• Alcinéa,

    Graças a um telefonema do amigo Haroldo Pinto Pereira, também ex-jotgador do Juventos, tomei conhecimento da matéria sobre os 60 anos do Estádio, onde disputei muitas partidas ao seu lado (Haroldo) e de outros craques da época E, assim, pude recordar minha fase de atleta (Camarão) e a minha juventude em Macapá,onde estudei, consegui meu primeiro emprego, uma bolsa de estudo para o Rio de Janeiro e onde casei com a amapaense Maria Zeuza Cavanrte.- sou cametaense, como o José Aldeobaldo Anrade e o saudoso Zé Maria Franco que também jogaram no Moleque Travesso amapaense.Parabéns pela matatéria.
    Um,forte abraço.
    Viana

  • Infelizmente está abandonado.O Barcellos achou de fazer uma escola municipal lá dentro,comprometendo o outro lado da arquibancada.O João Pororoca abandou tudo.O Roberto Cassado 5 vezes,mentiu o ano todo,dos os dias os jabazeiros diziam que ia ocorrer a licitação para reforma do estádio,e nada foi feito.É uma pena.

  • Neste momento o contigente da Guarda Municipal está se preparando para a grande festa marcada para as 12h, com feijoada e futebol feminino e masculino no período da tarde.
    Parabéns a todos que fizeram e fazem do Glicério Marques se tornar importante para nós, alí meu pai apitou muitos jogos pela antiga Federação Amapaense de Desportos, (FAD).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *