Carteira de Projetos do MP-AP é apresentada aos senadores

mp1

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Roberto Alvares, junto com a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Estela Sá, e a diretora-geral do MP, Ivana Cei, estiveram nesta quinta-feira (5), no Senado Federal, em Brasília-DF, apresentando a Carteira de Projetos do MP-AP para alocação de emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União de 2017.

A comitiva da instituição composta, ainda, pelo diretor do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), Rodinei Paixao, pela técnica do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), Verônica Santos, e pela assessora técnica Alcilene Cavalcante, foi recebida no gabinete do senador Davi Alcolumbre, onde estavam presentes os assessores dos senadores João Capiberibe e Randolfe Rodrigues, Jardel Nunes e Anamaria Dias, respectivamente.

Roberto Alvares esclareceu que a visita, além de apresentar a carteira de projetos, visava agradecer e mostrar ao senador e assessores os resultados dos projetos executados pelo MP-AP, por meio de convênios com a União, com recursos de emendas.

O PGJ também fez um reconhecimento e agradecimento à diretora-geral do MP-AP, Ivana Cei, que, durante a sua gestão como procuradora-geral de Justiça, despendeu grande esforço para incrementar o orçamento do Ministério Público Estadual, captando recursos externos para investimentos, que não seriam possíveis de serem realizados apenas com o orçamento disponível.

Ivana Cei destacou que os citados investimentos proporcionaram, além da economia gerada em projetos como o processo eletrônico, mais agilidade às ações ministeriais.

A subprocuradora de Justiça Estela Sá reforçou que os recursos de convênios com a União também puderam fortalecer as atividades de combate à corrupção no Estado, como o acordo de cooperação com o Ministério da Justiça para implantação do Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro (LAB – LD).

“O Ministério Público do Amapá tem atuado fortemente nas ações de combate ao crime organizado e à corrupção, com investigações e ações contra a Lavagem de Dinheiro, proporcionadas por esses recursos externos. Os investimentos em Tecnologia da Informação permitiram que o MP-AP ocupasse o quarto lugar no ranking da transparência do Ministério Público brasileiro, com um aproveitamento de 100% por parte do MP, dos recursos já captados”, ressaltou Roberto Alvares.

Para garantir a qualidade e a velocidade do trabalho, a Carteira de Projetos apresentada contempla recursos para investimentos em suporte tecnológico de alto rendimento e investigação de crimes visando o fortalecimento das ações da instituição e da atuação dos promotores de Justiça.

Os senadores e suas assessorias se comprometeram em atender ao pleito do Ministério Público, que vai beneficiar diretamente a sociedade.

(Asscom/MPE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *