10 mil fiéis devem participar da Marcha para Jesus amanhã em Macapá

Neste sábado (2), acontece o tradicional evento religioso Marcha para Jesus, que este ano foi incluído na programação do Macapá Verão.
Com o tema ‘Jesus, o centro da minha vida’, a 30ª edição reunirá fiéis na Praça da Bandeira, às 16h, que seguirão em caminhada até a Praça Barão do Rio Branco, animados por trios elétricos.

A programação encerra com show da atração nacional, o cantor gospel Israel Salazar. A expectativa é reunir cerca de 10 mil pessoas.

Moeda em homenagem a N.S.de Fátima

Já que hoje é dia de N.S.de Fátima mostro pra vocês essa belíssima moeda de 2,50 euros, que faz parte da minha coleção.
Ela foi lançada em Portugal em 2017, ano do centenário da primeira aparição de Nossa Senhora de Fátima.
Em 13 de maio de 1917 na pequena aldeia de Fátima em Portugal, em um local chamado “Cova de Iria”, Nossa Senhora apareceu pela primeira vez para as crianças Lúcia, Francisco e Jacinta.

Cirio de Nazaré: concurso para escolha do cartaz e divulgação do tema e lema abrem programação da festividade

A programação do Círio de Nazaré em Macapá traz como novidade para 2022 o concurso para a escolha do cartaz da festividade. As inscrições foram abertas nesta terça-feira, 10. A escolha além de eleger o novo cartaz, tem como objetivo integrar os artistas e designers amapaenses na maior festa religiosa do estado. Clique aqui e baixe o edital do concurso.

O certame lança ainda o tema e o lema do Círio, que este ano irá refletir sobre a paz, a alegria e o amor.

“Para o ano de 2022, escolhemos a luz do Espírito Santo o tema “Maria de Nazaré, intercedei por nós: sem paz não temos alegria; sem amor não temos vida!”, e o lema “Não tem mais vinho” (Jo – 2, 3). Em Jesus Cristo está nossa vida e nossa esperança de Ressurreição. A Mãe que o Pai preparou para seu Filho amado continuará proclamando no Círio e em todos os dias de nossa vida: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5). Aqui está o verdadeiro caminho para a felicidade”, afirma Pe. Rafael Donneschi, coordenador.

Os participantes poderão se inscrever gratuitamente até o dia 23/05, na Secretaria da Catedral São José. O artista com cartaz escolhido será premiado com um valor em dinheiro e terá a mídia imprensa em todas as publicações da programação.

Todas as informações estão contidas no edital que foi lançado as 10h, no site da Diocese de Macapá no endereço www.diocesedemacapa.com.br

O vencedor e a arte do novo cartaz serão divulgados no dia 31 de maio, durante coletiva de imprensa para a apresentação do Círio 2022, às 9h, na Catedral São José.
(Fonte: Diocese de Macapá)

Messiânicos

Reverendo Isaac Ezagui, diretor da Região Norte da Igreja Messiânica, está em Macapá, fazendo uma visita missionária. Ele chegou hoje a tarde e fica na cidade até quinta-feira.
Esta é uma excelente oportunidade para quem quer conhecer um pouco da filosofia messiânica e receber Johrei.Hoje, às 18h, ele participa do Culto Vesperal e ministra Johrei Coletivo. Amanhã, pela manhã, das 9h às 12h,  ele estará na Igreja ministrando Johrei (Av. Mãe Luzia entre as ruas São José e Cândido Mendes) e na quinta-feira, também pela manhã, no terreno da futura sede própria  (Av. Mãe Luzia entre Leopoldo Machado e Jovino Dinoá).

O que é Johrei?

“Johrei é palavra criada por Meishu-Sama com a junção de dois ideogramas da língua japonesa que significam JOH – “purificar” e REI – “espírito”. Assim ele denominou o método de canalizar com as mãos, a intangível, infinita e poderosa energia que, pela sua origem e benefícios, é considerada Luz Divina.

A felicidade ou a infelicidade depende do nível espiritual de cada um. Quanto mais impurezas espirituais e físicas o homem acumula, mais pesado fica o espírito, decaindo nas camadas do mundo espiritual , onde a luz é escassa. O Johrei purifica as impurezas do homem e possibilita que ele se eleve espiritualmente para camadas onde a Luz é intensa. A Luz é a fonte da saúde, da sabedoria e da felicidade.
Assim explica Meishu-Sama: “A pregação das doutrinas religiosas agem do exterior para a alma. Mas o ato purificador do Johrei projeta a Luz Espiritual diretamente na alma, despertando-a instantaneamente. Os que ingressam, alcançam rapidamente uma percepção superficial e, em seguida uma percepção mais profunda. Além de superarem suas próprias tragédias, tornam-se aptos, também, a eliminar as tragédias alheias.”
Como ele atua?
As invisíveis, mas poderosas ondas de luz que irradiam durante o Johrei, eliminam as impurezas impregnadas no ser humano, revitalizando sua força natural de recuperação, também chamada força curativa natural.
Por que o Johrei é diferente?
Todas as práticas energéticas que objetivam restaurar a força curativa natural do ser humano, usam energia que emanam do próprio praticante, o que restringe a sua ação devido ao limite da condição humana. Porém, como o Johrei não utiliza a força humana, e sim a energia vital do universo, potencializada por Meishu-Sama, pode ser praticado indefinidamente e, o que é melhor, quanto mais se pratica, mais energia se recebe.
Alguns benefícios do Johrei:
Desperta o homem para a existência do Criador;

Fortalece-o para que ele possa ultrapassar osdesafios da vida;
Torna-o saudável física e espiritualmente;
Torna-o mais sereno e pacífico;
Eleva a sua inteligência e a sua personalidade;
Expande a sua aura, protegendo-o dos infortúnios;
Possibilita-lhe perceber melhor a abundância e as oportunidades,propiciando a sua prosperidade;
Fortalece o sentimento de gratidão e altruísmo.”
(Texto extraído do sítio Igreja Messiânica Mundial)
Clique  aqui  para ler interessante matéria sobre uma pesquisa que revela o poder da energia liberada pelas mãos.

Novo templo

A Igreja AD Portas Abertas Macapá, inaugura um novo templo em Macapá, no próximo final de semana, dias 15, 16 e 17 de abril, na sexta e sábado às 19h e domingo às 18h, na Avenida Acelino de Leão, nº41, entre as Ruas Eliezer Levy e General Rondon – Bairro do Trem.

(Foto: Denyse Quintas)

Diocese de Macapá abre inscrição para nova turma do Curso de Introdução à Teologia e à Pastoral

A Equipe de Serviço a Palavra da Diocese de Macapá abriu inscrições para a formação de mais uma turma do Curso de Introdução à Teologia e à Pastoral. A ficha de inscrição está disponível nas paróquias e demais organismos diocesanos e deverá ser entregue na Secretária do Centro de Pastoral, no bairro Jesus de Nazaré, até dia 20 de junho.

Os principais objetivos do curso são: formar lideranças leigas das paróquias, CEBs, pastorais e movimentos presentes na Diocese de Macapá; proporcionar uma interpretação teológico-pastoral dos conteúdos da fé cristã; preparar leigos/as para darem razão da própria fé, em diálogo com o contexto cultural contemporâneo.

Saiba mais https://cutt.ly/tFW3Ms9

Protegei-nos, glorioso São José!

Hoje é Dia de São José, padroeiro do Amapá, vamos recorrer a ele para que proteja a todos nós, que nos livre de todo mal e que desperte em nós os sentimentos de  solidariedade e de amor ao próximo.

Oração a São José
Ó glorioso São José, digno de ser amado, invocado e venerado com especialidade entre todos os santos, pelo primor de vossas virtudes, eminência de vossa glória e poder de vossa intercessão, perante a Santíssima Trindade, perante Jesus Vosso Filho adotivo, e perante Maria, Vossa Santíssima Esposa, minha Mãe terníssima, tomo-vos hoje por meu advogado junto de ambos, por meu protetor e pai, proponho firmemente nunca esquecer-me de Vós, honrar-Vos todos os dias que Deus me conceder e, fazer quanto em mim estiver para inspirar vossa devoção aos que estão sob o meu encargo. Dignai-vos vo-lo peço ó pai do meu coração, conceder-me a vossa especial proteção e admitir-me entre os vossos mais fervorosos servos. Em todas as minhas ações assisti-me, junto de Jesus e Maria favorecei-me, e na hora da morte não me falteis, por piedade. Amém”.

Há 56 anos

Em 18 de março de 1966, na véspera do dia do Padroeiro São José e dia em que completava 51 anos de idade, o bispo D. José Maritano chegava ao Amapá. Eu estudava no Santa Bartoloméa Capitânio, um colégio de freiras. As freiras nos levaram para tomar bênção dele e beijar seu anel.
D. José Maritano foi o primeiro bispo diocesano daqui.
Ficou no Amapá de março de 1966 a agosto de 1983.

(Foto: acervo de Edgar Rodrigues)