Nem aí

O vice-governador do Amapá, Teles Jr (PDT) não se abalou nenhum pouquinho quando soube que pedetistas históricos estão trocando o PDT pelo Podemos.
“As lideranças que debandaram já não militavam no partido desde 2022. Meu total respeito a decisão individual deles”, disse. E ressaltou que  “o PDT continua firme formando lideranças e consolidando bases. Atualmente é o único partido com 16 diretórios municipais ativos no Estado do Amapá”.

Pulando para a barca do Furlan

De olho nas eleições, militantes históricos do PDT, como a ex-secretária de Educação Conceição Medeiros, estão deixando o partido e pulando no barco do prefeito Dr. Furlan, o Podemos, que já está programando uma grande festa para o ato de filiação.
Além de Conceição, seguem para a barca de Furlan Eliete Borges, Joelma Santos, Dirley Furtado entre outros. Alguns deles estavam há mais de 30 anos no PDT.
Furlan é candidato à reeleição e vem sendo bem avaliado pela população.

Clécio faz mudanças na equipe de governo. Veja quem são os novos gestores

Nesta quarta-feira, 31, o governador Clécio Luís anunciou novos nomes da gestão pública do Amapá. Foram empossados secretários, superintendentes e diretores-presidentes. As mudanças buscam reforçar o trabalho prestado à população e oxigenar a administração estadual.

As mudanças ocorrem nas secretarias de Planejamento (Seplan), Desenvolvimento Rural (SDR), Turismo (Setur), Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Centro de Reabilitação do Amapá (Creap), Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e Escola de Administração Pública (EAP), alguns já atuantes na gestão estadual. Também foi anunciada a nova pasta, a Secretaria de Estado de Compras e Licitações.

“É uma etapa inicial de uma reorganização, uma reoxigenação do Governo. A maioria dos nomes que anunciamos é de uma equipe interna, mas tem também alterações políticas que são importantes para manter a governabilidade. Estamos iniciando o ano com esse reforço para mostrar resultados em 2024, que foram plantados no último ano”, reforçou o governador Clécio Luís.

O novo secretário de Planejamento, Lucas Abrahao, antes à frente da Secretaria de Relações Internacionais do Amapá, assume o lugar de Jorge Pires, que aceitou o desafio de comandar a nova Secretaria de Estado de Compras e Licitações.

Na Secretaria de Desenvolvimento Regional, assume o então adjunto da pasta, Rafael Martins; já a SVS, será liderada pelo médico veterinário e epidemiologista, Cássio Peterka; e no Creap entra o fisioterapeuta Charles Rodrigues. Na nova Secretaria de Governo do Amapá, Carlos Michel Fonseca assume, assim como Syntia Laramão, na Secretaria de Turismo.

Conheça o perfil dos novos gestores:

Carlos Michel Miranda da Fonseca – Secretaria de Governo e Gestão Estratégica (Segov)
É bacharel em Administração, com MBA em Finanças, Auditoria e Controladoria; e MBA em Gestão de Projetos. Estava atuando como secretário adjunto de Gestão de Pessoas da Secretaria de Administração do Amapá (Sead).
Já exerceu os cargos de secretário adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento das Cidades; secretário de Administração de Macapá; subsecretário de Gabinete da Prefeitura de Macapá, secretário adjunto de Gestão da Câmara de Vereadores de Macapá e coordenador Administrativo e Financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap).

Lucas Abrahao Rosa Cezário de Almeida – Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan)

É bacharel em Relações Internacionais, analista de Comércio Exterior, pós-graduado em Gestão Pública e Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global.
Abrahao estava à frente da Secretaria de Estado de Relações Internacionais e Comércio Exterior. Já exerceu o cargo de secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, e de Assistência Social de Macapá.

Rafael Martins Teixeira – Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR)

É administrador. Estava como secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Rural. Já exerceu os cargos de secretário municipal de Habitação e Ordenamento Urbano de Macapá, secretário de Administração e coordenador municipal de Esporte e Lazer (Comel).
Formado em gestão empresarial e tecnologia da informação, com especialização em Gestão e Estratégia Empresarial, Martins também atuou como diretor-geral da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Syntia Machado dos Santos Lamarão – Secretaria de Estado do Turismo (Setur)

É bacharel em direito, pós-graduada em Direito Administrativo e Gestão Pública, MBA em Gestão Estratégica da Administração Pública, pós-graduada lato sensu em Perícia e Auditoria e pós-graduada latu sensu em Compliance e em Conciliação e Mediação em Conflitos.
Já exerceu os cargos de secretária de Estado do Turismo, no período de 2015 a 2017; e diretora-presidente da Agência de Fomento do Amapá (Afap).

Charles Marcelo Santana Rodrigues – Centro de Reabilitação do Amapá (Creap)

É fisioterapeuta com especialização em Reabilitação Integrada em Neurologia. Servidor público concursado do Amapá desde 1996, com atuação no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal).
Já exerceu os cargos de chefe do Centro de Reabilitação do Amapá e professor da Faculdade Estácio Seama, nos cursos de fisioterapia e psicologia. Atua como fisioterapeuta na Clínica Cirúrgica do Hcal e na Unidade de Alto Complexidade em Oncologia (Unacon).

Cássio Roberto Leonel Peterka – Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS)

É graduado em medicina veterinária, com mestrado em Epidemiologia Experimental e Aplicada às Zoonoses. Servidor público federal, já exerceu os cargos de diretor interino do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis; e diretor de Vigilância Epidemiológica, no Distrito Federal.
Cássio também foi coordenador-geral de Vigilância das Arboviroses, do Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária; coordenador-geral substituto dos Programas Nacionais de Controle e Prevenção da Malária e Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti, no Ministério da Saúde; consultor da Organização Pan-Americana da Saúde e diretor de Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde do Tocantins.

Jorge Pires – Secretaria de Estado de Compras e Licitações

É advogado, especialista em Direito Educacional e mestre em Gestão Pública. É professor universitário e já ministrou as disciplinas de Direito Civil, Direito Empresarial e Direito do Consumidor.
Atuou como secretário de Governo da Prefeitura de Macapá (2016 a 2020) e estava como secretário da Secretaria de Estado do Planejamento.

Creuzete Almeida – Instituto de Pesos e Medidas (Ipem)

É graduada em administração de empresas, pós-graduada em Administração Hospitalar. Já exerceu funções no estado do Pará na Secretaria de Saúde e Hospital Metropolitano de Urgência, além de atuar como administradora do Samu no estado vizinho.
Creuzete já atuou como administradora do Hospital Vila Amazonas, no município de Santana e, atualmente, atuava no Instituto de Pesos e Medidas do Amapá.

Júlia Sousa Conde – Escola de Administração Pública do Amapá (EAP)

É bacharel em direito e já atuou na coordenação de eventos de aprendizado, seminários e cursos no setor privado. No serviço público, atuou na divisão de cadastro de benefícios e atendimento da Amapá Previdência (Amprev).
Júlia já trabalhou na unidade de contratos e convênios da Secretaria Extraordinária de Representação do Governo em Brasília (Seab). Atualmente, estava como chefe de gabinete da EAP.

(Texto e fotos: Secom/GEA)

Lula: “Eu não ia perguntar se ele (Furlan) já me xingou”

O prefeito de Macapá, Antônio Furlan (que apoiou Bolsonaro), foi ao aeroporto recepcionar o presidente Lula. A ele entregou o  Caderno de Propostas cadastrado no novo PAC, contendo ações nas mais variadas áreas para o desenvolvimento da cidade. Entregou também ao presidente um mimo, uma lembrança de Macapá.

Ausente
Na cerimônia de entrega de casas e apartamentos do residencial Miracema, Lula estranhou a ausência de Furlan. “Encontrei com o prefeito no aeroporto e eu pensei que ele vinha para cá. Se ele viesse para cá, ele seria tratado com respeito. Ele seria tratado com respeito porque eu iria tratá-lo como prefeito. Eu não ia perguntar se ele gosta de mim, não ia perguntar se ele já me xingou, não ia perguntar de que partido ele é. Jamais eu perguntaria. Eu iria tratá-lo como prefeito eleito da cidade”, disse o presidente.

Se Furlan foi ou não convidado para a cerimônia, eu não sei. O que sei é que no momento da cerimônia, Furlan – que é médico cardiologista e cirurgião – estava no Hospital São Camilo operando uma paciente.
Ele recebeu um chamado urgente do hospital para operar uma mulher que corria risco de morrer pois estava com baixos batimentos cardíacos. Furlan foi lá, operou, colocou marcapasso e a paciente se recupera bem.

De volta ao PT?

Líder do governo Lula no Congresso Nacional o senador Randolfe Rodrigues disse com quase todas as letras que voltará a filiar-se ao PT, partido onde iniciou sua carreira política.
O anúncio foi feito durante a cerimônia de entrega de mil residências do Minha Casa Minha Vida pelo presidente Lula hoje em Macapá.
Em seu pronunciamento, Randolfe referiu-se ao presidente do diretório estadual do PT, Antônio Nogueira, como “presidente do meu partido”. Disse ainda que seu partido é o partido onde Lula estiver.
E Lula foi só elogios a Randolfe.

Velhos companheiros
Na tarde de hoje, Randolfe promoveu um encontro de Lula com os antigos companheiros, fundadores do PT no Amapá, como Francimar Amorim, Batista, Braga, Oscar Filho, entre outros.

PSOL confirma: Paulo Lemos é pré-candidato a prefeito de Macapá

O diretório municipal do  Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) aprovoupor unanimidade  hoje à noite,  o nome  do professor, historiador e advogado Paulo Lemos como pré candidato à prefeitura de Macapá ano que vem.
O anúncio ocorreu durante a solenidade de posse do Diretório Estadual do PSOL, realizada na noite desta quinta-feira (7), e contou com a presença da presidente nacional do Partido, Paula Coradi.
Paulo Lemos foi deputado estadual por dois mandatos e atualmente exerce o cargo de Secretário de Estado da Administração .

Pipiras

Tem mais gente querendo ser vice do prefeito Furlan ano que vem  que pipira em mamoeiro.
Furlan – que será candidato à reeleição de prefeito de Macapá – tá nem aí para os pipiras. Só vai falar de eleição que vem.
Por enquanto segue trabalhando, correndo e dançando.

Rodolfo Vale será empossado deputado estadual nesta terça-feira

O advogado Rodolfo Vale (PCdoB) será empossado nesta terça-feira, 1º,  deputado estadual na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap). A posse acontece no Plenário Deputado Dalto Martins, às 9h30.

Com 5.649 votos, ele foi eleito 1º suplente nas eleições de 2022, sendo diplomado no fim do ano pela Justiça Eleitoral. Rodolfo deixa a titularidade da Secretaria de Governo do Amapá para ocupar a vaga que, até então, era do deputado estadual Paulo Nogueira (PT), que deixa o legislativo para assumir a Secretaria de Pesca.

Servidor do Ministério Público da União, Rodolfo Vale atuou como assessor no Ministério Público Federal do Amapá, foi diretor-executivo do Sindicato dos Servidores do Ministério Público da União, secretário do programa Macapá Luz e de Articulação Institucional e, também, exerceu a função de assessor parlamentar no Senado Federal.
(Patrique Lima)

Acabou a espera para o grupo 1050, Randolfe anuncia publicação da portaria de transposição com nome dos servidores

Na noite desta terça-feira (6), o senador da República Randolfe Rodrigues, líder do governo no Congresso Nacional, usou suas redes sociais para anunciar que amanhã (7), o Governo Lula, deve publicar a Portaria da transposição com o nome de servidores amapaenses que fazem parte do chamado “grupo dos 1.050”.

Segundo informações do parlamentar, há 28 anos os servidores esperam a correção e o retorno para o quadro da União. O senador chegou a reunir com os servidores diversas vezes, foi a ministérios, além da AGU.

“A Emenda Constitucional Nº 98/2017 (PEC 199), pela lei Nº 13.681 de 2018 e decreto Nº 9.324 de 2018, que nós relatamos, no artigo 4°, assegura o enquadramento dos servidores dos grupos 1050 e 992 no quadro Federal e pode resolver em definitivo o problema deles”, destacou o senador.