Eu vi a estação espacial sobrevoando Macapá

Desde o dia 15 a Estação Espacial Internacional (ISS) sobrevoa o Brasil. De acordo com a NASA ela tem 109 metros x 51 metros (mais ou menos o tamanho de um campo de futebol americano) e se move a uma velocidade de 27000km/h.
Ela é visível a olho nu. Hoje ela passou por Macapá e eu e meu filho vimos. Fiz a foto, que não saiu tão boa porque não foi feita com equipamento profissional, mas com uma simples câmera digital. (A nave é o pontinho azulado maior na foto).
Durante cinco minutos ela sobrevoou Macapá, das 18h42 às 18h47 no sentido S/ENE.

Quem não viu hoje ainda tem a oportunidade de ver amanhã, mas só por dois minutinhos,  das 19h29 às19h31 no sentido NW/N.

No site da Nasa spotthestation.nasa.gov você pode conferir os dias e horários que ela será visível em outras cidades do país. E se você cadastrar seu email no site  você é avisado quando ela se aproxima da sua cidade.

Senado aprova MP que cria fundo para compensação ambiental

Da Agência Senado

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (8) a medida provisória que autoriza o Instituto Chico Mendes (ICMBio) a selecionar, sem licitação, um banco público para criar e gerir um fundo formado pelos recursos arrecadados com a compensação ambiental. O fundo financiará unidades federais de conservação, como parques nacionais, reservas biológicas e áreas de proteção ambiental (APAs). Aprovada na forma de um projeto de lei de conversão (PLV 5/2018), a matéria segue para a sanção da Presidência da República.

Continue lendo

Calendário eleitoral

Termina nesta quarta-feira (9) o prazo para que o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicite transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que o Brasil tem quase 900 mil eleitores com deficiência.

O dia 9 de maio é também a data-limite para que o eleitor que pretende votar nas Eleições 2018 regularize ou tire seu título de eleitor.
No Amapá todos os cartórios eleitorais estao funcionando das 8h às 18h

TSE terá atuação diligente no combate às fake news, diz Carlos Horbach

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Horbach disse nesta terça-feira (8) que o órgão terá uma atuação diligente e equilibrada em relação às fake news nas eleições deste ano. Segundo ele, a Corte buscará tanto a integridade do pleito como a preservação da liberdade da expressão, direito fundamental de todo o cidadão. “O TSE está de olhos bem abertos para garantir que o debate eleitoral seja o mais limpo possível”, destacou o ministro.

As declarações de Horbach foram feitas durante a 12ª Conferência Legislativa sobre Liberdade de Expressão, realizada hoje na Câmara dos Deputados. Promovido pelo Instituto Palavra Aberta, o evento debateu a importância da educação midiática na formação da cidadania e no combate às notícias falsas.

Continue lendo

EC 98 – Fachin prorroga prazo para prestação de informações

Com base em um ofício do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, prorrogou o prazo para prestação de informações por parte do Senado, da Câmara Federal e da Presidência da República na ADI 5935, que questiona a Emenda Constitucional 98: “Diante do contido no Ofício n.º 13/2018, encaminhado pelo senador Randolfe Rodrigues, renove-se a requisição de informações à Presidência da República e ao Congresso Nacional no prazo de 10 (dez) dias”, disse o ministro em despacho.

Continue lendo

Adeus, Gilson Rocha

Aos 69 anos de idade morreu nesta madrugada o médico, desportista e carnavalesco Gilson Rocha, após cerca de um mês internado com problemas decorrentes de uma pancreatite. Seu corpo está sendo velado na sede do Trem Desportivo Clube e o sepultamento ocorrerá às 17h.
Gilson Rocha foi candidato a governador em 1990 pelo PT, na primeira eleição para o governo do Estado do Amapá. Fez uma campanha alegre, bonita e limpa. Passou para o segundo turno, mas foi derrotado por Anníbal Barcellos (PFL). Foi  secretário de Estado da Saúde, vereador e vice-prefeito e secretário de Estado da Saúde. Um político ficha limpa.
Médico dos mais conceituados, Gilson Rocha fez de seus pacientes seus amigos. Aliás, por onde passava fazia uma multidão de amigos. Foi assim no carnaval e no futebol- duas das suas grandes paixões.
Uma das figuras mais expressivas do carnaval, Gilson Rocha chegou a presidente da maior escola de samba do Amapá: Piratas da Batucada, mas transitava bem nas escolas adversárias e por elas sempre foi recebido com respeito, alegria e confetes e serpentinas.
Desportista, Gilson Rocha era o médico dos atletas. Em campo, corria mais que o centro-avante para atender um jogador que caísse e se machucasse numa disputa de bola. Foi médico da Federação Amapaense de Futebol e de grandes clubes como Ypiranga Clube e Trem Desportivo Clube.
Gilson era alegre, companheiro, amigo, solidário. Era dessas pessoas que todos querem ter como amigos, que faz um bem danado ter por perto.

Vá em paz, meu amigo, siga no caminho da luz, você que foi luz para tantos neste plano. Aqui ficaremos lamentando tua partida, choraremos de saudade, mas também sorriremos lembrando teu alto astral contagiante, as boas conversas, as piadas, os risos e agradeceremos a Deus pelo grande privilégio que tivemos de te ter entre nós e pelas lições de ética, profissionalismo, solidariedade que você nos deixou.

REPERCUSSÃO
Carlos Nilson Costa (Professor, poeta e artista plástico)Gilson Rocha, amigo companheiro de toda uma adolescência preparatória para uma vida brilhante de luta, dígna, de amor ao próximo, de saber a hora chegada e fazer essa hora, de ser muito sério quando era para brincar, pois brincava com a seriedade de um menino, Via na alegria do povo uma forma de respeitar essa alegria, até no carnaval, Tive muito orgulho de ser seu amigo, companheiro e participar em boa parte na preparação da sua , e minha também, cidadania. Vai companheiro, até outro dia. Viva em paz na Glória do Senhor.

Wagner Gomes (Advogado) – Em 1990, nas primeiras eleições gerais, do novo Estado do Amapá, lideramos a oposição e chegamos a disputar o segundo turno. Uma eleição memorável. Gilson, disputava o Governo e Eu, o Senado. Esse pleito ficou para a história. E será assunto em um novo momento. Hoje quero prestar minha singela homenagem, a esse grande cidadão amapaense. Vereador, com um trabalho elogiável, marcou sua presença de modo positivo na Câmara Municipal. Na sua profissão de Médico, ajudou a salvar vidas. Enfim uma vida exemplar:

Helton Jucá (Carnavalesco) – Quanta falta vai fazer meu amigo Gilson, meu par de sapatos brancos, que iluminava com sua alegria, sua garra e sua determinação de campeão do carnaval; quanta falta fará nas tardes de domingo no Zerão um desportista envolvido em amor e garra, e torcendo pelo bem do nosso futebol; quanta falta fará Gilson Rocha, médico de mãos hábeis e que salvou muitas vidas em sua labuta diária.

Germano Tiago, o Tiaguinho (Atleta) – Ele foi um dos maiores responsáveis pelo 1o título profissional do Ypiranga Clube, atuando como médico e diretor do clube.
Se tivesse que dizer uma palavra que pudesse agradecer a tudo o que esse amigo representou a seus amigos, diria; GRATIDÃO, nos deixou o LEGADO do FAZER O BEM, SEM OLHAR A QUEM.

Geandra Bastos (Porta-bandeira) – Você partiu para sempre, mas nos corações dos que amam você, viverá eternamente.

Prefeitura de Macapá lança edital do concurso público para área da saúde

A Prefeitura de Macapá  lançou nesta quarta-feira, 2, o edital do concurso público para a área da saúde. São 444 vagas para 31 cargos de nível médio, superior e áreas técnicas.
As inscrições serão realizadas no período de 10 de maio a 8 de junho e a prova será dia 5 de agosto.

O edital está disponível no site da prefeitura: http://macapa.ap.gov.br/cidadao/concurso-publico/abertos/2769-concurso-publico-saude-2018

EC 98 – Fachin vai ouvir entidades sindicais

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, quer ouvir entidades sindicais representantes dos servidores do Amapá antes de proferir seu voto sobre o pedido de declaração de inconstitucionalidade da Emenda Constitucional nº 98. Foi o que ele disse pessoalmente ao senador Randolfe Rodrigues que foi recebido pelo ministro em audiência nessa segunda-feira (30), em Brasília.
Randolfe apresentou os argumentos em defesa da Emenda Constitucional, ressaltando seu caráter de mero reconhecimento de direitos já adquiridos por parte dos servidores, lembrando ainda que essa medida não é inovação jurídica, já tendo sido reconhecidas outras emendas constitucionais que tinham como objetivo a transposição de servidores para o quadro da União.

Continue lendo