Flores e poesias para o Munhoz

Como parte da programação “Arte na Praça” da Prefeitura de Macapá, o Movimento Poesia na Boca da Noite e a Associação Literária do Amapá estenderam ontem o Pano da Poesia na praça Floriano Peixoto e reverenciaram  com flores e poemas a memória do cidadão do mundo Antônio Munhoz, que morreu segunda-feira passada.
Os poetas distribuíram flores, poesias e origamis, montaram varal  e declamaram as poesias que Munhoz mais gostava, tanto de autores amapaenses como de outros estados e países. Emocionado, o escritor César Bernardo de Souza fez um discurso poético contando um pouco da vida de Munhoz.

Foi um fim de tarde banhado de lirismo, afeto, encantamento na mais bela praça de Macapá

  • Foi bons momentos de sensações agradável desde de se ver pessoas de nossas gente,boa musica,alegria de jovens,crianças,gente mais vividas,idosos,enfim um encontro cultural que ficou mais bonita com homenagens e boas poesias…
    Espero que este evento na Praça seja um bom estimulo habitual na cultura de Macapá aos Domingos,
    Afinal,o espaço público de uma Praça tem que se bem aproveitado e conservado!

  • Foi lindo mesmo! Emocionante e o retorno do público que lotou a praça foi maravilhoso. Muito bom a interação poetas e publico na homenagem feita ao professor Munhoz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *