Empresário é atropelado e morto

O empresário Roberto Fernandes foi morto hoje, por volta das 7h30, por um louco do volante quando praticava ciclismo com sua esposa na Rodovia JK.
Roberto fazia parte da “Turma do Pedal”. Ele foi atingido por uma pick-up Montana que, de acordo com testemunhas, trafegava em alta velocidade.

Triste realidade, as pessoas resolvem começar o domingo de forma saudável, em um dia e horário que, em tese, seria mais calmo o trânsito, acabam sendo atropelados e um deles morto por um motorista alcoolizado”, lamentou seu colega William Tavares, que é da Turma do Pedal, em sua página no facebook.

  • Como a Lei Seca não pegou praticar esporte de manhã cedo no sábado ou domingo é muito arriscado por conta desses bêbados ao volante voltando para casa depois de uma noite de farra e álcool.

  • É lamentavel o q ocorreu c este senhor e o q ocorre c pessoas q não conhecemos. Como está passando a pessoa q acompanhava a vítima? Meus sentimentos à familia e aos amigos. Nossos motoristas não respeitam a vida. Estou na Fr e acompanho alguns grupos de ciclistas aí pq tb pratico aqui. Só que, aqui na Fr, o motorista passa a 1m50 longe de vc. E até mais. Inclusive de pedestres. Desvia mesmo. As autoridades policiais não riem p ninguém. E não tem essa de irmão de fulano, mulher de sicrano p intimidar a aplicação da lei . Ainda essa semana fui ao Twitter e, acabei de fazer agora, reivindicando ciclovias em cima das calçadas e não na beira dos asfaltos. Na beira do asfalto, ciclovia em Macapá é morte certa. Um assunto em pauta tb é a criação de uma associação de ciclistas para reivindicar ciclovias de verdade e outros afins. Manterei contato. Soube q o Pref Clécio tem um projeto de ciclovias na CVM. Ciclistas, juntem-se e levantem essa bandeira! abç.

  • Ciclovia já na JK! Ou quantos terão que morre ? Hoje foi o Roberto ‘bob’. Amanhã pode ser alguém da sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *