Correios lança selo em homenagem aos 250 anos de Beethoven

Nesta quinta-feira (17), os Correios colocam em circulação a Emissão Comemorativa alusiva aos 250 anos do nascimento de Ludwig van Beethoven. Para marcar o lançamento do selo, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS) promove, na próxima terça-feira (22), uma apresentação virtual em seu canal oficial no YouTube.

Arte do Selo – A estampa apresenta Beethoven em uma de suas representações mais emblemáticas e famosas: a pintura-retrato Beethovens mit der Partitur zur Missa Solemnis (Beethoven com a partitura de Missa Solemnis), do alemão Joseph Karl Stieler.

Ao fundo foi inserido um trecho da partitura de “Missa Solemnis”, que está retratada na pintura. Na parte inferior direita, o logotipo oficial do projeto BTHVN 2020, que, embora possua um aspecto contemporâneo pela exclusão das vogais de seu nome, era a maneira como o próprio compositor assinava várias de suas obras. Foi utilizada técnica de computação gráfica. A pintura é de Josef Karl Stieler e a arte final de Daniel Effi.

A emissão será composta por uma folha com 24 selos. A tiragem é de 720 mil selos, com valor facial de R$ 2,05, destinados tanto ao colecionismo como ao porteamento das correspondências. A dimensão é de 38 x 38 milímetros, com impressão pela Casa da Moeda do Brasil. As peças estarão disponíveis nas principais agências de todo o país e também na loja virtual dos Correios.

Ludwig van Beethoven (1770 – 1827) é o compositor clássico mais tocado no mundo e um dos mais importantes embaixadores da cultura europeia. Seu trabalho pertence à herança cultural de toda a humanidade. O interesse pela sua música permaneceu inabalável por séculos e se tornou um fenômeno global. Beethoven é onipresente e eternamente moderno. Seu nome é conhecido muito além do mundo da música: ele fascina até mesmo movimentos e une pessoas nos mundos da publicidade, do cinema, dos esportes e da política.

(Com informações da assessoria de imprensa dos Correios)

Atenção, motoras! Prefeitura informa que o trânsito será interditado na Rodovia JK

A Prefeitura de Macapá informa que o trânsito será interditado na Rodovia Juscelino Kubitschek (AP-010), nesta terça-feira às 7 horas, no trecho compreendido entre rotatória da Hildemar Maia e rua da bacia das Pedrinhas, devido às obras de pavimentação. Sendo que no sentido Santana/Macapá, a rodovia estará liberada até a rotatória, com sequência pela Hildemar Maia.

Sentido Macapá/Santana
Desvio 1
Para os condutores que necessitam transitar pelo trecho da rodovia JK (AP-010), que compreende a rotatória da Jovino Dinoá ao canal das Pedrinhas, podem acessar na rua da bacia, entrando na Av. Tupis, Rua Santos Dumont, Av. Stephan Houat, Av. Praça Equinócio, para então retornar à rodovia JK.

Desvio 2
Será realizado pela Rua das Oliveiras, Rua Equatorial, para voltar para a rodovia JK, podendo também seguir pela Av. Mônaco, ligando com a Av. Equatorial.

Sentido Santana/Macapá
Desvio 1
O desvio será feito pela Avenida Equatorial, podendo o motorista fazer a conversão pela Rua das Oliveiras e retornar à rodovia JK sentido Rua Jovino Dinoá.

Desvio 2
Será feito pela Av. Equatorial, ligando a Rua Setentrional no bairro Araxá.

Desvio 3
Para acessar a rotário da Hildemar Maia, o condutor pode seguir pela Rua Marola Gato.

Aos 65 anos morre em Macapá o ex-jogador Bira. Corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa

Faleceu hoje em Macapá, aos 65 anos, o ex-jogador Ubiratan do Espírito Santo, o Bira.
Bira – que começou a carreira do Esporte Clube Macapá – brilhou nos gramados do Brasil e até do exterior. Foi um dos grandes artilheiros do futebol brasileiro.
Campeão pelo Macapá, pelo Paissandu,  Remo e campeão brasileiro pelo Internacional (RS).
A morte de Bira repercutiu em todo o país. Clubes, federações e torcedores lamentaram nas redes sociais, jornalistas esportivos e ex-jogadores fizeram homenagens relembrando fatos de sua brilhante carreira e clubes e federações emitiram notas de pesar.
Seu corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa do Amapá. O sepultamento ocorrerá amanhã, terça-feira, as 16 horas.
Para mim o dia amanheceu triste, pois acordei com um telefonema da minha amiga Leide, sua irmã, me dando a notícia.
Eu tinha um carinho muito grande pelo Bira, aliás por toda a família.
Seus pais, o inesquecível Herundino e a linda Dona Joana, foram amigos dos meus pais. Uma amizade que nasceu em Belém quando ainda eram solteiros. Herundino, por exemplo, me contava que acompanhou todo o namoro dos meus pais.
A amizade continuou em Macapá. Os filhos foram nascendo e essa amizade se prolongando neles.
Bira era o mais falador, contador de causos, alegre o tempo todo, festivo. Então, dei um pause na tristeza porque tristeza nunca combinou com ele. Melhor lembrar dele com sorrisos e gratidão pelas alegrias que ele deu a milhares de torcedores e a tantos amigos.
Descanse em paz, Tremendão.
Meus sentimentos a toda a família. Aos irmãos (Marco Antônio, Leide, Assis, Aldo), aos filhos e à esposa envio meu fraterno abraço e peço a Deus que lhes dê forças neste momento tão difícil e doído.

Notas de pesar pela morte do jogador Bira

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAPÁ
A segunda-feira amanheceu com a notícia triste do falecimento de Ubiratan Silva do Espírito Santo, o ex-jogador amapaense Bira, que foi ídolo de duas grandes torcidas do Brasil. Grande artilheiro da década de 70, ele  fez história no futebol, onde marcou seu nome no Remo, no Internacional no Rio Grande do Sul e no Ypiranga.

Bira foi campeão paraense em 1977, 1978 e 1979, o quarto maior artilheiro da história do Clube do Remo, com 115 gols marcados. Ele partiu aos 65 anos, mas construiu uma bela trajetória no futebol, onde será sempre lembrado e reverenciado com seus dribles marcantes e a explosão no gol. Bira era irmão do lateral-direito Aldo, que defendeu o Fluminense nos anos 80. O jogador, que deixou um dos maiores legados do futebol amapaense, foi também treinador do Clube do Remo.

Nascido no bairro do Trem, foi na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição que Bira começou a jogar futebol de verdade. Aos domingos, as chuteiras davam lugar aos sapatos engraxados e à roupa devidamente engomada. Afinal, era sagrado ir à missa de manhã. Para ele, a religião combinava com o esporte, além de trazer responsabilidade ao jovem na época. A molecada só jogava bola se também frequentasse a missa.

Neste momento de dor e tristeza, peço ao Pai que conforte o coração de sua esposa, Donalba Vilhena, dos familiares e dos muitos amigos e admiradores que sentem sua partida. Que suas jogadas incríveis sempre sejam referências para incentivar os novos ídolos do nosso estado. Que Bira descanse ao lado do Pai.
Clécio Luís
Prefeito de Macapá

FEDERAÇÃO AMAPAENSE DE FUTEBOL
Com muita tristeza nos despedimos na manhã de hoje do ex-jogador de futebol, Ubiratan do Espírito Santo Silva, o Bira.
Apaixonado pelo esporte que o consagrou, Bira jogou pelo Esporte Clube Macapá, Clube do Remo (PA) e Internacional (RS).
Foi treinador da Sociedade Esportiva e Recreativa São José e Ypiranga Clube. Um verdadeiro gigante!
Bira faleceu aos 65 anos, após uma brava luta contra um câncer.
Sua vida entre nós será sempre um exemplo e um orgulho para todos os Amapaenses.
A Federação Amapaense de Futebol decreta luto oficial por 3 dias e 1 minuto de silêncio nas partidas restantes da semifinal do Campeonato Amapaense de Futebol Profissional.

CLUBE DO REMO

PAYSANDU SPORT CLUB

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE FUTEBOL
A Federação Gaúcha de Futebol manifesta profundo pesar pelo falecimento de Ubiratan Espírito Santo, o ex-centroavante Bira “Burro”, ocorrido na manhã desta segunda-feira (14).
Natural de Macapá, o ex-atleta fez parte da equipe do Internacional campeã brasileira invicta, em 1979.
No futebol do Rio Grande do Sul, ele ainda teve passagens por Brasil de Pelotas, Novo Hamburgo e Aimoré.
Bira estava com 65 anos e lutava contra um câncer.
Diante da perda irreparável, a Federação presta condolências a familiares e amigos.

INTERNACIONAL

Gestores de entidades voltadas a idosos vão receber capacitação em educação financeira

Gestores de instituições que prestam serviços de cuidados a idosos participarão de capacitação em educação financeira. A qualificação está prevista no Protocolo de Intenções assinado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e pela Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), ontem, quarta-feira (02). A assinatura do documento ocorreu durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília (DF).

Com a parceria, caberá ao MMFDH disponibilizar dados sobre as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), além de articular quais conteúdos e modalidades são mais adequados ao público-alvo. A Abefin será responsável por ofertar o ensino e compartilhar informações referentes à atuação.

O protocolo tem a vigência de seis meses e não envolve a transferência de recursos financeiros.

“Para Abefin poder disseminar o conteúdo de educação financeira para esses profissionais de instituições que prestam serviços de cuidados para idosos é muito importante, pois sabemos que esse conhecimento será repassado para esse público, que tem grande necessidade. Lembro sempre que não tem idade para aprender educação financeira e que ela transforma e melhora vidas”, explica o presidente da Abefin, Reinaldo Domingos.

Na ocasião o presidente da Abefin esteve acompanhado da vice-presidente da associação do Amapá e de Roraima, Andrea Saraiva, que além de articular essa importante parceria, também foi testemunha da assinatura. “É uma realização muito grande a assinatura desse protocolo de intenções, sendo que, com ele se abre um campo muito grande para a divulgação da educação financeira”, comemorou na ocasião Saraiva.

(Assessoria de Comunicação Social do MMFDH)

Ivana Cei participa de reunião CNPG e acompanha a promulgação do novo FUNDEB

No curso da agenda institucional que cumpre em Brasília (DF), a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Lúcia Franco Cei, participou nesta quarta-feira (26), de reunião ordinária do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG) e, na sequência, esteve no Plenário do Senado, quando acompanhou a sessão solene de promulgação do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

Ao cumprimentar a procuradora de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, fazendo uma justa homenagem, em seu nome, ao Ministério Público Brasileiro, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, disse que o momento era histórico para a educação do país. “Hoje derrubamos um prazo de validade e tornamos permanente e constitucional o Fundeb. É uma das contribuições mais relevantes e de maior impacto social que o Congresso Nacional incorporou ao patrimônio jurídico brasileiro”, manifestou.

A Emenda Constitucional 108, hoje promulgada, torna permanente uma das principais fontes de financiamento da educação no país, que corria risco de extinção no fim deste ano, além de ampliar os recursos destinados para a educação pela União. Fundeb foi criado em 2007.

“Sem dúvida vivemos um grande dia para o Brasil. Fico feliz de poder representar o Ministério Público, ao lado dos meus pares, que tanto lutam pela defesa da educação, e poder presenciar essa conquista da nossa sociedade. O novo Fundeb amplia seu alcance e deve contribuir efetivamente para melhoria da infraestrutura das nossas escolas e a valorização dos professores. Comemoremos essa grande conquista, sobretudo, agora, quando vivemos tempos tão desafiadores”, manifestou a PGJ Ivana Cei, vice-presidente para a Região Norte do CNPG.

Na reunião do CNPG, os procuradores receberam os diretores da Petrobrás Roberto Ardenghy – de Relações Internacionais; Fernando Borges – Gerente Executivo de Relacionamento Externo; João Romeiro – gerente de relações com o Poder Público Federal e Marcos Galvão, coordenador de logística, que apresentaram as ações que a companhia está implementando para combater o furto de combustíveis de dutos ( prática conhecida como derivação clandestina) e que tem enorme potencial lesivo à sociedade brasileira.

Dentre outros temas, o Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH) também apresentou manifestação sobre recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) relativo ao tratamento de pessoas acusadas, réus, condenados ou privados de liberdade e adolescentes em conflito com a lei e que possuam deficiência auditiva ou visual, para que essa população tenha seus direitos assegurados, no âmbito da justiça criminal e da infância e juventude.

(Texto e foto: Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá)

Prefeitura entrega aos estudantes mais de 115 mil materiais didáticos

Desde o aparecimento do primeiro caso de Covid-19 no município de Macapá, as aulas em toda a rede pública e privada foram paralisadas. Para que os alunos não ficassem sem atividades, a prefeitura precisou desenvolver ferramentas e estratégias para levar os conteúdos da sala de aula para as casas dos alunos.

Ainda em março, a Secretaria de Educação lançou o aplicativo “Escola Com Você” e o site https://sites.google.com/view/semedmacapa, duas plataformas que permitem com que o aluno tenha acesso a videoaulas, atividades, jogos educativos, contos infantis, além de informações sobre as medidas e formas de prevenção e combate ao Coronavírus.

Em junho, por exemplo, foram registradas a criação de quase 44 mil atividades não presenciais e 32 mil acessos no aplicativo. Outra estratégia adotada foi a criação de cartilhas, apostilas e kits pedagógicos, e distribuição de livros didáticos.

Desde que essas ferramentas de ensino foram adotadas, 45 mil apostilas e 66 mil livros didáticos foram distribuídas somente no último bimestre. “Nossos dados mostram que pelo menos 30 mil alunos receberam algum tipo de material, seja impresso, digital ou ambos. Para esse segundo semestre, intensificaremos a entrega de material impresso para alcançar, principalmente, os alunos que não possuem acesso à internet”, comentou a subsecretária de Educação, Francisca Antônia.

Mesmo sem previsão para o retorno das aulas presenciais, a secretaria vem realizando adaptações nas unidades escolares, com a implantação de pias para higienização das mãos, além da desinfecção de todas as escolas por meio de uma parceria com o Exército Brasileiro, que executa o serviço.

(Texto e foto: Secretaria de Comunicação de Macapá)

As orquídeas do Bioparque

O Bioparque da Amazônia possui um orquidário com 84 espécies de orquídeas catalogadas e quase 180 unidades em exposição. Desse total, 74 são nativas da Amazônia amapaense e 10 híbridas, ou seja, sofreram algum tipo de modificação pelo homem em laboratório. O espaço é um dos mais procurados no parque, especialmente pelos amantes da planta. A época é de floração das orquídeas e as flores exalam diferentes perfumes que contagiam e invadem todo o parque.

Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar nas Eleições 2020

Dados divulgados nesta quarta-feira (5) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que 147.918.483 eleitores brasileiros estão aptos a votar nas Eleições 2020.

Esses eleitores vão eleger novos prefeitos e vereadores em 5.569 municípios espalhados pelo país no pleito marcado para o dia 15 de novembro. Apenas o Distrito Federal e Fernando de Noronha não participam das eleições municipais. Os eleitores brasileiros que estão registrados para votar no exterior também não participam desse pleito, uma vez que o voto em trânsito só ocorre nas eleições gerais.

O número oficial de eleitores foi anunciado na manhã desta quarta-feira (5) pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, durante entrevista coletiva. O Repositório de Dados Eleitorais (RDE) bem como a página com as estatísticas do eleitorado ficarão disponíveis com a atualização na próxima sexta-feira (7).

Evolução do eleitorado

Os números mostram que houve uma evolução de 2,66% do eleitorado em relação às últimas eleições municipais (2016), quando 144.088.912 pessoas estavam aptas a exercer o direito de escolher seus representantes políticos.

A Unidade da Federação que teve o maior aumento do eleitorado foi o Amazonas, que passou de 2.320.326 eleitores para 2.503.269, representando uma evolução de 7,88%. O único estado que apresentou redução no número de eleitores foi o Tocantins, que caiu 0,17% (em 2016 eram 1.037.063 e em 2020 serão 1.035.289).

Estado com a maior população do país, São Paulo continua a ser o maior colégio eleitoral brasileiro, com 33.565.294 eleitores. Houve um aumento de 2,69% do eleitorado paulista. Proporcionalmente, a capital de São Paulo representa também o maior município em número de eleitores, com 8.986.687 no total.

Já o município com o menor eleitorado é Araguainha (MT), com 1.001 eleitores. Essa cidade também foi o menor colégio eleitoral de 2016, perdendo o posto em 2018 para Serra da Saudade (MG). Agora, em 2020, volta a ser o menor. Outra curiosidade é que o município de Boa Esperança do Norte, também em Mato Grosso, realizará eleições para escolher prefeitos e vereadores pela primeira vez.

Gênero e nome social

A maioria do eleitorado é formada por mulheres, que representam 52,49% do total, somando 77.649.569. Os homens somam 70.228.457 eleitores, sendo 47,48% do total. De acordo com o ministro Barroso, esse dado justifica as ações adotadas tanto pelo Congresso Nacional como pelo TSE e pelo Supremo Tribunal Federal no sentido de garantir o aumento do número de mulheres na política. Diversas ações foram adotadas nos últimos anos para garantir cotas de gênero para alcançar pelo menos 30% de candidaturas femininas, a fim de equilibrar o número de eleitoras ao número de representantes femininas em cargos eletivos.

Outros 40.457 eleitores não informaram o gênero ao qual se identificam, representando 0,03% do eleitorado brasileiro. Desde 2018 a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 9.985 pessoas utilizarão esse direito no documento.

Voto obrigatório e voto facultativo

Existem 133.377.663 eleitores com voto obrigatório e outros 14.538.651 cujo voto é facultativo. Entre os eleitores com voto obrigatório, a maior parte está na faixa etária de 35 a 59 anos, sendo 67.011.670 no total. Já os eleitores jovens, na faixa etária de 18 a 24 anos, somam 19.040.756 cidadãos.

O eleitorado com voto facultativo apresenta uma curiosidade: existem 65.589 idosos com mais de 100 anos que estão com as obrigações eleitorais em dia e poderão ir às urnas.

Ainda sobre esses eleitores que não são obrigados a votar, mas fazem questão de exercer a cidadania por meio do voto, estão 1.030.563 jovens entre 16 e 17 anos; 8.784.004 idosos entre 70 a 79 anos; e 4.658.495 idosos de 80 a 99 anos.

Grau de instrução

A maior parte do eleitorado brasileiro informou ter o ensino médio completo, sendo 37.681.635 (25,47%) nesta condição. Em seguida, outros 35.771.791 eleitores (24,18%) disseram ter o ensino fundamental incompleto. Outros 22.900.434 (15,48%) possuem o ensino médio também incompleto. Apenas 10,68% do eleitorado brasileiro, ou seja, 15.800.520 concluíram a graduação superior.

Eleitores com deficiência

Enquanto em 2016 os eleitores com deficiência eram 598.314, neste ano, 1.158.234 declararam necessitar de algum tipo de atendimento especial. Houve, portanto, uma evolução de 93,58% de eleitores com deficiência que pretendem votar este ano. Importante destacar que os dados consideram a declaração do cidadão no momento em que se registrou como eleitor, ou seja, não significa que houve um aumento de pessoas com deficiência.

Biometria

Diante das medidas sanitárias adotadas a partir da pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19), a Justiça Eleitoral decidiu excluir o uso da biometria como meio de identificação nas eleições deste ano. No entanto, os dados mostram um avanço significativo na coleta dos dados nos últimos quatro anos. Enquanto, em 2016, 46.305.957 pessoas foram identificadas a partir das impressões digitais, em 2018, esse número saltou para 87.363.098 e, em 2020, já soma 117.594.975. Esse avanço significa que 79,50% dos eleitores brasileiros já estão identificados pela biometria.

O ministro também informou outros dados durante a entrevista coletiva, como o número de partidos, que atualmente são 33 devidamente registrados no TSE, e o número de zonas eleitorais em todo o país, que chega a 2.645. Ao todo, existem 473.527 urnas em condição de uso para as eleições deste ano.

(Fonte: Portal do TSE)