Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Uma crônica de Alcy Araújo

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 21/12/11 as 2:05 pm

Para meus filhos
Alcy Araújo Cavalcante

(1924-1989)

Escrevo para meus filhos. Para dizer que é tempo de esperança entre tantas desesperanças e que há, no coração grisalho, a certeza de que me realizei em vocês, em cada nascimento de vocês, em cada Natal de vocês.

Poderia dizer outras palavras, alinhar outras expressões. Mas acho que dizendo que me realizei em vocês, estou dizendo o melhor que vem do meu dentro, do que sou, do que amo como pai e como homem, cargueado pelas vivências cotidianas e relativas.

Desejo que vocês e todos que tomarem conhecimento desta crônica fiquem sabendo que eu os amo, porque vocês estão em mim, nas minhas horas nuas, nos meus instantes mais íntimos, nas coisas que mais me pertencem, como me pertencem as mágoas que plantei como um lavrador de angústias.

Estamos mudando e eu não vou garimpar palavras, nem costurar termos estabelecidos, nem concretar um poema. Não que vocês não mereçam. É que tenho medo de não ser transparente, não existir à luz equatorial, não exibir suficientemente esta alegria de curtir vocês em cada vereda por onde passam meus pés nus e pesados como barcos que buscam o fundo do mar, do grande mar absoluto.

Gostaria de construir nesta página o meu sonho, o destino de cada um. E vocês teriam as mais belas profissões, como as de santos, poetas, sacerdotes, pintores… mas quem sou eu, além de um pai, para construir destinos?

Todavia, eu ergo as mãos plenas de carinho e acaricio a cabeça de cada um, num gesto de bênção. Deus os abençoe, pelo muito que consegui ser como poeta e como homem sofrido. Feliz Natal para vocês…

8 Comentários

  1. ROQUE disse:

    Nestas palavras me dou conta (e reforço minha convicção) de que paternidade e maternidade exigem vocação.

  2. Deusa Ilario disse:

    Alcinéa, menina linda! Já falei pra você que sou apaixonada pelo teu papai? Verdade… Esta mensagem foi escrita com sangue, com lágrimas e com amor. Fiquei tocada!
    Que a estrela que o acolhe-aninha seja-lhe fonte de luz, de ternura e de carinhos.
    Impossível não se emocionar! Um beijo querida herdeira de bonitezas e sensibilidades!
    Feliz Natal, Alcinéa!!

  3. Almir Telesஃ disse:

    O Poeta traz esse dom… da Sensibilidade. Que a Esperança tratada nessa Crônica do Mestre Alcy Araújo penetre em todos os lares Amapaenses. Pois de Esperança se vive sim, em busca da contrução de dias melhores… Feliz Natal!!! Fiquem com Deus.

  4. Papai Noel disse:

    Lindo Alcinéa! Que papai abençoado hein…

  5. jonh o malcovit disse:

    Os Poetas tem este dom, falar tudo que a gente pobres mortais das letras nao conseguimos expressar, por isso eles sao seres iluminados. Os sonhos dele sao tambem de todos os pais. grande e iluminado Alcy.

  6. Ruy Maia disse:

    Quisera toda semana ter um natal para se poder apreciar belas mensagens de amor e carinho como esta do poeta Alcy Araújo. Que belo legado deixaste poeta.

  7. cleo araújo disse:

    Alcy, onde estiveres, tenho certeza que estás feliz. teus filhos são frutos maravilhosos. Amapaenses que ostentam honestidade e saber, sem deixar a humildade de lado. Deus abençoe a todos!

  8. Thiago Soeiro disse:

    Alcy era simplesmente perfeito. Um verdadeiro poeta, gosto muito dos textos dele.

Deixe o seu comentário!