Causos do carnaval

Segredo

Os ensaios da bateria da Embaixada eram cercados de segredo.
– Onde vocês estão ensaiando?
– É segredo!
– Quantos ritmistas vocês tem?
– Segredo!
– São quantos partidos?
– Isso é segredo!
– Como é a fantasia?
– Não posso falar. É segredo.
Pois bem, qualquer pergunta feita a qualquer diretor da Embaixada sobre a bateria, a resposta invariavelmente era essa: Segredo!
O segredo foi tanto que até no dia do desfile a bateria foi mantida em segredo.
Para não revelar tal segredo, a Embaixada não levou a bateria para o sambódromo. Levou um CD.
Foi a única vez em toda a história do Amapá que uma escola de samba se apresentou sem bateria.

(Extraído do livro “Sambou…”, de Alcinéa Cavalcante e Rostan Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *