Saúde – Bloqueados R$ 4 milhões do Estado

MP-AP bloqueia R$ 4 milhões do Estado para garantir serviço de ressonância magnética

A Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de Macapá obteve judicialmente o bloqueio de R$ 4 milhões de reais do Estado do Amapá para garantir a aquisição de um aparelho de ressonância magnética para atendimento a pacientes do SUS.

A medida foi requerida ao juízo da 5ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, em cumprimento de sentença judicial que determinava a instalação do serviço até março de 2013, o que até agora não ocorreu, prejudicando o tratamento de diversos pacientes.

“O MP ajuizou a ação em 2007 e, apesar de termos obtido decisão favorável, até hoje o Estado se recusa a instalar o serviço próprio de ressonância magnética, sem dar qualquer alternativa aos pacientes que necessitam de um diagnóstico por imagem. Esperamos que, com tal bloqueio, o Estado agilize o processo de aquisição do aparelho, permitindo a realização dos exames pelo SUS em hospital público”, esclareceu o promotor da Saúde, André Araújo.

Pela decisão, o valor ficará bloqueado pela Justiça até que o Estado apresente comprovação da aquisição do aparelho via procedimento licitatório, com emissão da nota de empenho.

(Assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual do Amapá)

  • So tenho a dizer q já vou completar 4 meses q dei entrada p fazer uma ressonância e ate hj n me deram resposta infelizmente

  • Absurdo,milhares de pessoas precisando de tratamento hospitalar e o estado nessa inércia.O Sr. Camilo disse “dinheiro tem,falta gestão”,portanto Sr. governador,trate de colocar em prática oque disse em campanha.Muita gente e pouca eficiência,ou seja, gente que não conhece “trabalho”,conhece “cargo”,sabe de nada inocente.

  • A que ponto chegamos heim ?
    A Justiça precisa bloquear o dinheiro e forçar o governo a comprar um equipamento tão essencial para a saúde.pública do Amapá.
    Enquanto isso pacientes dos do PS e HCAL morrendo à mingua.
    Oremos e rezemos !!!

  • O QUE MAIS ME CHAMOU A ATENÇÃO É QUE , O MP AJUIZOU A AÇÃO EM 2007 . FAZ 7 ANOS . SERÁ QUE QUE UMA PARTE DO DINHEIRO QUE SERIA PARA ESTE FIM , TAMBÉM ESTÁ NO MEIO DO DESVIO DE VERBAS DO GOVERNADOR WALDEZ GOÉS ?

  • Na verdade o Estado tinha convênio para realizar os exames de Ressonância Magnética na Rede privada local, a valores do SUS, porém com sua prepotência e autoritarismo, passou um calote de dezoito meses, tornando inviável a manutenção de qualquer relação. Ainda lembramos os “blefes” dos ex-secretários de Saúde Lineu e Roberio enchendo a boca de arrogância anunciando tais exames em poucos dias … (Quanta ignorância ) … Além do mais o problema é maior do que comprar e/ou instalar equipamentos de alta complexidade, o maior problema é a falta total de conhecimento e planejamento , leia-se “gestão “, para manter esses equipamentos funcionando, que o digam os dois Tomografos adquiridos pelo Estado a valores bem acima do mercado e que estão sem funcionar há alguns meses deixando nossa população órfã de modernas tecnologias , básicas na moderna Medicina … Como sempre digo, “incompetência em saúde custa vidas ” Trágico e vergonhoso …!

  • Uma vergonha. Também pudera. Como investir se todos os recursos do estado estão destinados a dispêndios de pessoal. Enquanto Roraima tem 19.000 servidores aqui tem 47.000. Aqui é o paraíso do empreguismo. Basta demitir metade dos que não fazem nada e veremos sobrar dinheiro. Mas a figura da reeleição não deixa nenhum governante fazer isso. O cara começa o primeiro mandato já pensando no segundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *