Cleane Pinheiro conquista Prêmio Espírito Público na categoria Meio Ambiente

                           Cleane Pinheiro, vencedora na premiação nacional

A gerente do Núcleo de Fiscalização de Recursos Hídricos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) Cleane Pinheiro recebeu uma das premiações nacionais mais honrosas de reconhecimento: a de profissionais do setor público. A servidora levou o Prêmio Espírito Público na categoria “Pessoas que transformam”, no eixo Meio Ambiente.

Com uma bagagem de mais de 11 anos de serviço público no Amapá, a gerente foi surpreendida com a homenagem na última edição do prêmio. Além do reconhecimento pelo seu trabalho, a premiação proporcionou à Cleane um valor de R$5 mil, e, em breve, ela fará uma capacitação em outro país da América Latina, uma imersão de conhecimento em gestão pública. Os premiados ainda terão acesso a um intercâmbio de inglês.

Segundo a servidora, que é mestre e especialista em três áreas diferentes, premiações como essas são muito importantes para reafirmar o potencial do serviço público para uma sociedade. Para ela, fazer gestão significa salvar vidas.

“Eu gosto de estar sempre em busca de conhecimento para melhor desempenhar minhas funções. Já fiz diversos cursos de capacitação, inclusive fora do Brasil, todos ligados a recursos hídricos, que é minha área de atuação e meu objetivo é sempre entregar o melhor serviço ao público. Estou ansiosa para fazer a imersão ofertada pelo Prêmio Espírito Público, pois sei que vou adquirir muito conhecimento., ressaltou.

Prêmio Espírito Público
É dedicado ao reconhecimento à trajetória profissional de pessoas e equipes comprometidas com a melhoria contínua dos serviços públicos, prestigiando profissionais que trabalham com o propósito de transformar o serviço público e o impacto gerado à sociedade. A premiação é dividida em categorias individuais e coletivas com eixos como assistência social, gestão de pessoas, meio ambiente, saúde, educação e segurança pública.

Cleane Pinheiro
Apaixonada pela natureza, se formou em Geologia aos 19 anos, na capital do Pará. Em 2010 tornou- se concursada no Amapá como analista de Meio Ambiente no Instituto do Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Amapá (Imap). Em quatro anos de carreira, foi convidada para ser gerente do Núcleo de Fiscalização de Recursos Hídricos, onde contribuiu e desenvolveu com projetos como o É Se Regularizar. É mestre em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local da Amazônia, além de ser especialista em Economia e Meio Ambiente, Gestão Pública e Segurança de Barragens.

(Secom)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.