de salão, sambódromo, ao carnaval de 2016
Mariléia Maciel

Acho que o primeiro som de surdo, escutei entre 7/8 anos, tocados por brincantes de Piratas Estilizados e Boêmios do Laguinho. Lembro dos ensaios na sede dos Escoteiros, e cheguei a pular carnaval nas batalhas de confetes, descendo a Cândido Mendes, no meio da garotada da minha rua, encharcados de suor e com confetes grudados no rosto. O desfile na Fab, eu assistia da arquibancada, até começar a sair na minha primeira escola, Piratinhas, onde meus amigos da vizinhança se juntavam pra desfilar, primeiro crianças animadas, depois, jovens assanhados.

Dos carnavais de salão também tenho ótimas recordações. Papai sempre gostou de folia, mas preferia bailes de salão, na antiga APA, associação de professores, onde comprava a temporada. Nessa época, me restava o baile infantil, que eu frequentava também do Círculo Militar e outras sedes que promoviam os maravilhosos bailes de salão. Alguns anos depois, ainda menor de idade, eu entrava nos bailes de adulto com minhas irmãs e primas, mentido que esqueci a carteira, aproveitando a distração ou a piedade dos porteiros, comovidos com minha mentira. Uma vez me escondi fantasiada no porta-malas do chevette da minha irmã, e esperei muito tempo a fila interminável de carros,  toda enrolada, até que chegamos no escuro do estacionamento e desci fedendo a gasolina. O problema era pra entrar, o problema era me esconder quando a polícia passava olhando os documentos, mas estes problemas eram esquecidos, quando eu entrava no salão.

Fiz parte da primeira ala coreografada destas bandas, acho que em 1989, ensaiada no meio da rua, pelo Heraldo Almeida,  com cabos de vassoura imitando as lanças indígenas. Passávamos a tarde catando “tento” verde na frente da igreja São Benedito, para fazermos colares, que tinham ainda penas tiradas das galinhas criadas nos quintais. No Estilizados, os ateliês de fantasias eram montados nas casas. A ala dos meus amigos era costurada no pátio da dona Dometila, e todo mundo ajudava, pregando lantejoula, colando adereços. Na casa dos “Thunders Cats” também funcionava uma central de costura, e foi lá que inventamos de enfeitar com pedaços de espelho, a fantasia (de novo) de índio, e colocar na costa um mato que pegamos nos campos do Curiaú. No final desse desfile, quem não saiu cortado dos espelhos colados na saia indígena, terminou com coceira do mato, que se desfez com a chuva.  Era muito improviso, na hora a gente tinha uma ideia e colocava em prática da maneira mais simples possível.

Depois os bailes de carnaval sumiram, e veio o Sambódromo, obrigando à profissionalização da festa, que custava caro, e recebia investimentos públicos, por todos os atributos que agregava, do turístico ao comercial e diversão popular. Vieram os blocos de bairro, e eu aderi sem fazer força, ao kubalança, Filhos da Mãe Luzia, Tia Fé, e quantos mais tivessem ao meu alcance. Fui cortejada pela Nação Negra, e cedi aos seus encantos, mas mantive o respeito pelo Piratinhas, agora Piratas Estilizados. O carnaval também se aproveitou de mim,  e eu dele, para o trabalho, e assessorei a Liesa, e também a Nação Negra. Delícia de trabalho, diversão e dinheiro. Sempre gostei da rixa divertida e colorida entre as escolas, alimento meu estoque de histórias. Aproveito o carnaval o quanto posso, e minha família me acompanha, assim como meus amigos, os mesmos de todo ano, e outros novos que sempre chegam.

Mas neste ano, esta alegria se apagou um pouco, com o anúncio da não realização do carnaval de escolas de samba. É um sentimento de traição e covardia. Porque deixamos chegar neste ponto? Porque isso com a única festa em que todo mundo participa sem medo de preconceito? É a festa onde negros e mulatas, gente das baixadas e favelas, do funk, do rock e quadra junina, os que bebem sujos nas esquinas de botecos, os que só trabalham neste período, não recebem olhares de preconceito; é a festa onde os homens que se vestem de mulher não são espancados, nem as mulheres que se vestem de homens; onde sair na rua vestido de Tarzan traz risos de alegria, e um adulto com chupeta na boca não parece ridículo.

Mas não tem volta, não tem jeito, não foi a primeira vez, e provavelmente, se não fizermos nada, não será o último ano que não terá o carnaval completo. Vamos pra Banda, bailes, batalhas de confetes, atrás dos trios, vamos botar os blocos nas ruas, colorir a cidade. Não podemos deixar que nossa principal diversão popular, fique somente nas lembranças, vamos brincar, mas vamos trazer de volta nosso carnaval de escolas de samba.

Macapá 258 anos – Jeito Tucuju

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 04/02/16 as 3:18 pm

Feliz aniversário, Diva Façanha! Feliz aniversário, Macapá!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 04/02/16 as 1:05 pm

diva1

Diva Façanha ladeada pelos filhos

Ela é tão tão tão Macapá que nasceu no dia do aniversário da cidade que ela adotou para viver, ter e criar filhos.
E hoje quando Macapá faz 258 anos de fundação, Diva Façanha 96 anos de idade, cercada de afeto dos filhos, netos, tantos parentes  e um montão de amigos.

Dona Diva chegou ao Amapá em 1939, acompanhando o marido Lourenço Borges Façanha, que era cabo do Exército e veio servir em Clevelândia, no Oiapoque.
Em 1941 transferiu-se para Macapá, aonde o marido veio trabalhar no comércio. Aqui ajudou a criar os filhos trabalhando como cozinheira, doceira e, a partir do ano de 1954, funcionária pública. Exerceu os cargos de Assessora e Chefe do Gabinete do Governador e Tesoureira da Senava.

Dona Diva é linda, carinhosa, sábia e tem um sorriso que transmite ternura, segurança e amor. Tenho enorme carinho e admiração por ela que foi grande amiga de meu pai, a quem chamava de “Nenem” (como minha avó) e, inclusive “ralhava” com ele quando ele merecia.

Em setembro do ano passado, Diva foi homenageada pelo Instituto Memorial tomando posse na Academia de Notáveis Edificadores do Amapá e recebendo a medalha de “Notável pelo legado construído”.

Como Macapá, hoje ela merece todas as homenagens.
Feliz aniversário, Diva!
Feliz aniversário, Macapá!

O Forte vigia o rio-mar

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 04/02/16 as 12:00 pm

a4

“O Forte vigia o rio-mar
O rio margeia a cidade
Range o trapiche a tramar
Pré amares de saudades”
(Manoel Bispo)

Macapá 258 anos – Mãe Luzia

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 04/02/16 as 11:05 am

maeluzia3

Mãe Luzia! Mãe Preta! Um coração
Que através dos milagres de ternura
Da mais rudimentar puericultura
Foi o primeiro doutor da região.
(Álvaro da Cunha)