Gitinhas das convenções

Até sexta-feira o PR era dado como certo na coligação encabeçada pelo PSB. O casamento chegou até a ser anunciado no rádio, mas na última hora largou a noiva no altar e bandeou-se para o lado do PDT, do prefeito Roberto Góes, candidato à reeleição.

O DEM quer arrancar as penas do tucano e quebrar seu bico. O casório estava marcadinho, marcadinho. Mas eis que não mais que de repente os tucanos resolveram alçar vôo para bem longe e lançaram candidato próprio. É o professor Marco Antônio, o Marcão do curso Desafio.

PT e PSB deletaram aquele acordo escrito, assinado, carimbado, reconhecido em cartório em 2010 pelo qual na disputa da Prefeitura de Macapá este ano o PT encabeçaria a chapa. E assim o PT vai mais uma vez na garupa do PSB.

PDT deu uma rasteira do PMDB. Foi buscar a vice no PSD. Cheinho de mágoas, o ex-senador Gilvam Borges ainda pensou em lançar-se candidato ontem de manhã. Mas à tarde desistiu e, mesmo magoado, vai apoiar Roberto Góes.

Cinco mulheres figuram como vice nas chapas que disputarão a prefeitura de Macapá: Jurema, Telma Gurgel, Ane Melo, Nelma e Patriciane. É… os homens começam a reconhecer a importância das mulheres na disputa eleitoral.

Quem mais está apostando nas mulheres é a dobradinha PT/PSB. Nos dois maiores colégios eleitorais,  essa coligação tem mulheres encabeçando chapa: Cristina Almeida , em Macapá; e Marcivânia Flexa, em Santana.

PSTU mais uma vez vem com chapa pura, porque considera os demais partidos farinha do mesmo saco.

Eles querem trocar o legislativo pelo executivo: deputados federais Davi Alcolumbre (DEM) e Evandro Milhomem (PCdoB) e vereador Clécio Luís (PSOL).

Elas querem trocar o legislativo pelo executivo: deputadas estaduais Cristina Almeida (PSB) e Telma Gurgel (PSD).

Como esqueceram de bater o timbó, a trairagem correu solta nas convenções.

  • É evidente que haverá 2º turno nessas eleições municipais com tantas candidaturas representando diversos setores da sociedade. Góes e Camilo estão muitos desgastados e isso terá efeitos nefastos nos seus balaio de votos, uma por uma gestão péssima no município, além de suas 6 cassações; o outro por prometer muito e fazer pouco e ainda eleger os servidores públicos com culpados pelas mazelas do Estado. Vejo uma 3ª via se credenciando para uma disputa no 2º turno. Vereador Clécio do PSOL pode suspreender.

  • aposto na mulherada, são serias e podem da um jeito em nossa macapa e santana, to com elas, vomos nessa pessoal,mulheres batalhadoras, mulheres q querem ter o poder em suas mãos vomos ve o q vai da;

  • Queria alertar ao povo do Amapá que promessa de campanha não vem sendo cumprida, um exemplo e do prefeito Roberto Góes que iria asfaltar 100 Km/ano e até então não chegou a 70 Km nos quatro anos do seu mandato (…)

    • e onde está a tão propalada mudança? e os nots?e amelhoria na saúde, na educação ,na segurança etc……?

  • O problema é que o candidato apresenta um programa e depois de eleito não cumpre nada. Nem o legislativo que o apoia antes depois vira oposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *