Amapá tem primeiros casos de chikungunya transmitidos dentro do Brasil

O Amapá é o primeiro estado a registrar casos de transmissão de chikungunya dentro do Brasil. São dois casos – um homem de 53 anos e uma mulher de 31 – e foram confirmados na sexta-feira, mas só hoje a confirmação foi divulgada pelo Ministério da Saúde. Os dois contraíram a doença no município de Oiapoque.
Há outros casos notificados, mas ainda sem confirmação.
De acordo com o Ministério da Saúde, antes disso 37 pessoas tiveram a confirmação da febre chikungunya no Brasil, mas todas elas tinham contraído a doença em outros países. Ela é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictos – que também transmitem a dengue. Os sintomas são os mesmos: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações e podem durar de três a dez dias.

Nesta época de campanha eleitoral, com o vai-e-vem de candidatos e seus cabos eleitorais para o Oiapoque há grande possibilidade da doença se alastrar por todo o estado.
Portanto, nada de economizar repelente.
E, claro, manter quintais limpos, caixas d’água limpas e não jogar nos quintais, ruas ou qualquer lugar descartáveis, tampinhas de refrigerante e cerveja, garrafas, sacos plásticos, enfim, qualquer coisa que acumule água.

  • Nada há ver o “vai e vem” das pessoas com os casos constatados.A doença é transmitida pelo mosquito e não através das pessoas infectadas.Da forma como foi postado aqui,dá à entender que é pelas pessoas.Enfim,todo cuidado é pouco com a limpeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *