Eleições 2010 – Começou a guerra

No domingo a cidade amanheceu infestada de outdoors acusando o ex-governador e candidato ao Senado Waldez Góes (PDT) de ter cometido o crime de apropriação indébita, deixando um rombo de R$ 160 milhões na Previdência. Dinheiro que era descontado do servidor público mas não entrava no caixa da Amprev.
O outdoor é assinado por sindicatos.

Hoje o tapume da Assembléia Legislativa amanheceu com a pichação “Fora Camilo”.
Camilo (PSB)  é deputado estadual. Seu pai, João Alberto Capiberibe, é presidente do PSB e candidato ao Senado.
O deputado pessebista acusa o prefeito Roberto Góes (PDT) de ter patrocinado a pichação.  Hoje, na Assembléia, ele lembrou que na semana passada foi agredido por “militantes pró-Roberto Góes”  quando participava de ato público dos estudantes por melhorias no transporte coletivo.