Domingo é dia de arte na calçada

O artista plástico Gibran Santana teve a ideia, um grupo de amigos aprovou e de repente uma  calçada, no centro de Macapá (Av.  Duque de Caxias entre Leopoldo Machado e Jovino Dinoá) virou galeria e estúdio de arte.
E lá que aos domingos, a partir das 10h até às 17h, artistas plásticos, poetas, músicos se reúnem, pintam, recitam, criam à sombra de um frondoso cajueiro, tomando cafezinho e falando, claro, sobre arte.
Na calçada estão expostas belas obras de Gibran Santana, R. Peixe, Coaracy Fonseca, Beto Peixe, entre outros renomados artistas amapaenses e também iniciantes. O espaço está aberto para quem quiser expor seu trabalho. O objetivo é dar visibilidade ao artista amapaense, incentivar os novos talentos e criar no povo o saudável hábito de apreciar a arte.
Pincéis e  tintas ficam à disposição de quem quiser fazer uma obra em conjunto com um dos renomados artistas.

S

Hoje pela manhã estive lá e até arrisquei umas pinceladas, lembrando dos tempos que fiz um curso ministrado pelo saudoso R. Peixe.

S

Por lá encontrei o secretário estadual da Cultura, Luiz Pingarilho, que parabenizou Gibran pelo projeto, contou que sua mulher e filha amam pintura e também arriscou umas pinceladas.

SGibran e Coaracy Fonseca explicaram ao secretário Pingarilho o que é e como funciona o Kalçadarte. “Aqui nesta calçada queremos reunir artes plásticas, literatura, teatro, fotografia, dança, música, escultura, enfim agregar a arte em sua plenitude”, enfatizou Gibran. Pingarilho ficou entusiasmado, disse que são iniciativas como esta que o Amapá está precisando na área cultural e que a Secult quer apoiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *