Aos 87 anos Esther Proença lança seu primeiro livro de poemas

proenca2Aos 87 anos de idade, a professora e escritora  Esther Proença Soares lança seu primeiro livro de poesias  no próximo sábado, 10, em São Paulo.Disco de Cartolina é um livro de poemas que estou tendo a coragem de publicar nesta já avançada idade. Tenho 87 anos e estou desafiando a crítica, acobertada pelo poeta Álvaro Alves de Faria, que me incentivou a fazê-lo”, diz. Esse livro , segundo ela, é uma autobiografia em versos pendurados nas cores do arco-íris.

Esther ressalta que este é seu primeiro livro de versos, mas não o último.  E a gente fica na torcida para venham logo os outros.

Em outros gêneros, ela já tem vários livros publicados, entre os quais destaco “Inventário das Sobras” (contos) e “A Arte de Escrever Histórias”.

Esther Proença Soares faz parte da Rede de Escritoras Brasileiras (Rebra).

proenca

 

Eleitos em Santana foram diplomados hoje

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), por meio da 6ª Zona Eleitoral, que atende o município de Santana, diplomou nesta terça-feira (6), prefeito, vice-prefeito e vereadores eleitos na cidade no pleito de 2016. A solenidade, realizada na cidade durante a manhã, foi presidida pelo juiz eleitoral do local, Dr. Normandes Antônio de Sousa, titular da 6ª Zona Eleitoral, que diplomou os eleitos na Igreja Evangélica Assembléia de Deus, Templo Central.

Continue lendo

Contação de histórias na praça

historia1

Uma programação especial está sendo organizada para a reinauguração da Praça Floriano Peixoto nesta quinta-feira, 8, a partir das 16h. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) também está envolvida e prepara um espaço lúdico dedicado à leitura, onde um grupo de contadores de história receberá crianças e adultos para passear por contos fantásticos.

O Projeto Leitura na Praça será conduzido pelas contadoras e professoras Ângela de Carvalho, a Angelita, e Mariza Pinheiro, ambas funcionárias da Semed. Angelita levará a temática “Sonhos, crianças e árvores”, que reflete sobre a praça como espaço da infância, do riso, das brincadeiras e das leituras aconchegantes à sombra de uma árvore. Mariza Pinheiro aproveitará o espaço das águas para lembrar as histórias das lendas sobre o Curumim e da Vitória Régia, chamando a atenção para a proteção à natureza e divulgar as histórias regionais. Continue lendo

MP-AP: lista tríplice para o próximo procurador-geral de Justiça

Do portal do MP

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) realizou, nesta segunda-feira (5), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, eleições para formação da lista tríplice que definirá o próximo PGJ, biênio 2017/2019. O procurador de Justiça Márcio Augusto Alves e a promotora de Justiça Ivana Cei receberam, cada um, 54 votos (28,8% do total) e encabeçam a lista, seguido do promotor de Justiça Afonso Guimarães, que obteve 42 votos (22,46%). Continue lendo

Ministro do STF decide afastar Renan da presidência do Senado

Do Estadão:

Brasília – O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu nesta segunda-feira, 5, ao pedido da Rede Sustentabilidade e concedeu uma medida liminar (provisória) afastando o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. A decisão foi tomada no âmbito de uma ação ajuizada pela Rede que pede que réus não possam estar na linha sucessória da Presidência da República. (Leia mais)

Entre ruas, becos e esquinas – O novo livro de Haydée Caruso

convite2O livro Entre ruas, becos e esquinas: A construção da ordem na Lapa Carioca tem como cenário o bairro mais boêmio do Rio de Janeiro.  A Lapa é parte de uma cidade cercada por múltiplos usos e sentidos, um lugar que se (re)inventa a partir dos novos significados que a ele são atribuídos, pelos mais diversos atores que o tomam como o espaço para construção de suas identidades e alteridades.

A autora, Haydée Caruso,  dedicou-se, entre os  anos de 2007 e 2008, a realizar uma etnografia sobre a “Lapa carioca”, focalizando suas “lentes etnográficas” em um dos personagens mais conhecidos da cena urbana: o/a Policial Militar.

Caruso procurou compreender o contexto em que se dão as interações entre a polícia e seus diversos públicos, como a polícia lida com os diferentes conflitos que emergem nesse lugar e constrói suas práticas, o que, para ela, passou a ser o desafio de pesquisa. Essa abordagem conforma um campo de rica observação sobre as lógicas de administração de conflitos no espaço público e suas implicações para a experimentação da cidadania. Continue lendo

Vamos passear de pedalinho?

pedalinhoPraça Floriano Peixoto está ficando linda. Será reinaugurada na próxima quinta-feira, 8, às 16h. com pedalinhos, jardins floridos, lâmpadas de led e tantas outras coisas bacanas.
A reforma da praça foi feita pela Prefeitura de Macapá com emenda do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP)

Tem banzeiro no feriado

banzeiro

Banzeiro do Brilho-de-Fogo faz o Cortejo de Dezembro no dia 8
Texto e fotos: Mariléia Maciel

Dezembro é o mês do Cortejo do Banzeiro do Brilho-de-Fogo, e a coordenação do projeto anuncia que os batuqueiros, açucenas e crianças do Jardim, estarão nas ruas de Macapá, no dia 8 de dezembro. É o terceiro Cortejo musical de dezembro, a confraternização dos integrantes com a população e apresentação do resultado do aprendizado. “É um presente que damos para a cidade, independente de ser ou não do projeto, qualquer pessoa pode participar, basta seguir os som dos tambores”, disse o músico Alan Gomes, da coordenação. Continue lendo

Poesia, luz, ação! Poema de Herbert vira filme

herbertO poema “Cidade à Contraluz”, do poeta amapaense Herbert Emanuel (foto), em parceria com o poeta curitibano Jiddu Saldanha, ganha versão para o cinema. O filme que faz parte do projeto Cinema Possível, que integra a linguagem do cinema à literatura, ao teatro e às artes visuais, estreia em Macapá nesta quarta-feira (7), às 19h25, no Centro de Difusão Cultural João Batista de Azevedo Picanço. O curta integra a Mostra Quintessência da 13º edição do Festival Imagem-Movimento (FIM). Continue lendo