Alcinéa Cavalcante

Comentários

  1. Olha quero ir sim. Não sou poeta, mas curto poesias. Só não sei declamar, mas vou sim, com meu amigo Thiago Soeiro. Essa é a primeira vez que prestigiarei o evento. Se a rotina da redação deixar é claro.

    Parabéns Alcinea, te admiro!

  2. armando rocha disse:

    Sugestão para a próxima, a Vila do CURIAÚ na calçada da escola e/ou em qualquer lugar bonito, beirando as margens dos lagos e apreciando a saudável natureza que ainda temos por lá, como temos também grandes poetas e escritores na localidade como o seu Sabá, a dona Creuza e outros tantos. Trabalho lá na escola. Profª Reinilda Viana (Novo Horizonte-Mcp)

  3. Deusa Ilario disse:

    Este rio é meu amor
    Nele me faço mururé,
    ando de acordo com a maré que enche e vaza
    A ele confesso meus sonhos, minhas dores,
    meus amores,…
    Ele faz meu coração agitar-se,
    faz minha alma encantar-se
    É rio-caminho por onde vagueio quando a saudade
    me possui
    Nele nasce a lua
    Dele faço rua
    Com ele fico emprenhada de amor!
    E caminho para ti!

    Gente linda, vai ser uma alegria espalhar poesia com/para este rio de magias. Cléo, o que vc acha de fazer croquete com recheio de brisa e de lua? A Alcinéa vai adorar…

  4. Macos Paulo disse:

    Belo lugar pra um encontro como esse…

  5. Beneran Santos disse:

    Fazer poesia é coisa boa,
    Principalmente se não for á toa.
    Fazer poesia perto do rio Amazonas,
    Perto de amigos com um único sentimento.
    É como navegar no rio da amizade deixando o amor vir a tona.
    Parabéns pela iniciativa,
    Pois filha de poeta e escritor tinha que ser criativa.
    São eventos como esses que precisamos.
    Sei que além de poesias rolam outros assuntos.
    Mas são todos do cotidiano, coisas que cantamos.
    São coisas que me fazer te visitar, pois disso eu gosto muito.
    Rsrsrsrs. Bjos Néa.

  6. alcione disse:

    Acho que vou por lá. Poderiamos aproveitar a oportunidade para ver a situação em que se encontra o ex-lugar “bunito”, totalmente vandalizado. Hoje mesmo caminhei por lá e o que mais se vê são luminárias destroçadas e lançadas no leito do Amazonas, bebedouro que não funciona, fontes quebradas, etc. Lembrando que havia uma empresa que recebia R$ 150.000,00 por mês para fazer manutençaõ do Parque do Forte.
    Abs
    Alcione

  7. Mara e Fernanda disse:

    Concordamos com você Cleo. Os poemas chegarão pelos ventos da linda poesia que é o rio Amazonas, com seu xeiro e seus encantos. Até lá

  8. Cristina Tavares disse:

    Obrigada Cléo, sexta-feira é um dia complicado pra mim… vamos ver… mas tenho certeza que vai ser muito legal.

  9. cleo araujo disse:

    Ótima escolha. Nada melhor que brisar a poesia com outra: o Amazonas. Alô, amiga Cristina. Te esperamos amanhã, sem falta!

Leave a comment

Comente Aqui

Campos marcados com "*" Requeridos

Close this window.

Fatal error: Call to undefined method Akismet::isSpam() in /home/alcinea1/public_html/blog/wp-content/plugins/wassup/wassup.php on line 2560