Randolfe é o melhor senador do Brasil

Hoje (20), o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) foi escolhido  pelo júri de jornalistas que cobrem o Congresso Nacional como o melhor senador de 2020. O resultado foi anunciado na noite desta quinta-feira (20) durante cerimônia virtual transmitida pela página do Congresso em Foco.
Esta é a 6ª vez, de acordo que Randolfe é eleito pelos jornalistas como melhor senador.

No voto popular ele ficou em terceiro lugar no voto popular. “Dedico esse prêmio ao meu Amapá. Gratidão pelo reconhecimento de um trabalho que não faço sozinho, tem toda uma equipe dedicada que atua comigo. É uma felicidade sem tamanho levar o nome do Amapá para o Brasil de forma positiva. Resgatar o amor pela nossa história”, explicou o senador. “Nosso trabalho só fica completo quando a gente percebe a melhoria direta na vida das pessoas. Não pararemos por aqui”, completou.

Randolfe Rodrigues foi indicado em três categorias: Defesa da Educação, Clima e Sustentabilidade e Melhor Senador.

O parlamentar afirmou também que “são tempos difíceis para saúde e para a nossa democracia, mais do que nunca é necessário reafirmar os valores da Constituição”.

Os senadores premiados pela votação de jornalistas do Prêmio Congresso em Foco 2020 foram os seguintes, na ordem decrescente de votação:

1 Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
2 Fabiano Contarato (Rede-ES)
3 Jaques Wagner (PT-BA)
4 Simone Tebet (MDB-MS)
5 Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Congresso em Foco
O prêmio está em sua 13ª edição e foi criado para estimular a sociedade a acompanhar o desempenho político de seus representantes no Congresso Nacional.

A votação pela internet deste ano bateu todos os recordes das edições anteriores e passou de 2 milhões de votos. Para garantir a idoneidade, foi auditada pela Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF).

Randolfe Rodrigues
O senador Randolfe Rodrigues é o senador que mais recebeu indicações ao Congresso em Foco no Amapá. Atualmente, é líder da oposição no Senado Federal e foi o senador mais votado da história do Amapá, nas eleições de 2010.

(Fonte: Congresso em Foco e gabinete do senador Randolfe)

Acácio Favacho celebra derrubada de veto que trata da transferência de terras da União para Roraima e Amapá

O deputado e líder da Bancada do PROS Acácio Favacho defendeu em sessão do Congresso Nacional a derrubada do veto, projeto em que foi relator, que trata da transferência ao domínio dos Estados de Roraima e do Amapá de terras da União na Faixa de Fronteira. “Neste momento, é fundamental devolver as terras para o Estado do Amapá e de Roraima. É o progresso chegando, estamos há mais de 30 anos lutando para que isso virasse realidade”, disse ele.
Em sessão o Congresso Nacional  nesta quarta-feira (19), em votação em bloco foram derrubados os seguintes vetos: Veto 16 trata da transferência ao domínio dos Estados de Roraima e do Amapá de terras da União na Faixa de Fronteira; Veto 18, que trata do prazo para a Anvisa autorizar excepcional e temporariamente a importação de produtos sem registro; Veto 25, que trata do uso obrigatório de máscaras; e Veto 27, que trata do plano emergencial aos povos indígenas e demais comunidades. A apreciação retorna para análise do Senado Federal.
(Texto: Ascom)

Prêmio Congresso em Foco – Randolfe Rodrigues mais uma vez entre os melhores

Vencedor do prêmio Congresso em Foco em 5 edições, o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) concorre ao prêmio mais uma vez em 2020. A cerimônia ocorrerá nesta quinta-feira (20), a partir das 20h. O evento será transmitido ao vivo em todas as plataformas digitais: YouTube, Facebook, Instagram, Twitter e pelo site do portal.

Em 2020, Randolfe Rodrigues concorre ao Congresso em Foco em três categorias: Defesa da Educação, Clima e Sustentabilidade e Melhor Senador. Além disso, o parlamentar do Amapá concorre ao voto entre os jornalistas, o troféu mais cobiçado pelos parlamentares e que tem a indicação de um grupo de 21 profissionais de imprensa de perfil plural e de diversos veículos de comunicação.

Congresso em Foco
Este ano, a cerimônia do prêmio Congresso em Foco será toda feita em formato digital por causa da pandemia do coronavírus.

O prêmio está em sua 13ª edição e foi criado para estimular a sociedade a acompanhar o desempenho político de seus representantes no Congresso Nacional.

A votação pela internet deste ano bateu todos os recordes das edições anteriores e passou de 2 milhões de votos. Para garantir a idoneidade, foi auditada pela Associação dos Peritos Criminais Federais
(APCF).

Randolfe Rodrigues
O senador Randolfe Rodrigues é o senador que mais recebeu indicações ao Congresso em Foco no Amapá. Atualmente, é líder da oposição no Senado Federal e foi o senador mais votado da história do Amapá, nas eleições de 2010.

Nasceu em 1972 em Garanhuns, interior de Pernambuco e vive no Amapá desde os 8 anos de idade. É professor, graduado em história, bacharel em direito e mestre em políticas públicas.

Aprovado projeto que inclui Amapá, Amazonas e Pará na área de atuação da Codevasf

Deputado Acácio Favacho se empenhou para garantir a aprovação

Em sessão plenária virtual, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4731/19 nesta segunda-feira (20) que que inclui a Bacia do Rio Araguari e demais bacias do Estado do Amapá, do Amazonas e do Pará na área de atuação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O projeto segue agora para o Senado.

O deputado federal líder da bancada do PROS, Acácio Favacho (AP),  defendeu o projeto e comemorou o resultado  da votação. “Parabenizo o relator, entendo que a Codevasf deve chegar a localidades mais distantes, é preciso chegar nessas localidades”, disse.

De acordo com o projeto, a Codevasf terá sede e foro no Distrito Federal e atuação nas bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru, Mearim, Vaza-Barris, Paraíba, Mundaú, Jequiá, Tocantins, Munim, Gurupi, Turiaçu, Pericumã, Una, Real, Itapicuru, Paraguaçu e Araguari, nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Goiás, Piauí, Maranhão, Ceará, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Amapá e no Distrito Federal, bem como nas demais bacias hidrográficas e litorâneas dos Estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará e Sergipe e poderá instalar e manter no País órgãos e setores de operação e representação.

Pode parar, seu Weintraub!

Pelas redes sociais, o  presidente do Senado, Davi Alcolumbre, informou que assinou hoje a mensagem de devolução da MP 979/2020, medida provisória  que autoriza o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a nomear reitores e vice-reitores de universidades federais sem consulta à comunidade acadêmica durante a pandemia.

“Acabo de assinar o expediente de devolução da MP 979, que trata da designação de reitores, por violação aos princípios constitucionais da autonomia e da gestão democrática das universidades. Cabe a mim, como presidente do Congresso Nacional, não deixar tramitar proposições que violem a Constituição federal. O Parlamento permanece vigilante na defesa das instituições e no avanço da ciência”, informou Davi.

Para o senador Randolfe Rodrigues a atitude da Davi representa a vitória da educação e da democracia. Ele lembrou que solicitou  a devolução e acionou o STF contra o que considera um absurdo. “Não permitiremos qualquer tipo de autoritarismo e intervenção em qualquer instituição! Resistiremos!”, postou Randolfe Rodrigues (Rede-AP), na sua conta no Twitter.

Senado – Paulo Albuquerque assume prometendo seguir a mesma linha de Lucas Barreto

A estreia de Albuquerque na tribuna (Foto: Marcos Oliveira/Ag Senado)

O médico Paulo Albuquerque  é o novo representante do Amapá no Senado. Ele tomou posse na tarde desta terça-feira (17) no lugar de Lucas Barreto (PSD-AP), que entrou com pedido de licença por motivos de saúde.

E hoje mesmo ele fez sua estreia na tribuna do Senado logo após tomar posse. Disse que vai dar  continuidade ao trabalho do senador Lucas Barreto (PSD-AP) na busca pelo equilíbrio entre a preservação e o desenvolvimento do seu estado.

Ele destacou que, apesar de o Amapá possuir riquezas minerais “inimagináveis” e um grande potencial turístico, o seu povo ainda sofre por falta de emprego, saúde, segurança e educação.

Lucas Barreto repudia incitação à difamação contra Randolfe pelas redes sociais

O senador Lucas Barreto (PSD-AP) criticou nesta terça-feira (5) em Plenário o deputado federal Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP), por incitar o presidente do PSL no Amapá, Pastor Guaracy, a promover uma campanha de difamação contra o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), pelas redes sociais. Lucas Barreto salientou que, mesmo com as diferenças de ideias, Randolfe conta com seu respeito.

— Não é novidade para ninguém que o senador Randolfe e eu temos visões diferentes na política e aqui no Senado Federal, mas sempre nos respeitamos, pois vivemos numa democracia e é preciso, sobretudo, agir com equilíbrio. Atitudes assim não são de bom tom para a política, pois desgastam pessoas e instituições, alimentam o ódio e deixam mais distante a paz — afirmou Lucas Barreto.

O senador pediu que o Pastor Guaracy também repudie o pedido do deputado federal Pastor Marco Feliciano. Para ele, Guaracy “não se prestaria a papel tão vil”.

O discurso de Lucas Barreto foi aplaudido pelo senadores Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Flávio Arns (Rede-PR), que também defenderam Randolfe. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também condenou as ameaças ao senador.

— Uma agressão em uma mensagem que incita grupos a agredirem um parlamentar por conta de uma manifestação desse parlamentar, sem dúvida nenhuma, merece o nosso repúdio e a nossa indignação — disse Davi.

Os ataques de Feliciano a Randolfe vieram depois que o senador criticou as declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que acenou, em entrevista, com um “novo AI-5”, e também após o anúncio de Randolfe que faria uma representação contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, junto à Procuradoria-Geral da República, por obstrução de justiça no caso Marielle. Para Randolfe, a prática ficou configurada depois que Bolsonaro se antecipou à polícia e se apossou de um áudio da portaria do condomínio onde vive, impedindo as investigações.

(Fonte: Agência Senado)

Nota do PSOL sobre os ataques ao senador Randolfe

O PSOL Amapá repudia os ataques contra o senador da República Randolfe Rodrigues seja pela incitação contra os seus perfis em redes sociais ou contra sua atuação. O parlamentar cumpre um papel fundamental para a democracia, onde denuncia, questiona e argumenta em favor da sociedade, exercendo seu papel como líder da oposição do atual governo.

Consideramos a democracia um ideal inegociável, parte essencial de uma sociedade livre e plural, por isso é inadmissível que o ódio seja usado como arma para tentar intimidar ou calar aqueles que pensam diferente. O ódio não pode vencer o debate das ideias.

Nossa solidariedade ao senador Randolfe Rodrigues e pelo direito à oposição livre e democrática.

Dejalma Espírito Santo Ferreira Teixeira
Presidente diretório do PSOL Amapá