Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Agende-se. É imperdível!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 2:04 pm

Lembras…

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 10:23 am

quando o Macapá Hotel era assim?


A sorveteria, com as mesas ao ar livre sobre um piso de cerâmicas pretas e brancas, era o único lugar onde o sorvete era servido em taças e a gente aos domingos, depois da sessão da tarde no Cine João XXIII ou no Cine Macapá,  dizia “vamos tomar um sorvete na taça no Macapá Hotel“. E o sorvete era servido pelo simpático e famoso garçon Inácio.
Na entrada do Hotel, cadeiras de madeira, onde hóspedes e não-hóspedes gostavam de ficar horas recebendo a brisa do rio Amazonas.
Ao lado da entrada, um salão (com portas em arco) que funcionava como sala de reuniões, outras vezes salão de festas da alta sociedade e também  salão de jogos onde o primeiro governador do Amapá, Janary Nunes, gostava de jogar xadrez.
Ao lado desse salão,  o Museu Histórico-Científico Joaquim Caetano da Silva (eu trabalhei aí)  com suas coleções de madeiras, óleos, pedras, fitoterápicos, poesias e artes plásticas, dirigido pelo cientista Waldemiro Gomes que sabia tudo sobre o Amapá e a Amazônia e ainda tocava serrote para os visitantes (sim! serrote, aquela ferramente usada por carpinteiros. Ele tocava usando arco de violino).
Mas antes do Museu ali funcionou a primeira agência do Banco do Brasil.
Na última sala  funcionava a barbearia do “seu” Aprígio, um dos barbeiros mais famosos do Amapá.
Tinha também a boate a Gely que era um sucesso. Quem frequentou a boate? Conta aí.
Ahhhh, e essa pracinha no meio da rua? Doces lembranças.
Lembras disso? De que mais lembras? Conta aí na caixinha de comentários vai.

(A foto é contribuição da leitora Grace de Paula)

Poesia na boca da noite

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 9:37 am

Hoje tem poesia na boca da noite, das 17h às 19h, na “Nossa Livraria” (Av. Presidente Vargas, entre General Rondon e Tiradentes)
Qualquer pessoa pode participar deste maravilhoso encontro basta gostar de poesia.
Veja os detalhes clicando aqui

Tim-tim!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 9:31 am

Jornalista das mais competentes, minha amiga Sândala Barros aniversaria hoje. A ela desejo toda a felicidade do mundo, que todos os seus dias sejam cheinhos de boas notícias.

ALERTA!!!

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 12:35 am

Já são 20  casos confirmados de febre tifóide em Macapá.
O Departamento de Vigilância Sanitária confirmou que há surto da doença em cinco bairros: Buritizal, Santa Inês, São Lázaro, Pacoval e Jardim Marco Zero.
Até quarta-feira, 23, eram oito casos e este blog já alertava aqui sobre o problema.

Randolfe firma compromisso com a Conamp

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 12:12 am

A construção de uma agenda comum entre o mandato do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) foi a tônica da reunião entre o senador amapaense e representantes da entidade, nesta quinta-feira (24). Durante a conversa, Randolfe falou da importância da atuação do Ministério Público e defendeu mais uma vez a indicação dos promotores mais votados para ocuparem a chefia do MP. Randolfe lembrou a recente indicação da Dra. Ivana Cei para a chefia do MP no Amapá. A procuradora foi a mais votada e esse critério foi respeitado pelo governo do estado para a indicação.

A reunião contou com a presença do presidente da Conamp, César Mattar Jr, do presidente da Associação Mato-grossense dos Membros do Ministério Público, Vinicius Gahyva e do promotor de Justiça de Minas Gerais Luciano Badini. “Queremos construir uma agenda comum com a Conamp, para tratarmos de questões como a Reforma Política e o Código Florestal. Convido-os a integrarem a Frente Parlamentar pela Reforma Política com participação popular. Nesta Frente conseguiremos também com a ajuda do MP construir uma revolução democrática, considerou o senador.”
O presidente da entidade parabenizou a “chegada emblemática” do senador ao Congresso. “Sua chegada ao parlamento foi de destaque com um bom trabalho e muita disposição”, ressaltou César Mattar.

O senador irá participar da reunião mensal da Conamp em maio, que será realizada em Brasília. “A atuação do Ministério Público é a principal conquista da constituição de 1988 e me coloco à disposição para trabalhar pelas ações dessa categoria”, declarou o senador agradecendo o convite.

Código Florestal

Outro tema abordado durante o encontro foram os equívocos da série de alterações à legislação ambiental, propostas no substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) ao projeto (PLC 1876/99) que reforma o Código Florestal Brasileiro. O procurador mineiro Luciano Badini é coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Defesa do Meio Ambiente Patrimônio Cultural, Urbanismo e Habitação (Caoma) e responsável por um dossiê técnico que questiona o PL de Aldo Rebelo.

Nesta semana, o senador já havia se manifestado no plenário do Senado contrário a uma série de alterações da nova proposta de Código Florestal. Para Randolfe a proposta é “uma tentativa perigosa que pode reverter mais de cinco décadas de legislação ambiental no Brasil e é um verdadeiro retrocesso na proteção ao meio ambiente”.

(Texto: Gisele Barbieri, da assessoria de Randolfe Rodrigues)

Nota do PSOL

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 25/02/11 as 12:05 am

Resolução da reunião ordinária do PSOL

O Partido Socialismo e Liberdade entende  que a eleição do Senador Randolfe, com a expressiva votação de 203.259 votos, nos impõe uma responsabilidade muito grande, sobretudo com o povo do Amapá, de dar resposta a profunda crise política, moral, social e econômica por que passa o Estado.

O PSOL estabelecerá um regime de colaboração com o governo, através de nosso Mandato que desde já está a disposição do estado e do povo, para responder e ajudar a resolver, através do Congresso Nacional, todas as demandas emergenciais que o Amapá precisa, mas que faremos de forma independente e autônoma, resguardando nossas instâncias e principalmente respeitando a decisão do conjunto de nosso Partido.

Sendo assim, o PSOL afirma seu caráter de independência e autonomia ao governo estadual e não fará parte da sua composição, estando desautorizada a participação de seus dirigentes e filiados, aplicando-se aos casos irreversíveis o afastamento de todas as instâncias do Partido pelo tempo que permanecerem no governo, conforme decisão do Diretório Estadual e o que rege o Capítulo III, Art. 13, III do Estatuto do SPOL.

Macapá, 17 de fevereiro, de 2011

Diretório Estadual do PSOL