Tribunal reduz condenação de Eduardo Cunha na Lava Jato

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, decidiu hoje (21) reduzir a condenação do ex-deputado Eduardo Cunha na Operação Lava Jato. A Oitava Turma reduziu a pena de 15 anos e quatro meses de prisão para 14 anos e seis meses pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Também ficou decidido pelo cumprimento imediato da pena após o julgamento de mais um eventual recurso. (Leia mais)

Temer vai trocar 17 ministros

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse hoje (14), pelo Twitter, que o pedido de demissão de Bruno Araújo do Ministério das Cidades acabou por “precipitar” o debate sobre a reforma ministerial dentro do governo. De acordo com Jucá, o presidente Michel Temer deverá trocar 17 dos 28 ministros. (Leia mais)

Entre aspas

“O Senado teve a oportunidade de investigar e esclarecer as acusações, mas preferiu passar a mão na cabeça do senador Aécio Neves, repetindo o gesto da Câmara dos Deputados, que, para a indignação da sociedade brasileira, passou a mão na cabeça de Michel Temer, acusado por prática de corrupção no exercício do mandato de Presidente da República”.
(Senador João Capiberibe hoje no Senado)

Decisão sobre afastamento de Aécio fica para o dia 17

O Plenário do Senado decidiu, na noite desta terça-feira (3), marcar para o próximo dia 17 a análise da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar do mandato o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Pela decisão da Primeira Turma do STF (OFS 70/2017), o senador também deve se recolher em sua residência durante a noite. Foram 50 votos favoráveis ao adiamento e 21 contrários. (Leia mais)

Senado aprova fim das coligações

O Plenário do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (3), a proposta de emenda à Constituição (PEC 33/2017) que cria cláusulas de desempenho eleitoral para que os partidos políticos tenham acesso ao fundo partidário e ao tempo gratuito de televisão, além de acabar com as coligações para eleições proporcionais para deputados e vereadores, mas só a partir de 2020. (Leia mais)

Temer recebe mais de 40 deputados e prefeito flagrado embolsando dinheiro

Do Congresso em Foco

Temer recebe mais de 40 deputados e prefeito flagrado embolsando dinheiro em vídeo

O presidente Michel Temer (PMDB) vai intensificar, nesta terça-feira (3), o corpo a corpo com deputados em busca de apoio para barrar o pedido de investigação por obstrução da Justiça e organização criminosa. Temer reservou sua agenda para receber ao longo do dia mais de 40 deputados (veja relação abaixo) que, em sua quase totalidade, ficaram do lado dele na votação relacionada à denúncia anterior, por corrupção, rejeitada pela Câmara.

O peemedebista também se encontrará no Palácio do Planalto com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB). Ele é um dos políticos flagrados em vídeo embolsando dinheiro entregue pelo chefe de gabinete do então governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB). (Leia a matéria completa aqui)

Rito de tramitação da denúncia contra Temer

O rito de tramitação da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros da Secretaria-Geral, Moreira Franco, e da Casa Civil, Eliseu Padilha, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deverá ser praticamente o mesmo adotado na análise da primeira denúncia. Segundo o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), algumas adaptações poderão ser feitas no decorrer da tramitação, uma vez que essa nova peça envolve mais de um denunciado. (Leia mais)