Escuro, escurinho, escurão

O amapaense está sofrendo e ainda vai sofrer muito com a falta de energia elétrica. Todos os dias, em todos os bairros da capital, falta energia várias  vezes por dia.  A Companhia de Eletricidade do Amapá está  falida. Não tem como fazer a manutenção da rede nem corrigir os problemas.
Os picos de energia, as constantes interrupções, são os assuntos mais comentados em qualquer lugar, desde as redes sociais até os pontos de ônibus. É tanta gente reclamando dos prejuízos decorrentes do “pisca-pisca”, como a queima de aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos.
No trânsito – que já é caótico – a balbúrdia aumenta com os semáforos apagados.
Nos açougues, mercantis e similares os pequenos empresários contabilizam prejuízos com a perda de gêneros alimentícios que precisam ficar em refrigeradores.
À noite, protegidos pela escuridão, os bandidos fazem a festa e aplaudem a CEA.

  • Os problemas que o cidadão enfrenta hoje demonstram claramente o que ocorre quando se juntam má gestão, incompetência e ganância. Esta era e ainda é a maior característica das gestões da CEA, gestões estas que sempre trabalharam sob a batuta e a conveniência de todos os governos que já passaram pelo estado.

    Todos sabemos que a CEA é um grande cabide eleitoral, onde são pendurados desde sempre as contas das campanhas eleitorais, lá se paga cabo eleitoral com contratos e cargos, se compra voto com quitação de contas sem o devido pagamento e se consegue patrocinadores de campanha através de perdão de dívidas.

    Enquanto o povo permitir e até apoiar essas coisas, assim sempre será.

  • Mas em uma terra muito distante da realidade – EM ”CAPILÂNDIA” tudo está sendo resolvido:
    – A saúde será no padrão DE 1º MUNDO ?
    – A educação terá telas digitais, um computador por aluno??????
    – A água será tanta que deixara muita gente careca ao cair dos chuveiros?????
    – O setor rural irá produzir tanto que não precisará importar mais nada?????
    só se for lá mesmo!!!!!!!

  • É assim mesmo! O que é que funciona bem afinal ?
    – Água no Renascer e Pantanal não tem
    – Energia é deficiente em todo o Estado
    – Internet em Banda Larga é só promessa
    – No Superfácil as pessoas que usam bicicleta tiveram as mesmas expulsas para o passeio público na Cândido Mendes
    – Nos hospitais ocorre verdadeira calamidade pública
    – Nas escolas então….!!!!!!
    Não faltava só gestão??????? Dinheiro não tinha de montão?????????

  • Para tudo tem limite, no caso dos péssimos serviços prestados pela CEA a população, vamos nos organizar e ir para as ruas pedir a intervenção da ANNEL na companhia, pois o atual governo engana a população dês do primeiro dia de sua GESTÃO, dizendo que ia resolver a situação da Companhia e ate agora só enrolação, só quem é idiota que não esta vendo que a próxima eleição se aproxima e o governador quer usar mais uma vez a CEA como cabo eleitoral. A companhia estar falida, a cada ano que se encerra seus balanços demostram prejuízos relevantes, esses resultados estão refletindo na população em forma de queima de eletrodomésticos, incêndios em imóveis, deterioração de alimentos conservados em refrigeração e noites de somo, pois com a nosso clima, quando falta energia a noite, ninguém consegue dormir, enquanto isso, a diretoria da empresa se preocupa em perseguir funcionários, descontando em seus vencimentos minuto a minuto de atraso nos inícios dos expedientes. Sugeríamos aos competentes gerentes de pessoal para que inclemente o registro de ponto por telefone celular.

    • Já ouvi funcionários dessa companhia falar da tal perseguição.Achei que não era verdade,mas agora to acreditando.Lamentável que Camilo não soube aproveitar a oportunidade que o eleitor lhe deu.Mais lamentável é que estamos mais uma vez pagando caro, por nossa escolha.Muito acessoramento incompetente,cargos mal distribuidos e o nosso dinheiro indo pro ralo,ou melhor,indo para os bolsos dos incompetentes.A PMM tá no mesmo caminho,estamos ferrados com esses gestores.

  • Aí fica a pergunta no ar: endividamos o Amapá para os próximos 20 anos com quase 3 bilhões para quê?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *