Agora sim. Amapá terá energia elétrica de qualidade

Desde ontem, domingo, já estão recebendo energia proveniente do sistema nacional os bairros  Santa Rita, Trem, Centro, Nova Esperança, Cuba de Asfalto, Novo Buritizal, Congós, Alvorada, Cabralzinho, Goiabal, Ilha Mirim, Marabaixo I, II e III, Jesus de Nazaré e Laguinho.

Até o final do mês todo o sistema da Companhia de Eletricidade estará operando totalmente conectado ao Sistema Interligado Nacional. Isso, de acordo com a CEA, representa melhorias na qualidade da energia elétrica. “O Amapá  passará a dispor de energia firme, continua e de qualidade, eliminando sua dependência de usinas térmicas movidas a óleo diesel”, diz a diretoria da Companhia.

A falta de energia de qualidade é um dos fatores que impede o crescimento econômico. Sem energia boa,  grandes empresas, fábricas, usinas, indústrias, não se arriscavam a se instalar no Amapá.
A partir de agora o quadro pode mudar.

Mas é bom também trocar a fiação, pois basta um vento um pouco mais forte para quebrar cabos da rede elétrica em vários bairros de Macapá.

  • Em boa hora porém o fornecimento de energia, com qualidade e confiabilidade, além da geração e da transformação, carece, também de redes de distribuição (em média tensão e baixa tesão) adequadas. Condição que, no Amapá, está longe de acontecer.
    Nossas redes de distribuição são velhas, possuem trechos com mais de 20 anos, estão, em grande parte, subdimensionadas, os transformadores para Baixa idem.
    Enfim, “QUALIDADE AINDA É UM SONHO”.

  • Estava na hora. Mas imaginar que isto é suficiente para atrair industrialização, é sonhar acordado.
    Que tipo de indústria? Para produzir o que? Com que matéria prima?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *