Sexta-feira tem Luau na Samaúma em clima de Natal

Junto com dezembro, chegam as expectativas natalinas, e uma das programações mais aguardadas pelos amapaenses, o Luau na Samaúma de Natal, vai acontecer neste final de semana, com uma extensa agenda de atrações culturais e de negócios. O evento será nesta sexta-feira (13), a partir das 17h, na Praça Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco – do Ministério Público do Amapá (MP-AP). O evento multicultural promete ser uma grande confraternização natalina aberta ao público.

O Luau na Samaúma é promovido pelo MP-AP, Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AP) e Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). A iniciativa visa o fomento da economia criativa; ocupação do espaço público pela população e promoção de lazer e cultura. Tudo sob o abrigo da grande Samaúma, árvore que empresta o nome e dá vida ao projeto do Luau.

Música, arte e gastronomia amapaense é o tripé que sustenta a programação cultural da noite, que conta com o empenho de artistas locais, que irão expor suas obras e serão protagonistas de intervenções teatrais. Poesia e shows musicais também fazem parte da programação, que terá como atrativo maior para a criançada, o Papai Noel no Luau da Samaúma.

Empreendedorismo
No encerramento desta edição do Luau, e aquecer a geração de renda no fim de ano, uma rede de empreendedores e artesãos locais, cadastrados previamente, terão espaço para a comercialização de seus produtos. O fomento da economia criativa e independente é uma das marcas fortes do evento desde a sua concepção.
Para favorecer o fluxo do trânsito no local, o estacionamento da sede campestre da Maçonaria, em frente à Praça Samaúma, estará disponível para os visitantes da noite, bem como o entorno da praça. Em caso de consumo de bebida alcoólica, a organização do evento aconselha que os motoristas optem por vias alternativas de locomoção.

Confira a programação:
Infantil
– Contação de histórias de Natal
– Espetáculo infantil  “Buiando na Antranet”
– Oficina de MiniChef
– Papai Noel

Literatura e poesia
– Lançamento do livro “Poesia de Rio”, de autoria do poeta e promotor de Justiça Mauro Guilherme.
-Tenda Literária com exposição e comercialização de livros e declamações poéticas.

Feiras e Exposições
– Artesanato – Feira Afro e “Projeto Mulheres que Fazem”.
– Discos de vinil e sons retrô.
–Exposições de artes plásticas.
– Feira de plantas
– Feira de produtos do campo (Sebrae)

Gastronomia
Food Trucks, Feira gastronômica, coquetelaria e outros.

Música
– Coral Anjos da Guarda,  da Banda da Guarda Civil Municipal de Macapá
– Nonato Santos
– João Amorim
– Amadeu Cavalcante

(Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá)

Sexta-feira tem Luau na Samaúma

Acontecerá nesta sexta-feira, 15, mais uma edição do Luau na Samaúma. A programação está recheada de oportunidades para os empreendedores e também para a população aproveitar todos os espaços com a família inteira. O ponto de encontro é aos pés da samaúma, no Araxá.

Haverá feira de artesanato, venda de comidas típicas e foodtrucks, exposição e comercialização de discos de vinil, exposição de objetos antigos, distribuição de mudas de plantas, simulador de impacto, feiras de produtos do campo, oficinas de minichefes, exposição de arte da galeria Art Amazon. O Luau na Samaúma é organizado pela Prefeitura de Macapá, Ministério Público Estadual, Sebrae e Governo do Estado.

Confira a programação:
– Feira de artesanato – com a feira afro e projeto Mulheres que Fazem – Instituto Municipal de Política e Promoção de Igualdade Racial (Improir) e Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres;
– Exposições diversas;
– Venda de comidas típicas e foodtrucks;
– Exposição e comercialização discos de vinil;
– Exposição objetos antigos;
– Simulador de impacto – CTMac;
– Feiras de produtos do campo – Sebrae;
– Oficinas de minichefes – Sebrae – Exposição de artes visuais;
– Intervenção artística com os arte-educadores da CTMac;
– Contação de história com o Proler (Semed);
17h30- Espetáculo “Se deixar, ela canta” – Cia. Cangapé;
18h- Discotecagem – Selecta Branks (discotecagem);
19h- Banda da Guarda Civil Municipal de Macapá (GCMM);
– Apresentação de música instrumental.
19h30h- Helder Brandão e Beto Oscar;
20h30h- Val Milhomen e Joãozinho Gomes – Constelação de Parente;
21h30h- Yes Banana;
Exposição de artes visuais dos artistas Wagner Ribeiro e Grimualdo Barbosa.

(Texto: Cássia Lima – Assessora de comunicação/Fumcult)

Amanhã tem pop rock no Norte das Águas com a banda Tia Biló

A partir desta quarta-feira, 16, o Norte das Águas abre espaço para o pop rock, e a estreia do projeto será com a Banda Tia Biló, A banda escolhida é legítima do Amapá, tem seis anos de estrada, uma formação de categoria e repertório de astros brasileiros, bandas estrangeiras e também autorias. A partir de 21h a Tia Biló estará  no espaço central do Norte das Águas.

O projeto entra no cardápio musical do Restaurante e Bar Norte das Águas, que agora, de quarta-feira a domingo, tem programação para atender públicos variados, do regional ao samba, e agora, pop rock.

A Banda Tia Biló tem história na noite amapaense e a formação é bastante conhecida dos roqueiros. Em 2014, o guitarrista Ozzi Rodrigues e o contrabaixista Márcio Gama, aproveitaram a amizade fortalecida pela paixão pelo rock para formar a banda, que no início fazia a festa nos bares com cover de grupos e roqueiros famosos. A formação atual é com Ozzi, Márcio, Willian de Barros e Júnior Castilho. Os músicos consideram 2019 um ano de conquistas importantes. Lançaram o primeiro disco autoral, o videoclipe em homenagem ao jornalista e roqueiro Régis Sanches, e se preparam  para lançar o segundo  clipe em 2020.

Para a estreia do projeto no Norte das Águas, Ozzi Rodrigues, líder da banda que ganhou o nome inspirado em um poema da escritora, poeta e jornalista Alcinéa Cavalcante, confirma que será um show de interação entre a banda, público e o conjunto natural que cerca o Norte das Águas. “Será uma noite de verão refrescada pela brisa do rio Amazonas e nosso repertório, onde vamos tocar sucessos que são as influências da banda, como Paralamas do Sucesso, Titãs, Legião Urbana, The Police, Pink Floyd, U2, e claro, nossas músicas autorais”.

O projeto Pop Rock do Norte das Águas inicia às 21h, com entrada franca, e o menu caprichado do restaurante assim como o bar, disponíveis para o público. Na quinta-feira,17, a programação do Norte continua com Quinta do Jazz, com o grupo Amazon Music; na sexta-feira tem Choro e Samba com o grupo Vou Vivendo; no sábado o público curte roda de samba e pagode com o Bom Kisó;  e no domingo, após o almoço, animado por Venilton Leal e Deize Pinheiro, tem a Roda de Bandaia.

O Norte das Águas funciona no privilegiado Complexo Marlindo Serrano, orla do Araxá.

(Texto: Mariléia Maciel)

Sexta-feira tem diversão, arte, cultura e gastronomia no Luau na Samaúma

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AP) e a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), promove a primeira edição da terceira temporada do Luau na Samaúma. O encontro multicultural está marcado para sexta-feira (11), a partir das 17h, na Praça Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco. A iniciativa aquece a economia local e estimula a ocupação, pela comunidade, dos ambientes públicos com lazer, cultura e segurança.

O espaço será tomado por poesia, gastronomia, exposições de arte, intervenções artísticas, literatura e contará com uma vasta programação, além de apresentações musicais.

 

O público também poderá usar o estacionamento da sede campestre da Maçonaria, em frente à Praça Samaúma, e o entorno do local para estacionar seus automóveis. Porém, a organização aconselha que as pessoas procurem de deslocar de taxi, transporte por aplicativo ou carona (em que o motorista não vá beber), pois curtir com segurança é sempre a melhor opção.

Programação:

– Contação de História com o Proler (SEMED) e Arte Educadores da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá e Município de Macapá;
– Discotecagem – Selecta Branks
– Banda da Guarda Civil Municipal de Macapá (GCMM)
– Cortejo Produções Artísticas
– Companhia de Dança Aguinaldo Santos – Corpo & Movimento
– Bebeto Nandes
– Sabrina Zahara
– Osmar Júnior
– Afro Brasil

Arte local

Haverá ainda comercialização de artesanato, com a Feira Afro e “Projeto Mulheres que Fazem”, do Instituto Municipal de Política e Promoção de Igualdade Racial (Improir) e Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres; Tenda Literária com exposição e comercialização de livros e declamações poéticas por integrantes da Associação Literária do Estado do Amapá (Alieap).

As exposições de arte serão assinadas pelas galerias Samaúma e Trokal; além de vendas de comidas típicas e foodtrucks; exposição e comercialização de discos de vinil do Lado B; exposição de objetos antigos; distribuição de mudas de plantas pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam); simulador de impacto da CTMAC; Feira de produtos do campo (Sebrae) e oficinas de minichefs (Sebrae).

SERVIÇO:

Luau na Samaúma
Data: 11 de outubro de 2019
Hora: a partir das 17h
Local: Praça da Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, na Rua do Araxá

(Elton Tavares e Vanessa Albino/Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá)

Adamor do Bandolim faz show em Macapá

Mais de seis décadas de música, talento natural, e disposição sincera pra tocar, diferenciam Adamor do Bandolim no cenário artístico do Norte do Brasil, onde fez seu nome, tocou com grandes músicos do estilo choro, gravou discos, e agora se prepara para um show inédito em Macapá. “E o Choro Continua” terá a participação de três ícones da música amapaense, mestre Nonato Leal, Lolito do Bandolim e Manoel Sobral, que estarão com Adamor do Bandolim no espaço cultural do Norte das Águas, sexta,feira (4) a partir de 22h. O grupo Vou Vivendo e a formação que acompanha Adamor no espetáculo.

Adamor é um dos chamados chorões, que resistem ao regionalismo puro nortista  e novas tendências, e seguem no estilo musical mais brasileiro, o chorinho, que se espalhou pelo Brasil a partir do Rio de Janeiro, e se enraizou na Amazônia, terra que canta a natureza ao som de tambores, mas que tem público certo e apaixonado por choro e samba .  O chorinho ganhou seu espaço no norte graças a artistas autodidatas como Adamor, Edir Proença, Catiá, Noé, Amilar Brenha, Lolito do Bandolim, entre outros chorões.

Nascido em Anajás, região Marajoara, ele se encantou pelo choro ao participar de programa de calouro na Rádio Difusora de Macapá, nos anos 50. Voltou para Anajás  mas sempre atravessava o rio para ir até Belém, onde foi reconhecido por outros talentosos músicos. Fez parte do grupo Gente do Choro, e de outras formações musicais. Gravou vinis e CDs, participou de projetos musicais, festivais, está imortalizado em livros sobre chorinho e teses acadêmicas, viajou pelo Brasil tocando seu bandolim e foi enredo de escola de samba.

Atualmente, Adamor ainda participa do projeto Choro do Pará, onde troca experiências com jovens músicos, e recebe convites para se apresentar com artistas de várias gerações em espaços privilegiados, como o tradicional Bar do Gilson e Teatros. Adamor Ribeiro, seu nome de batismo, volta ao Amapá onde tem grandes amigos e parceiros musicais. O show que ele prepara para esta sexta-feira terá composições de sua autoria e do catálogo musical brasileiro de choros,  e produzidos por artistas do Amapá.

(Texto: Mariléia Maciel)

Projeto Quinta do Jazz de volta ao Norte das Águas

Temporada de verão da Quinta do Jazz retorna no Norte das Águas
Por Mariléia Maciel

Palco dos grandes projetos culturais na beira do Amazonas, o Norte das Águas dá início à nova temporada do projeto Quinta Jazz, com o grupo Amazon Music, na véspera do feriado, 12 de setembro. A atração faz parte da programação da casa, e atrai um grande número de apaixonados por jazz, bossa nova, MPB, blues e MPA. Fineias Nelluty, criador e que está à frente do projeto, garante um retorno em alto estilo, com repertório qualificado e músicos preparados para a noite especial de retorno do projeto.

Amazon Music é uma formação musical que completa 11 anos de estrada, parida do compromisso de Fineias Nelluty de tocar música instrumental onde estejam pessoas interessadas em ouvir ou conhecer os estilos. Atualmente o grupo é formado por Paulinho Queiroga, bateria; Hian Moreira, baixo; Vinícius Bastos, guitarra; e Fineias Nelluty, no teclado. Todos experientes e sintonizados com o ritmo musical que ganhou o mundo e apaixonou os amapaenses.

O projeto Quinta do Jazz nasceu em 2007, com a proposta de popularizar a música instrumental e formar uma plateia sem distinção de idade nem gênero, classe social ou formação, e fazer do palco um espaço de contemplação musical e para que o público se surpreenda com os instrumentos, artistas e suas notas musicais. O Quinta do Jazz é a vitrine do Amazon Music, que atravessa uma década promovendo uma importante interação para a massificação do jazz, blues, bossa e música brasileira. Durante as apresentações, o grupo abre espaço para músicos que querem dar a famosa “canja”.

A esperada volta do projeto Quinta do Jazz será no auge da estação verão, quando o rio Amazonas, a lua e o vento formam o conjunto perfeito, entre a vazante, a maré alta,  e as estações lunares, clima ideal para a apreciação da boa música instrumental. Para completar, o Norte das Águas serve o cardápio regional e o sofisticado, petiscos, bebidas com ou sem álcool, geladas e quentes, para a clientela.

“O projeto dá uma parada no inverno, porque é difícil enfrentarmos a intensidade da natureza amazônica, com suas duas estações bem definidas e severas nas características, principalmente em uma ambiente situado às margens do rio amazonas, que no inverno é o cenário de bruscas transformações ambientais. Por isso, no período chuvoso, a Quinta do Jazz tira férias, e volta com todo gás no verão”, afirma Fineias Nelluty.

A Quinta do Jazz inicia às 21h, e a entrada é liberada para quem quiser curtir música instrumental e até se aventurar nos instrumentos.

Show de Nani Rodrigues

Nani Rodrigues faz, no próximo sábado (14) um show vibrante, pra cima, com músicas atuais e outras que marcaram época. Vai ter zouk, carimbó, brega, MPB, MPA, Pop, marabaixo e batuque, com um leve toque musical francês.
Participações especial: Amadeu Cavalcante, Loren Cavalcante, Anne Ariel, Hannah Cavalcante e Stúdio Fit Life C2 e show de abertura com a paraense Fernanda Canora.
Endereco: Av. Beira rio 1488 Orla do Araxá

Samba, choro, brega, zouk e reggae no Norte das Águas

Fim de semana pós férias e o Restaurante e Bar Norte das Águas tem programação comemorativa para os clientes. Na sexta-feira, 9, o tradicional samba e choro com o grupo Vou Vivendo abre espaço para a homenagem  ao idealizador da formação musical, Lolito do Bandolim, que girou a roda da vida nesta semana. No sábado, o público poderá prestigiar o show Nossa Tribo, com  cantoras amapaenses, e no domingo, Dia dos Pais, vai ter show de violão e voz e almoço especial para as famílias. O Norte das Águas fica na beira do rio Amazonas, no Complexo Marlindo Serrano.

Samba, choro e comemoração
Casa cheia toda sexta-feira, o samba e choro desta semana tem a homenagem ao músico que deu o primeiro passo para a formação do Vou Vivendo, Laurindo Trindade, o Lolito do Bandolim, que completa 84 anos de vida, destes, 61 dedicados à música instrumental. A homenagem é justa, Lolito tem importância histórica na música amapaense, foi parceiro de Noé, Amilar Brenha e Nonato Leal, e há mais de uma década, junto com o violonista Beto Sete Cordas e o percussionista Lindomar Trindade formam o Vou Vivendo.
É esta cria musical de Lolito do Bandolim que estará à frente da homenagem, que terá ainda convidados especiais, como o instrumentista Mexicano, da elite do samba amapaense. A partir de 21h, Humberto Moreira (voz), Gabriel Pinheiro (cavaco), Walcimam Lemos (percussão), e os músicos já citados, estarão no Norte das Águas para começar a noite de sexta-feira. A entrada é franca.

Nossa Tribo
No dia 10 o Norte abre as portas para quatro cantoras de primeira linha que irão embalar o público com muito brega, zouk, carimbó, marabaixo, batuque e reggae. Brenda Melo, Nani Rodrigues, Mayara Braga e Loren Cavalcante apresentam a terceira edição do Nossa Tribo, que terá ainda a participação de Sabrina Zahara, Leka Denz e Mery Baraká. A abertura do espetáculo é por conta de João Amorim, com voz e violão para esquentar o grande momento.

Domingo pra celebrar os pais com mestre Nonato Leal
A partir de 11h de domingo o restaurante abre para receber famílias e amigos que homenageiam os pais. O tradicional cardápio regional, bebidas variadas, com ou sem álcool, sobremesas, a brisa do rio Amazonas, a paisagem, formam o conjunto de atrativos para celebrar o pai, marido, irmão ou amigo, na data especial. A música é pra lá de emocionante, mestre Nonato Leal e Venilton Leal farão uma edição especial do tradicional De Pai Pra Filho, com participação de Simey Saboya.

(Mariléia Maciel – Assessoria de Comunicação)

Mistura de rock e brega no Dona Antônia

Quinta-feira, 8, a partir das 21h, tem mistura de brega e rock pesado na casa de shows Dona Antônia (Centro) com Edilson Moreno (o popular Pirangueiro) e Banda Brega In Roll. Essa banda faz um som de rock pesado, mas as letras são bregas – o que, a produtora do show Marta Lacerda, é “super contagiante”.
Além do Pirangueiro, se apresentam  os cantores AJ, Ozy Rodrigues e Paulo Ricardo.
Os ingressos já estão à venda (R$ 20 individual, R$ 100 a mesa E R$ 120 camarotes)