Samba e carnaval na Câmara

Hoje teve samba e carnaval na Câmara de Vereadores de Macapá.
Por iniciativa do presidente Marcelo Dias foi realizada sessão solene em alusão do Dia do Samba, celebrado nacionalmente no dia 2. A Liga das escolas de Samba do Amapá (Liesap) e as dez agremiações que compõem a associação, bem como personalidades representativas do Carnaval foram homenageadas com “Voto de Louvor” pelo político.

A honraria foi concedida – inclusive “in memorian” – às pessoas que fazem parte da história do carnaval amapaense, em reconhecimento do apoio e dedicação à maior festa popular do Brasil, no estado.

No clima de Natal

Pelo terceiro ano consecutivo os caminhões coletores de lixo de Macapá e do Programa Macapaluz foram enfeitados com lâmpadas de LED entrando no clima de Natal. coloridas dando um ar de magia e encanto de Natal.

“Essa é uma forma de humanizar e trazer esse clima de Natal para dentro desse serviço, que é tão necessário para a comunidade”, diz o secretário de Manutenção Urbanística, Claudiomar Rosa.

São 10 veículos com luzes de LED em cores diversas. Além dos carros, os garis que trabalham nesses caminhões também entraram no clima natalino e usam gorros de Papai Noel.

Feirinha Arte e Vida nesta terça na Praça Veiga Cabral

Em nova edição, o grupo de terceira idade “Arte e Vida” promoverá nesta terça-feira, 10, a Feirinha de Artesanato com exposição e comercialização de produtos confeccionados pelas participantes,  das 8h às 12h, na Praça Veiga Cabral.

Produtos como bonecas de pano, chaveiro, peso de porta, guardanapo pintado, cesto, artigos feitos com feltro, TNT e EVA, além de enfeites natalinos, estarão em exposição e comercialização. Eles são confeccionados pelo grupo “Arte e Vida”, por meio do incentivo à atividade dado pela Prefeitura de Macapá, com o suporte técnico e disponibilidade de profissionais que atuam na instrução dos idosos.

(Ascom/PMM)

Você sabe quem criou o presépio?

Você sabia que foi São Francisco de Assis, o santo protetor do animais, que criou o presépio?
Pois é. Em 1223, na Itália, ele fez o primeiro presépio da história. E foi um presépio vivo, com moradores da pequena localidade de Greccio representando o Menino Jesus, Nossa Senhora, São José, os Reis Magos, os pastores e os anjos. Os animais (o boi, o burro e as ovelha) também eram reais.

Comunidade Shalom promove festival de dança

No dia 14 de dezembro, a Comunidade Católica Shalom – Missão Macapá realiza a primeira edição do Festival de Dança Vitae e a apresentação do musical “Miriam: um espetáculo de luz”. A programação alusiva ao tempo natalino acontece no auditório da Universidade Federal do Amapá (Unifap), às 18h.

Segundo a responsável pelo núcleo de Artes da Comunidade Shalom em Macapá, Brenda Fonseca, o objetivo é “levar as pessoas, por meio da dança, a uma experiência com o nascimento de Cristo”. O festival aborda o tema “Natal” e também visa “promover e incentivar os grupos de dança a intensificar o anúncio do Amor de Deus por meio da arte”.

Para participar do evento, o grupo interessado deve ser formando por, no mínimo, três bailarinos. A modalidade de dança é livre e o grupo terá de três até dez minutos para execução da performance. Serão observados na avaliação os critérios de coesão com o tema, inventividade, harmonia e execução.

A inscrição para participação no festival podem ser realizada através do formulário disponível no link https://forms.gle/JTLA12uEynNmPPUC6 até o dia 13 de dezembro e o valor de inscrição por integrante do grupo é de R$ 15,00. O grupo vencedor será premiado com troféu e a quantia de R$ 350,00. Confira o regulamento completo aqui.

(Jefferson Souza/Pascom)

Domingo tem Feirinha das Manas na praça

No próximo domingo, 8, a partir das 15h, acontecerá na Praça Floriano Peixoto, a 5ª edição da Feirinha das Manas. Evento já conhecido na cidade por reunir centenas de mulheres empreendedoras e oportunizar boas compras e eventos culturais, essa edição tem mais um diferencial: serão arrecadados produtos que serão doados para a Casa da Hospitalidade.

A cada edição o projeto se fortalece, reúne mais pessoas e proporciona diversas opções culturais. Quando iniciou em 2019, tinha como objetivo principal evidenciar a economia criativa, por meio de brechós, atualmente conta com 130 empreendedoras. Além de fazer boas compras e encontrar preços justos, a comunidade assistirá a performances artísticas e musicais, e ainda poderá fazer o bem para centenas de pessoas.

Outra novidade: quem prestigiar a Feirinha poderá aferir a pressão, o nível de glicemia, e ganhar camisinhas. O serviço será prestado pelos coordenadores do projeto Literar, que também estarão recebendo doações de brinquedos e alimentos não perecíveis que serão entregues para a Organização Não Governamental Anjos Protetores, Hospital da Criança, famílias carentes e moradores de rua.

As organizadoras comemoram o sucesso da ação e explicam o que pode ser doado para ajudar os residentes da Casa da Hospitalidade: “Nossa ideia cresceu e nos sentimos honradas em poder ajudar pessoas por meio de nossa iniciativa. Estaremos arrecadando luvas para procedimentos (sem talco – M e G), fraldas (M e G), máscaras descartáveis; hidratante, colônia e sabonetes infantil, latas de leite sem lactose, enxaguante bucal, chinelos tipo havaianas (tam. 33, 34, 35 e 40), óleo de hortelã (massageador que vende em farmácias naturais), e material de limpeza – sabão em pó, água sanitária, detergente lava louça, amaciante”, pontuaram.

Por se tratar também de um projeto cultural, além da comercialização de produtos serão realizadas exposição artística de desenhos, poemas e fotografias de artistas amapaense, e as seguintes atrações musicais: Rosa de Assis; Yuka; Brenda Zeni; Grupo Interestelar; Banda Benzin, e Banda Luxuosos Corações. Também haverá sorteio e distribuição de livros.

(Ana Anspach)

Frente do novo Mercado Central terá anfiteatro e chafariz

Uma das novidades do novo Mercado Central é a criação de um anfiteatro na área que antes funcionava como estacionamento, em frente ao prédio. O local está de cara nova, com área gramada, chafariz duplo e monumento  na fachada. A proposta é oferecer um espaço para difundir ainda mais a cultura local em um dos pontos turísticos e históricos da capital.

“O espaço em frente ao Mercado Central é muito importante para a classe cultural, pois o segmento ganha mais um ambiente para mostrar seus trabalhos artísticos e difundir a arte e cultura com a população, além de ser histórico”, conta a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman.

I Simpósio de Inovação

O que têm em comum os vinhos finos da região do Vale dos Vinhedos (RS), o café do cerrado de Minas Gerais, a carne do Pampa Gaúcho e a Cachaça de Paraty (RJ)? Embora sejam produtos diferentes e produzidos em regiões distintas, são apresentados com Indicação Geográfica (IG) na modalidade de Indicação de Procedência. Uma oportunidade para conhecer mais sobre Indicação Geográfica (IG) e sua relação com a preservação de tradições locais, é participar do I Simpósio Amapaense de Inovação Tecnológica, evento a ser realizado nesta sexta-feira, 6/12, pela manhã e à tarde, no auditório Marabaixo da Embrapa Amapá, em Macapá.

O evento é aberto ao público em geral e não é cobrada taxa em dinheiro para a inscrição. Para se inscrever basta entregar, no local do simpósio, um pacote de fralda geriátrica – tamanhos G ou EXG – para a ação natalina em benefício da instituição Abrigo São José.

Bastante aplicada em vários países da Europa e nos Estados Unidos, a Indicação Geográfica é uma área do direito de propriedade intelectual ainda pouco difundida no Brasil. No período da manhã, o simpósio contará com palestra da professora Kelly Lissandra Bruch, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sobre o tema “Indicações Geográficas”, Graduada em Direito, a professora pesquisou os signos distintivos de origem entre o novo e velho no mundo da produção de vinhos para sua tese de doutorado em direito privado. Outro palestrante convidado é o professor doutor Ubiratan Bezerra, da Universidade Federal do Pará. Ele virá a Macapá trocar ideias sobre sua experiência em parques científicos tecnológicos.

O objetivo geral deste evento é apresentar e debater temas estratégicos abordados nas pesquisas científicas desenvolvidas no âmbito do Programa Profnit (Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação) da Universidade Federal do Amapá (Unifap), sobretudo estudos em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação no Amapá.

Ativo de propriedade industrial
A Indicação Geográfica (IG) é um ativo de propriedade industrial usado para identificar a origem de um determinado produto ou serviço, quando o local tenha se tornado conhecido, ou quando certa característica ou qualidade desse produto ou serviço se deva à sua origem geográfica. A proteção concedida por uma IG, além de preservar as tradições locais, possui o potencial de diferenciar produtos e serviços, melhorar o acesso ao mercado e promover o desenvolvimento regional, gerando efeitos para produtores, prestadores de serviço e consumidores

O I Simpósio Amapaense de Inovação Tecnológica é realizado pelo Profnit (ponto focal Unifap) e Embrapa Amapá, tendo como tema “Inovação, Ecossistemas e Empreendedorismo.  Conta com a parceria da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Unifap, Universidade Estadual do Amapá, Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) e Sebrae.

(Texto: Dulcivânia Freitas – Ascom/Embrapa)