Carlos Tork é eleito presidente do TJAP

Stella Ramos e Carlos Tork

O desembargador Carlos Tork acaba de ser eleito presidente do Tribunal de Justiça do Amapá para o biênio 2017/2019.
Para a vice-presidência foi eleito Gilberto Pinheiro e para a corregedoria Agostinho Silvério.

A eleição se deu em sessão extraordinária convocada em função da decisão da ministra Rosa Weber que cancelou ontem a liminar que mantinha Stella Ramos no cargo de desembargadora. Stella já havia sido eleita presidente do TJAP e sua posse estava marcada para março.

Perfil

Carlos Augusto Tork de Oliveira é natural da cidade de Macapá (AP); tem 54 anos de idade. Formou-se em Direito, no ano de 1987, pela Universidade Federal do Pará.
Durante 26 anos exerceu a advocacia; presidiu a OAB/AP de 1995 a 1997. Foi diretor nacional da OAB, de 1997 a 2000; presidente da Comissão Nacional dos Diretos Humanos do Conselho Federal da OAB; coordenador nacional pela Ética na Advocacia; interventor da OAB/AP. Foi também professor de Direito na Universidade Federal do Amapá.

Foi nomeado desembargador em março de 2014  na vaga aberta com a aposentadoria compulsória de Edinardo Souza e destinada à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AP). Ele disputou a vaga com os advogados Paulo Santos e Marcelo Porpino.

Em março de 2015 Tork foi aclamado  presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP).

  • O TJAP não poderia estar melhor representado.
    Parabéns especiais ao Dr. Gilberto Pinheiro, um ícone na história da Justiça amapaense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *