PT não vai punir quem “trairar”

No encontro realizado nesta quinta-feira, o PT deixou claro que os filiados  que apoiarem outra candidatura majoritária (leia-se Waldez Góes)  no Amapá, diferente da que foi aprovada no Encontro, não sofrerão sanções partidárias, excepcionalmente, em razão da forma em que se forjou a decisão, desde que não  usem o nome do partido, indevidamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *