Arquiteto gaúcho é o vencedor do projeto da Praça do Bicentenário

A Praça do Bicentenário da Independência do Brasil será um espaço que favorece o clima, a vegetação e áreas voltadas ao lazer e esporte dos moradores do Conjunto Habitacional Mestre Oscar, na zona norte da capital. Nesta terça-feira (9), a Prefeitura de Macapá divulgou o vencedor do concurso público nacional que escolheu o melhor projeto arquitetônico para a construção da praça.

O arquiteto Rodrigo Poltosi Gomes de Jesus, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, levou o primeiro lugar, conquistando o prêmio de R$ 50 mil. O projeto vencedor foi orçado em pouco mais de R$ 1,4 milhão. Thiago Frizon, do Rio Grande do Norte, ficou em segundo lugar e levará uma menção honrosa.

Projeto vencedor contempla quadra poliesportiva, campo de futebol society, academia ao ar livre, circuito de caminhada, espaço para manifestações culturais, escada/arquibancada, cobertura para feiras, eventos e comércio, banheiros públicos, bicicletário, parada de transporte público, memorial cívico, espaço de estar e jogos, parquinho infantil, estacionamentos, Jardim de Chuva e bacia de retenção.

Participaram da seleção, 59 projetos de arquitetos e urbanistas de todo o Brasil. A comissão organizadora do Concurso Público Nacional de estudo para o projeto arquitetônico da Praça do Bicentenário da Independência do Brasil avaliou itens como acessibilidade para deficientes físicos e pessoas com dificuldades de locomoção.

O concurso foi coordenador pela Secretaria Extraordinária Municipal de Desenvolvimento Integrado (Semdi), e contou com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU) no Amapá. O edital e o processo de seleção recebem investimento de emenda parlamentar no valor de R$ 1,5 milhão do senador Randolfe Rodrigues, para a construção da praça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.