Carta aberta da Associação dos Delegados de Polícia Civil

ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA DO AMAPÁ
Avenida Procópio Rola, 2070 – Santa Rita – Macapá-AP
Fones: (96)3223-3601 e (96)9174-8405
CARTA ABERTA DA ADEPOL À SOCIEDADE DO AMAPÁ

 Cidadãos do Amapá,

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Amapá, reunida em Assembléia Extraordinária, vem a público declarar que é tão vergonhosa e indigna a atenção dispensada pelo Governo do Amapá à Polícia Judiciária, e por conseguinte a você que diária e cotidianamente precisa da Polícia Civil, de uma Delegacia, que chegamos ao ponto de ter um orçamento anual menor do que o que se gasta no Gabinete do Governador (R$ 5.963.077,87 em 2013), para publicidade (R$ 28.000.000,00), segurança das escolas públicas (R$ 63.000.000,00), afora outras atividades priorizadas pelo atual governo, como eventos culturais diversos (R$ 6.641.124,00), festas juninas (Ligajap R$ 4.151.000,00 em 4 anos), SECOM (R$ 15.480.252,95) enquanto que o da Polícia Civil é de R$ 3.103.552,98 (cinco vezes menor que o da SECOM! Nove vezes menor que o da publicidade! Vinte vezes menor que o da segurança somente das escolas!!!). Fato. Dados extraídos do Portal da Transparência!

Por conta desta inversa e aberrante política de prioridades estatais, a qual ao mesmo tempo em que privilegia a farsa publicitária e enaltece a política do pão e circo, subverte valores essenciais como a segurança do cidadão, de forma que interesses secundários e medíocres preponderam, em detrimento de bens inalienáveis como a vida, honra, patrimônio das pessoas físicas e jurídicas, a situação física de nossas Delegacias se degenera dia após dia. São condições estruturais absolutamente deploráveis, situação humilhante!

Muitas delegacias como a DCCM, DEIAI (que deveriam ser uma referência, por questões humanitárias sacramentadas em pactos internacionais!) estão caindo aos pedaços, sequer oferecem condições de salubridade para os Delegados, Agentes e escrivães, quiçá para os presos! É cotidiana a falta de combustível, inviabilizando intimações, ordem de missões, deslocamento para locais de ilícitos. Falta papel! Falta tinta para as impressoras, falta capa para os inquéritos! Falta dignidade e vergonha na cara, mas não falta a garra, a fibra e a coragem dos nossos policiais em denunciar e mostrar ao povo essas chagas, apesar da tentativa grosseira de nos calar!

Cidadão Amapaense, você que já foi assaltado repetidas vezes na rua, em seu comércio, que teve a sua casa invadida por delinqüentes e viu sua família passar por momentos de terror, você mulher que foi agredida, você que foi vítima de um violento adolescente, saiba: se ainda há uma reação efetiva da Policia Judiciária é porque não raras as vezes um Delegado já teve que colocar combustível na viatura com recursos próprios! É porque comumente os Policiais já tiveram que se cotizar para comprar papel e material de expediente para as nossas Delegacias!

Assim, expressamos o nosso repúdio à maneira desrespeitosa e indigna com a qual a Polícia Civil tem sido tratada pelo atual Governo, ao mesmo tempo em que prometemos continuar firmes nas investigações dos mais diversos crimes, especialmente aqueles que envolvem desvios de recursos públicos!

Macapá, AP, 30 de julho de 2014.

ADEPOL AMAPÁ

  • O triste eh saber que se permite que um grupinho fale por todos..
    A situaçao da divisao orçamentaria injusta eh verdade, porem isso eh historico filhos..
    o estranho eh por que so agora esse chororo…politica partidaria plena..
    assim fizeram do sinsepeap ok ele eh hj..uma bagunça so..

  • Aos agentes que tentam desclassificar a nota da Adepol com uma comparação mal feita e inoportuna com o salário dos delegados algumas observações: a) numa comparação com salários de agentes de TODO BRASIL os agentes de polícia do Amapá são a 4 melhor remuneração; b) na mesma comparação entre delegados o Amapá é o 18; c) a nota não menciona o tema salário; d) os que reclamam podem ser delegados através do acesso universal mais justo, democrático e eficiente: CONCURSO PÚBLICO.

  • Gostaria em primeiro lugar cumprimentar a Alcinéa, pelo jornalismo aberto. Nesse espaço me senti cidadão. Explico: por ocasião da operação mãos limpas, depois de demitido da Embrapa por correligionários do Sarney, Góes e Capiberibes, encaminhava-se minha demissão da SFA-AP, quando postei confirmando haver uma quadrilha nesta superintendência. O comentário levou a investigação pela CGU, que prendeu o então superintendente Rui Santos Carvalho. Salvei o meu emprego, todavia fui intimado pelo reminiscente da quadrilha (que ainda comanda a SFA-AP) a ir embora do Amapá. Fui obrigado a sair do estado, deixando minha esposa e filhas amapaenses para trás. O pior é que nosso sindicato ANFFA é totalmente conivente com estas quadrilhas (São inúmeras as siglas partidárias) dentro do MAPA. Hoje vivo como seu eu fosse o presidiário, que tivesse desviado 2,3 milhões da SFA-AP. Privado do convívio de minha esposa e filhas. Na próxima encarnação quero nascer ladrão, vou ser apoiado por um monte de siglas e ficar rico sem trabalhar. Ser honesto e estudar nesse país, eis o crime para essa quadrilhas. Que bom se fosse só no Amapá, pensam que aqui em Goiás é diferente? kkkkkkk

  • O “ governo” gasta muito e gasta mal. A PROPAGANDA do “ governo” não protege nossas famílias da violência que estamos submetidos nas ruas e em nossas próprias residências. A PROPAGANDA do “ governo” não evita as filas nos hospitais… que tenhamos as vidas de nossas crianças ceifadas pela FALTA do mínimo de estrutura básica na “ saúde “ . Enquanto os políticos de plantão têm guarnições policiais fazendo sua segurança e de seus familiares… Enquanto os políticos de plantão tiverem uma “ SAÚDE” de primeiro mundo bancados com o “ pobre dinheiro” do contribuinte… Nós o “ POVÃO ” vamos ter os piores serviços públicos. Parabéns a ADEPOL por expor as mazelas da “ segurança pública “ do Estado . Segurança não se faz com pires na mão.

    • No governo passado não se investiu em nada na area da suade, educação e segurança, mas voce deve ter esquecido disso como a adepol também, na realidade esses delegados estão apenas interessados em seus salários e não na segurança pública e muito menos na sociedade isso é demagogia barata desse povo.

  • fico me perguntando depois de ler um texto dessa natureza: por que será que na gestão anterior, em que houve menor investimento em segurança pública, essa associação, coincidentemente a mesma da esposa do ex-governador (também candidata a reeleição a dep. estadual), não emitiu nota alguma? seria por que essa classe foi prestigiada com aumento salarial e.x.t.r.e.m.a.m.e.n.t.e diferenciado, enquanto os verdadeiros policiais civis ficaram a ver navios?

  • realmente esses delegados não tem o que reclamar do governo Waldez, pois receberam 152 % de aumento enquanto os agentes somente apenas 13%, pois sua mulher é delegada

  • Um grave erro das análises dos carguistas de plantão é reduzir todas as demandas à comparações entre a gestão atual com a gestão passada,ao passo que qualquer análise honesta e sem paixões partidárias indica que há um sucateamento de diversas instituições,sendo que este vem ocorrendo desde as gestões passadas até a atual(eleita para corrigir os erros da passada).Mudam os nomes,mas o descompromisso com a segurança pública e outras áreas essenciais permance o mesmo,prova disso é o orçamento irrisório para a polícia civil e vultoso para pagar um cachê do Luan Santana na Expo-Feira.Já chega de apequenar qualquer discussão entre Góes e Capiberibe,precisamos lutar para que os serviços públicos funcionem independetemente de quem esteja a frente da administração.

  • De cima dos meus quase trinta anos de PC nunca tinha visto nenhum Secretário de Segurança ser preso, coisa que aconteceu no Governo passado. Garotos, em alguma coisa vocês tem razão, por exemplo, somente o aumento do salário dos delegados no Governo passado.
    Aroldo Carmo de Sousa
    Escrivão de Polícia Civil
    CPF 089008412-20

  • essas entidades classistas todas,eu disse todas, ficaram mudas 8 anos e agora querem que todos os problemas sejam resolvidos em 4 anos!

  • Quem aprova a divisão do bolo é o legislativo, todavia, ninguém questiona os candidatos ao legislativo. Entre o governo que entrar e rá continuar na mesma.

  • Na verdade no governo passado a pindaíba era a mesma, a única diferença é quanto ao salário dos delegados que duplicou, enquanto dos agentes e oficiais, nada. Por que só agora reclamam se nos 3 anos pretéritos, era a mesma coisa?

    • Verdade.Agora volta o “olho gordo” para que se eleja oque é melhor($$$$$..WG.)para os delegas e o resto que se exploda.08 anos mamando e se locupletando com o dinheiro público é para as viúvas chorarem mesmo.

  • A Polícia Federal em um dia prendeu quase todo mundo do governo passado. A Polícia Civil em 8 anos não prendeu ninguém.

  • Se não dão condições para a polícia trabalhar, não podemos cobrar eficiência, mas julgar quem não deu essas condições, use sua arma para puni-los. O VOTO

  • Estamos em um período em que o povo estar armado com mais letal das armas contra politicos responsáveis por atos como o citado na nota publicada pela polícia civil, façam uso dessa ARMA LETAL DIA DAS ELEIÇÕES.

  • sou solidário as angustias dos delegados e policias cívis.sou servidor publico e enfrentamos as mesmos problemas ou pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *