Amapá lidera o ranking da violência no país

Um policial militar perdeu a vida na noite desta quarta-feira numa troca de tiros com um bandido na lanchonete Divina Arte, no centro de Macapá.
Quando o bandido entrou anunciando o assalto, o policial – que não estava de serviço – reagiu. Trocou tiros com o bandido. Os dois morreram.

A violência no estado do Amapá, principalmente na capital Macapá, está fora de controle. Não se tem mais paz em lugar nenhum. Os assaltos – e muitos deles seguidos de morte – acontecem a toda hora e em todo lugar, nas praças, paradas de ônibus, ruas, comércio, salões de beleza e até em consultórios médicos.
O cidadão amapaense está completamente desprotegido. Se busca benefícios para a saúde com a prática de caminhadas, corridas ou pedaladas  na orla ou praças, em vez de  ganhar saúde perde a paz e bens materiais, pois diariamente se ouve relatos de dezenas de pessoas assaltadas nesses logradouros.
Se sai a pé é assaltado, se sai de carro perde o carro pro bandido (muitos perdem o carro e a vida), se opta pelo ônibus é assaltado na parada de ônibus ou dentro do próprio. Dia desses, uma gangue de menores estava fazendo arrastão nas paradas de ônibus.
Se vai a um restaurante, pizzaria ou lanchonete corre o risco de sair de lá de barriga vazia, sem carteira, sem relógio, sem celular e sem jóias porque a bandidagem está tocando o terror nesses lugares e fazendo o mesmo também em salões de beleza.
Se adoece e procura um consultório médico pode ser assaltado lá dentro. Esta semana quatro elementos armados com revolveres,  invadiram um consultório médico no bairro do Trem, renderam o médico e os pacientes, tomaram o dinheiro e celulares e fugiram no carro do próprio médico, de quem tomaram a chave.

Em qualquer bairro, a qualquer hora do dia ou da noite, os bandidos agem de cara limpa, sem medo de nada. Invadem comércio, residências, fazem reféns clientes e moradores, espancam, levam tudo que podem e até a vida de quem ousa reagir.

Mas a violência não se resume apenas a assaltos. É crescente também o número de estupros. O mais cruel e que ainda repercute aconteceu na semana passada. Um grupo de bandidos estuprou uma adolescente de 13 anos, aplicou-lhe 16 facadas, além de enfiar na vagina dela um cabo de vassoura.

O índice de homicídios cresce numa velocidade nunca vista. Estatística do repórter policial João Bolero Neto – que é policial aposentado – mostra que a média é de quase um assassinato por dia. De 1 de janeiro a 6 de fevereiro 28 pessoas foram assassinadas (14 a facadas, 12 a tiros e 2 a pauladas). No mesmo período ano passado foram registrados 19 assassinatos.

Numa pesquisa feita pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, divulgada no final do ano passado, o  Amapá aparece liderando o ranking da violência no país.

Uma vergonha para um estado que tem menos de 700 mil habitantes.

Enquanto isso, a Secretaria Estadual de Segurança Pública fica promovendo cursinhos de francês, como parte do projeto “No Meio do Mundo fala-se Francês”. Não sou contra o ensino de idiomas, só acho que essa não é uma atribuição da Segurança Pública.

Não se admire se um dia, quando a polícia for chamada para prender um bandido, o bandido apontar a arma para o policial e berrar: “Sortez d’ici!”

  • Parabéns Alcinéa pelo texto. Fica minha indignação, pois sou filho de um militar. E solidariedade aos familiares do Sargento L. Vieira. Que Deus e Nossa Senhora de Nazaré dei um ótimo lugar a esse herói amapaense.

  • O fracasso da gestão Camilo Capiberibe já fora anunciada desde as eleições de 2010. Camilo não era para ser Governador de nosso Estado… Camilo nunca teve condições de ser Governador do Amapá. Camilo não tem carisma, é despreparado, não tem AMOR à nossa terra (até porque nunca foi daqui), não consegue esconder sua ojeriza à proximidade de pessoas humildes, é egocêntrico, petulante . Camilo está conseguindo o inimaginável… RACHAR O PSB. Hoje, nosso povo morre nas ruas, vítimas da criminalidade… morre nos hospitais, vitimados por uma política pública de saúde ineficiente que faz faltar o básico do básico do básico… que não valoriza os profissionais médicos, enfermeiros e assistentes… Hoje TOMAMOS BANHO DE LAMA TODOS OS DIAS, pq é isso que sai de nossas torneiras… Pagamos 2,4 BILHÕES PARA ENTREGAR A CEA E GANHAMOS 29% DE AUMENTO EM NOSSAS CONTAS… Vivemos o governo do calote: Calote nas empresas terceirizadas; Calote nos artistas da Terra; Calote nos autores e escritores de nosso Estado que VENDERAM SEUS LIVROS PARA O GEA NA FLAP E ATE HJ NADA RECEBERAM (NEM OBRIGADO)…. Mas o culpado disso tudo não é nosso Governador… Não. Ele nunca disse que era expert em Administração Pública e sua incompetência é tao clara que mesmo que falasse, seria motivo de risos. Os culpados somos TODOS NOS ELEITORES… Enquanto outubro não chega, continuemos a viver nossas vidas um dia de cada vez, torcendo para não morrer na rua; não adoecer (pq certamente encontrará a morte nos decadentes hospitais)… e, se vc é pobre como eu, torcendo tb para não esbarrar com Camilo por ai, pq certamente ele ira procurar outro caminho so para não ter que estender a mao a vc!!!
    Pelo Amor de Deus… Camilo e Waldez nunca mais!!!!

  • Em que cidade estamos, os criminosos perderam o respeito pelas instituições, assaltam, matam, estrupam, muitas das vezes a poucos metros das instituições policiais, para refrescar a memória dos nossos mandatários, o BOP estar instalado nas adjacências do conjunto Mucajá, Palco constantes de assaltos e assassinatos. Macapá, uma cidade com aproximadamente 700 mil habitantes, tem tudo para servir de modelo em segurança publica para o resto do Pais, se for implantada politicas públicas no sentido de amparar as crianças de zero a pelo menos doze anos em áreas de risco social, (favelas e baixadas) com construção de creches, escolas com tempo integral, achamos que investir em ressocialização para quem já estar no crime, o retorno é quase nada, vamos investir em quem estar sendo moldado para viver em sociedade.
    Na agricultura, quando uma cultura estar infectada, sem possibilidade de recuperação, o remédio é: arrancar tudo, plantar novas mudas com cuidados preventivos para que se ter bons resultados. Com nós, seres humanos, não é diferente.

  • Que vergonha o nosso estado tá largado desse jeito, e não me venham os puxas sacos do Camilo dizer que é culpa somente e exclusivamente do Waldez Góes, pq já são praticamente quatro anos de governo da MUDANÇA e não mudaram nada na gestão da segurança pública. Já há sim uma digital de incompetencia também da gestão Camilo, com relação a essa área, já tá mais do que na hora do governador mais jovem do país assumir as rédeas da segurança pública do nosso estado, e exonerar o péssimo secretário da pasta, pois se continuar dessa maneira o nosso estado, vai ficar pior que o Maranhão dos Sarneys. Vai ter os piores indicadores de todos as areas sócioeconômica..

  • O que ocorreu com o policial foi lamentável,ontem no velório no comando geral foi um dia muito triste,uma família de luto,uma instituição de luto a sociedade amapaense de luto,mais um pai de família perde a vida,absurdo,até que ponto chegou esse estado de guerra, o governo é o principal culpado,mas nós também temos nosso parcela de culpa.no final do governo anterior a cidade o Estado virou um caos,saúde na lama,educação na lama,corrupção (nome do estado a nível nacional na lama),conivência do judiciário,Imprensa comprada,profissional da segurança sem efetivo adequado sem combustível,sem viaturas sem condições de trabalho e salario digno (estados que tinham um salário muito baixo para o Policial Militar hoje tem um salário muito maior do que do Amapá ).chegou esse governo e o caos continua na segurança publica,aumentou ainda mais os roubos,furtos latrocínios. O governo tem que sair dessa inércia partidária,unilateral propiciar condições para PM trabalhar (viatura adequada,salário melhor, valorizar esse profissional e demais profissionais da segurança publica.ouvir mais esses abnegados que estão no Front de batalha).E nós o que cabe? Muito dos nossos amigos e parentes estão no governo temos que cobrar mudanças.brigar fazer política também cassetar a cabeça dos políticos do cobrança – lutar,sair da inercia também.não deixar que vagabundo ladrão,traficante,aliciador e toda essa bandidagem se crie crie na cidade no bairro próximo de nossas casas. Temos que denunciar fazer algo isso dentro da legalidade mas com veemência e coragem.como diz a CFB no art.144 a segurança pública,dever do estado,direito e responsabilidade de todos,..

  • Existem muitos policiais a disposição, tanto civis,como militares. Tem até policial que se identifica mais como jornalista de que como policial civil, ou seja, não tem a minha vocação para ser policial.

  • E vocês sabiam que os agentes penitenciários que estavam no plantão quando houve a fuga no centro de custódia do Novo Horizonte continuam la? E os outros agentes que não estavam de plantão foram afastados e remanejados para outros locais? Isto é normal? Quem foi responsável pela fuga continua no exercendo suas funções no mesmo local! E a política do “QI” está forte,

  • Essa minha Macapá tá uma bagunça, esse meu estado tá outra bagunça… falta de administração. Será que é falta de vergonha de nossos líderes? Filhos das … pode ser outra santa. Acreditamos nesses falsos líderes e está aí a nossa situação… Um barco sem comando afunda. Eu que o diga. Tenho dito.

  • Falar o que?? Todos que postaram aqui e no Repiquete, já exauriram o assunto. Fica só minha enorme indignação. E solidariedade aos familiares do Sargento Vieira.

  • Descontrole completo infelizmente!! lembro de um tempo que podiamos ficar sentados na frente de casa , Recentemente minha residencia foi assaltada amordaçaram meus filhos em plena 3 hs da tarde , recorrer a quem? acho que só a Deus ,, o pior é a falata de estrutura nas delegacias , faltando tudo , os policiais ficam por vezes impossibilitados de prestar socorro , por uma simples falta de combustivel , lamentavel que nosso Estado outrora tão pacato hoje surge como um dos mais violentos. A prioridade deveria ser saude , educação e segurança, percebemos que não falta propaganda , o povo tá sentindo , porque é só fazer uma enquete e perguntar quem ainda não sofreu algum ato ou tentativa desse tipo de violencia ( assalto entre outros, )
    Aqui vai meu apoio a todos os policiais que trabalham nessa precariedade!!

  • Indignante.Não é de hoje que reclamam desse Secretário de Segurança,no entanto parece que o governador não tem peito para exonerá-lo.Tem de acabar com essa semvergonhice que é policial a disposição de autoridade.Devem estar a disposição da população.

  • As cercas elétricas já fazem parte da paisagem de Macapá, até mesmo nas casas mais modestas, nos bairros mais humildes, não consigo achar isso normal, vocês conseguem? Será que isso é normal em outros lugares do mundo??

  • Mas para o secretário de segurança tenho certeza que não falta segurança pública, até para jogar bola ele vai acompanhado de policiais!
    Sobre a falta de policiamento o que sei é que a polícia militar tem um deficit enorme de pessoal. Apesar dos diversos anúncios enganosos de “aumento de efetivo” com a chamada de concursados ainda estamos bem aquém da nossa necessidade, pois chamam um determinado número por uma porta e por outra um número bem maior sai das fileiras da PM, os tipos são muitos: exoneração, expulsão, aposentadoria, morte e principalmente para ser DESVIADO DE FUNÇÃO ou COMPOR AS DESNECESSÁRIAS CASAS MILITARES do TJAP, MP e ALAP.
    Só em desvio de função, à disposição e nas casas militares são mais de 500 policiais. São agentes da segurança pública realizando atividades de segurança particular, motorista, babá, amante, secretário, office boy, recepcionista, investigador particular, leão de chácara, capanga ou simplesmente não fazer nada.
    Tem casa militar que tem mais policial que um batalhão inteiro da PM.
    O mesmo ocorre em relação a Polícia Civil e Agentes Penitenciários, somando as duas carreiras existem por volta de 500 desviados de função.
    Precisamos de um choque de gestão na segurança pública a começar pelo retorno as funções para qual fizeram concurso todos os desviados de função e a extinção da casa militar do TJAP, MP e ALAP.
    Somente com essa medida teremos cerca de 1000 agentes da segurança pública trabalhando de fato na segurança pública.

  • É amiga Néa, teu desabafo é o de milhares de pessoas indefesas do Estado do Amapá.
    Um amigo meu que estava com a família na Igreja, no retorno teve seu carro arrombado e levaram o toca-CD. Pasmem ! isso tudo na frente da Igreja a menos de 100 metros do Quartel da PM.
    Oremos para que nossas autoridades de segurança façam alguma coisa.

  • Reforma do sistema prisional, do judiciario e de toda a insegurança pública que cria mais impunidade a cada dia, Valha nos DEUS SEMPRE .

  • Nada contra o curso,mas a prioridade deveria ser mais investimentos na defesa do cidadão.Melhores aparelhamentos da policia civil e militar.Esses cursinhos de linguas seria mais proveitoso na guarda municipal,onde cabe orientar cidadãos estrangeiros ou não, no que se fizer necessário.

  • Poisé, vivemos temerosos, meu marido tbm trabalha com venda de lanche e a cada dia que sai me angustio muito, oro, peço a Deus pelo seu retorno, não temos muito a quem recorrer senão a ele, o Senhor Governador diz que é o melhor momento da Segurança Pública, só se for na casa dele. ótima matéria, temos que clamar por socorro. Fique com Deus.

  • Algumas vezes já postei aqui falando que a questão da segurança pública é de gestão. O atual secretário não tem competência para comandar este setor.
    É preciso, em qualquer atividade , seja publica ou privada, o planejamento. Planejamento só se faz com informações, dados, indicadores. Assim,é fundamental a composição de uma equipe de inteligência, para a construção das informações. Diante do conhecimento é possível deslanchar ações muito mais efetivas. Essa é muinha contribuição.

  • Bom dia, Alcinéa!
    Fico fortemente entristecido e preocupado com a atual situação da segurança pública amapaense. Pois sou amapaense e tenho muitos familiares ai, além de me sensibilizar com os sentimentos de luto das vítimas da violência urbana..
    Parabéns pelo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *