Camilo diz que beber e dirigir não será mais tolerado no Amapá

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, foi enfático ao lançar a Operação “Lei Seca. Colabore”, que tem o objetivo de reduzir os índices de violência no trânsito. “Beber e dirigir não será mais tolerado no Amapá”, avisou o chefe do Executivo.

A cerimônia de lançamento da campanha ocorreu na manhã desta terça-feira, 24, no Teatro das Bacabeiras. A partir de agora, as blitze envolvendo todos os órgãos ligados ao trânsito serão intensificadas, principalmente nos finais de semana.

O governador também ressaltou que, além do cunho repressivo, a operação terá ampla atuação educativa. “Estamos fazendo um investimento para tentar mudar a cultura da população. Vamos atuar nas escolas e outros estabelecimentos de ensino, junto aos jovens, com a participação da Sejuv, vamos orientar os condutores em bares e casas noturnas, onde também serão feitos testes de etilômetros”, disse Camilo Capiberibe.

Na ocasião do lançamento da operação, também foi mostrado o aparato que será utilizado pelos agentes públicos nas barreiras policiais: bafômetros, viaturas, delegacia móvel, ônibus e reboques, entre outros equipamentos.

A primeira ação oficial da Lei Seca ocorreu no último final de semana, quando uma grande blitz foi montada na Rua Santos Dumont, no bairro Jardim Marco Zero. Agentes de todos os órgãos envolvidos na campanha estavam presentes. Lá, 509 veículos, entre carros e motos, foram abordados. Destes, 59 foram recolhidos. Quinze casos de embriaguez ao volante foram confirmados. “Esses condutores são autuados no ato, pois há uma delegacia móvel conosco e eles são imediatamente encaminhados à Polinter [Delegacia de Polícia Interestadual]”, explicou o comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

“O lançamento dessa campanha mostra o compromisso claro que o governo tem de resolver o problema dos acidentes de trânsito, que provocam o caos no Hospital de Emergência”, completou o governador.

A Campanha Lei Seca é uma parceria entre o Detran, a Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac), as polícias Civil, Militar (PM), Técnico-Científica (Politec), Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros, Secretarias de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), de Saúde (Sesa) e da Juventude (Sejuv).

(Núcleo de Jornalismo Institucional)

  • So cego eh que nao ve mas ouve as atrocidades que ocorrem no transito do Amapa, a meida eh necessaria, urgente e ate tardia…que seja efetivada de forma permanwete…um veiculo automotivo nas maos de um desqualificado pra sua conduçao eh uma arma tao letal quando um arma de fogo…

  • Enfim, uma luz no fim do túnel. Espero que realmente essa campanha seja efetivada.
    Macapá é tida como terra sem lei, infelizmente

  • Bem acertada a posição do governo amapaense.O trânsito em Macapá é um cáos,e com isto,vira um trânsito assassino.A educação é primordial,mas endurecer as leis,é muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *